Castanha portuguesa: 11 benefícios e receitas

A castanha portuguesa é um fruto seco rico em benefícios para a saúde, além de ser bastante saborosa e nutritiva. É muito procurada no fim do ano, pois é comumente usada em receitas de Natal e Ano Novo.

Contudo, muitas pessoas procuram essa castanha apenas pelo sabor, e desconhecem seus efeitos medicinais surpreendentes, como por exemplo, o auxílio em dietas de emagrecimento.

Portanto, esse artigo tem o objetivo de mostrar que não é só pelo sabor que a castanha portuguesa pode ser conhecida. Nos últimos anos, pesquisadores de vários países estudam a composição desse fruto.

Como resultado, foi possível associar o consumo da castanha portuguesa a diversos benefícios para a saúde. Confira as principais informações sobre isso abaixo:

Quais são os benefícios da castanha portuguesa?

Seja cozida, torrada, congelada ou até mesmo no formato de purê e farofas, a castanha portuguesa conquista qualquer pessoa pelo paladar. Mas é importante saber que o fruto, em sua forma natural, é também uma grande fonte de propriedades saudáveis.

castanha portuguesa

Entre os benefícios da castanha portuguesa estão o auxílio às dietas e a prevenção de problemas do coração (Foto: depositphotos)

Confira os 11 benefícios comprovados da castanha portuguesa para a saúde:

1. Rica em nutrientes saudáveis

Em primeiro lugar, é importante ressaltar o valor nutricional da castanha portuguesa. Ela possui uma verdadeira coleção de nutrientes benéficos para a saúde, seja em humanos ou animais.

Segundo o boletim técnico da castanha portuguesa, produzido pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, é possível encontrar nutrientes saudáveis como gorduras mono-insaturada e poli-insaturada, vitaminas e minerais. Além disso, é uma fonte saudável de fibras e carboidratos (1).

Entre esses nutrientes, destacam-se os glicídios, o potássio e as vitaminas C e B, pois graças a estes, foi possível compreender vários dos benefícios saudáveis da castanha portuguesa.

2. Ajuda a emagrecer

Além de serem super saudáveis, as castanhas portuguesas são as castanhas menos calóricas, pois possuem menos óleo que os outros tipos dessas oleaginosas (1).

Todo mundo sabe que as castanhas são conhecidas de quem segue dietas de emagrecimento e alimentação saudável. Dentre as opções, a castanha mais benéfica para a perda de peso é a castanha portuguesa. Além de serem maiores que as castanhas comuns, elas possuem um interior saboroso e que traz bastante saciedade.

Ainda segundo o boletim técnico já citado, os agrônomos e pesquisadores apontam que o consumo desse tipo de castanha está associado à prevenção da obesidade (1). Portanto, em poucas palavras, a castanha portuguesa é um ótimo alimento para ajudar no emagrecimento!

3. Atua no equilíbrio da tireoide

Alguns estudos também apontam a composição destas castanhas como um fator para o bom funcionamento da tireoide (1, 2). Portanto, é um alimento indicado para quem faz tratamento para regular este hormônio, principalmente quando a desregulação causa oscilação de peso.

Entretanto, é sempre importante perguntar ao seu médico especialista antes de começar a usar a castanha portuguesa.

4. Previne o surgimento de tumores

Outro grande benefício da castanha do tipo portuguesa é sua ação anti-tumor (1, 2, 3). É isso mesmo que você leu. Estudos apontam que o consumo dessa variedade de castanha está relacionado com a prevenção do surgimento de tumores, inclusive tumores malignos.

5. Protege o coração

A castanha portuguesa também pode ser usada na prevenção de doenças coronarianas (1, 2), que podem ser causadas por fatores como acúmulo de gordura, impossibilitando o fluxo de sangue, ou estão ligadas ao bombeamento sanguíneo.

Em suma, estas doenças acometem as artérias coronárias encontradas no coração.

