Sem desperdício: conservando e reaproveitando os alimentos em casa

O desperdício de alimentos é sério, especialmente enquanto tantas pessoas sofrem com fome. Saiba como aproveitar os alimentos e evitar o desperdício


O desperdício de alimentos é um grande problema para o mundo. Segundo um relatório feito pelo Estado da Insegurança Alimentar no Mundo em 2012, 30% da produção agrícola é desperdiçada. Esse dado é muito revoltante, sabendo que existem aproximadamente 13 milhões de brasileiros que são desnutridos e passam fome diariamente. O desperdício em massa acontece, em sua maioria, nos grandes supermercados, nos restaurantes e redes de fast food. Mas isso não quer dizer que o desperdício que acontece em casa é irrelevante, muito pelo contrário.

O que você pode fazer para evitar o desperdício?

  • Planeje tudo o que vai comprar no mercado e evite fazer estoques para que os alimentos não se estraguem.
  • Cozinhe os alimentos que têm prazo de validade mais próximo do vencimento primeiro.
  • Aproveite tudo que conseguir no alimento. Até as sobras de cascas de frutas podem ser reutilizadas em chás para dar mais sabor.
  • Não dispense uma fruta, verdura ou legume se ela apresentar alguma parte estragada. Corte o pedaço e use as partes que estão boas.
Imagem de pratos de comida em cima de mesa

Foto: Depositphotos

Como conservar?

Legumes, verduras e frutas

Higienizados e bem secos, esses alimentos podem chegar a durar até cinco dias na geladeira. Exceto pela banana e abacate, por exemplo, que acabam escurecendo na geladeira.

Leite

O leite longa vida (UHT) tem a capacidade de armazenamento maior que o pasteurizado. O primeiro deve ser armazenado na geladeira por até quatro dias, já o segundo deve ser consumido no mesmo dia.

Queijos e manteiga

Dependendo do tipo, o queijo pode chegar a durar de cinco dias a um mês na geladeira. Os tipos mais moles aguentam menos tempo e os mais duros, mais tempo. Se o queijo apresentar pontos esverdeados quando não deveria, não consuma!


Prefira armazenar a manteiga na geladeira e, assim, ela pode durar por até três meses.

Carnes

Se não tiver intenção de preparar a carne no mesmo dia, congele-a para que dure mais, preferencialmente embalada a vácuo.

Crie pratos com as sobras

Às vezes jogamos fora as comidas que sobram de alguma refeição, esse é um hábito que pode e deve ser abolido imediatamente. Para tal, é possível usar a abusar da criatividade para criar pratos com as sobras dando uma nova vida aos alimentos.

Refogados de carnes, cozidos e legumes podem virar sopas ou recheios para tortas salgadas e omeletes. Arroz pode ser congelado por bastante tempo, mas também pode virar risoto, bolinho ou massa para rocambole.  Pães que ficaram duros com o tempo, mas ainda estão comestíveis, podem virar torradas, rabanadas ou farinha de rosca. E aqueles biscoitos que ficaram murchos não precisam ir para o lixo, pois podem virar uma farofa doce para ser usada em massas de torta ou ainda como cobertura de sorvete.


Reportar erro