7 remédios caseiros para tratar herpes zóster

A herpes zóster é uma doença infecciosa causada pelo mesmo vírus da catapora, a varicela-zoster. Quem possui a enfermidade apresenta erupções que podem surgir em qualquer parte do corpo e que costumam ser bastante incômodas.

Existem algumas soluções caseiras que podem ajudar a aliviar os sintomas provocados pela herpes zóster. Mas o acompanhamento de um profissional da área é algo indispensável.

Métodos caseiros para tratar herpes zóster

7 remédios caseiros para tratar herpes zóster

Foto: depositphotos

1. Amido de milho

Misture amido de milho ou farinha de aveia com um pouco de água até que ela vire uma solução líquida. Lave as erupções com essa mistura por pelo menos vinte minutos. Repita o processo todos os dias antes de dormir.

2. Chá de melissa

Prepare um chá de melissa e deixe esfriar um pouco. Ainda morna, aplique na área pelo menos quatro vezes ao longo do dia. Beber esse líquido também ajuda a combater o mal-estar e a febre ocasionadas pela doença.

3. Cenoura

Misture metade de uma cenoura fervida picada em água até que se forme uma pasta. Aplique como cataplasma nas erupções.

4. Alho-poró e mel

Junte suco de alho-poró fresco ou mel puro e aplique sobre as áreas afetadas várias vezes ao dia.

5. Folhas de dente de leão

Prepare uma infusão feita com folhas de dente de leão. Espere esfriar e aplique, ainda morna, com compressas nas erupções. Ingerir o líquido também é uma forma de combater os sintomas da herpes zóster.

6. Extrato de própolis

Aplicar 4 gotas de extrato de própolis sobre as feridas, pelo menos 3 vezes ao dia, irá ajudar a cicatrizá-las.

7. Compressas geladas e acetato de alumínio

Aplique compressas geladas sobre à área afetada por até dez minutos, com intervalo de cinco minutos. Depois, dissolva um pouco de acetato de alumínio em água e faça uma compressa úmida sobre a erupção.

Dica importante

Mesmo que muito incômodas, evite coçar as erupções que são provocadas pela herpes. É importante também deixá-las respirando e arejadas, mesmo que elas criem cascas.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Avatar
Formada em Jornalismo pela Unicap, pós-graduada em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais pela Devry, fez intercâmbio na ETC School, em Bournemouth (UK) e tem experiência nas áreas de assessoria de comunicação, produção de vídeo e foto e redação.