6. Combate a hipertensão

Estudos apontam que consumir essa castanha ajuda no combate e prevenção da hipertensão, pois sua composição é rica em antioxidantes e ácido fólico (1, 3).

Sendo assim, é uma ótima pedida para quem tem histórico de hipertensão na família, pois essa pessoa pode diminuir as chances de desenvolver a doença.

7. Previne o ataque vascular cerebral (AVC)

Alguns pesquisadores e organizações ainda relacionam a castanha portuguesa com a prevenção do ataque vascular cerebral, também conhecido pela abreviação “AVC”. (1, 3). Isso acontece devido à composição desse alimento natural, que traz propriedades medicinais que melhoram a irrigação sanguínea no cérebro.

8. Ajuda na prevenção e tratamento da diabetes

Os diabéticos também podem fazer uso da castanha portuguesa para melhorar e facilitar o tratamento da diabetes (1, 4). Na verdade, este alimento em si não atua diretamente na diabetes, mas traz antioxidantes que ajudam bastante na prevenção e diminuem riscos durante o tratamento da doença quando ela já existe no organismo.

9. Protege contra doenças gastrointestinais

O consumo de castanha portuguesa também faz bem para o sistema digestivo. Informações de institutos de pesquisa afirmam que trata-se de um alimento capaz de proteger o organismo de doenças gastrointestinais (1). Esse benefício se deve unicamente à rica coleção de minerais presentes na composição desta castanha.

10. Não contém glúten

Uma grande vantagem para muita gente é que a castanha portuguesa não contém glúten (1). Uma vez que muitas pessoas possuem alergia ao glúten (celíacos), é muito importante que haja um alimento tão benéfico e que não contenha essa substância.

Além disso, a farinha dessa castanha pode ser usada na produção de pães, massas, bolos e receitas sem glúten (substituindo a farinha de trigo). Desse modo, os celíacos podem comer tranquilamente os alimentos sem se preocupar com reações adversas.

11. Melhora a imunidade

Como essa oleaginosa é rica em ácido fólico, acaba se tornando um alimento que ajuda a melhorar o sistema imunológico (1). Muitas pessoas pensam que a vitamina C só é encontrada nas frutas cítricas, mas a castanha portuguesa também é fonte desse nutriente.

Portanto, é uma ótima opção para manter a boa saúde e proteger o corpo.

Receitas: Aprenda a preparar a castanha portuguesa

Agora que já te mostramos os grandes benefícios desse alimento natural, está na hora de dar aquelas boas e velhas dicas de cozinha. Muitas pessoas adoram o sabor dessa variedade de castanha, mas não sabem como aproveitá-lana cozinha.

Então, preste atenção nas dicas e receitas abaixo para aprender a forma correta de preparar a castanha portuguesa.

Como cozinhar castanha portuguesa?

A castanha portuguesa cozida é ótima para refeições e é principalmente usada em jantares e ceias. Para prepará-la, não há nenhum segredo. Por isso, basta seguir as instruções abaixo:

  1. Em primeiro lugar, lave 1/2 kg de castanhas portuguesas
  2. Em seguida, com uma faca afiada (e muito cuidado) corte um pedacinho pequeno das pontas das castanhas para que pegue o sal
  3. Na panela de pressão, coloque as castanhas com as pontinhas cortadas, cubra com água (3 dedos acima das castanhas) e adicione 1 colher (de chá) de sal. Tampe e deixe por 20 minutos depois de pegar pressão
  4. Por fim, retire da panela, espere esfriar um pouco, descasque e sirva.

Como fazer castanha portuguesa assada?

Por outro lado, você também pode fazer as castanhas assadas. Nesse formato, elas ficam crocantes, saborosas e perfeitas para fazer aquela farofa deliciosa de domingo. Veja a receita:

  1. Faça um corte superficial nas cascas de 1/2 kg de castanhas portuguesas
  2. Em seguida, lave as oleaginosas em água corrente
  3. Logo após, coloque todas as castanhas em uma assadeira e leve ao forno pré-aquecido a 180º por 40 minutos
  4. Em seguida, retire e espere esfriar um pouco
  5. Por fim, descasque (ainda um pouco quente para facilitar) e sirva. Salpique uma pitada de sal por cima, se preferir.
Castanha portuguesa assada

Após assar a castanha, você pode consumi-la ou optar por fazer uma farofa (Foto: depositphotos)

Como fazer farofa de castanha portuguesa?

Essa receita de farofa é um sucesso, porque é muito gostosa e nutritiva. Não é a toa que é tão comum as pessoas prepararem esta farofa no Natal e Ano Novo, quando os parentes se reúnem para celebrar momentos especiais. Aprenda a receita:

  • Primeiramente, asse 300 g de castanha portuguesa (como ensinamos no tópico anterior). Descasque e pique de forma grosseira, mas não deixe pedaços muito grandes. Reserve
  • Em uma frigideira quente, adicione 1 colher (de sopa) de manteiga e adicione aos poucos 300 g de farinha de mandioca. Vá mexendo até torrar a farinha e ela ficar com a cor levemente amarelada da manteiga. Reserve
  • Na mesma frigideira, adicione mais 1 colher (de sopa) de manteiga e 1 cebola picada. Doure as cebolas
  • Com as cebolas douradas, adicione 1/2 xícara de azeitonas pretas picadas, as castanhas portuguesas, salsinha e sal a gosto. Misture
  • Por fim, adicione a farinha e refogue até que tudo fique bem misturado e compartilhe os sabores.

Muitas pessoas adicionam bacon nessa receita, mas fica da escolha de cada pessoa. Tudo o que podemos dizer é que essa receita é uma delícia e você pode colocar os ingredientes que mais gostar! Use a criatividade e surpreenda todos com a farofa de castanha portuguesa.

Cuidados e contraindicações

Ainda que natural, o excesso do consumo de castanha do tipo portuguesa pode trazer alguns problemas para a saúde. Por exemplo, podemos dizer que o exagero pode causar indigestão, sensação de inchaço e mal-estar.

Outro cuidado importante é com os alérgicos. Existe alergia a algumas substâncias encontradas na composição desta castanha. Portanto, se você tem alergia a nozes, amêndoas e outras castanhas, tome cuidado. Em caso de reação alérgica, procure uma unidade de saúde imediatamente.

Referências

(1) BUENO, SILVANA C. S. E OUTROS. “Castanha Tipo Portuguesa“. 2.a ed. Campinas. 2018. Disponível em: http://www.cati.sp.gov.br/portal/themes/unify/arquivos/produtos-e-servicos/acervo-tecnico/BoletimTecnicoCastanhaPortuguesa246CATI.pdf. Acesso em 03 de junho de 2019.

(2)BRAGA, N., RODRIGUES, F., OLIVEIRA, M. B. “Castanea sativa by-products: a review on added value and sustainable application“. 2015. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25204784. Acesso em 03 de junho de 2019.

(3) BRIZI, C. et al. “Neuroprotective Effects of Castanea sativa Mill. Bark Extract in Human Neuroblastoma Cells Subjected to Oxidative Stress“. 2016. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26240013. Acesso em 03 de junho de 2019.

(4) JOVANOVIC, J. A. et al. “Evaluation of the Antioxidant and Antiglycation Effects of Lactarius deterrimus and Castaneasativa Extracts on Hepatorenal Injury in Streptozotocin-Induced Diabetic Rats“. 2017. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29163175. Acesso em 03 de junho de 2019.

Sobre o autor

Avatar
24 anos, é jornalista e produtor de conteúdo especializado. Atua com produção jornalística há 4 anos. Vencedor do prêmio de empreendedorismo digital “Academic Winner 2017”, promovido pela DeVry University na Califórnia, Estados Unidos. Tem no currículo trabalhos em emissoras de televisão, jornal impresso, revistas e internet. É pernambucano e tem como hobbies escrever, jogar videogames, cinema e estudos sociais.