Anticoncepcional: ginecologista esclarece riscos e benefícios

Tire suas dúvidas sobre os benefícios do uso de anticoncepcionais e os riscos para a saúde da mulher


As discussões sobre os riscos e consequências da utilização de anticoncepcionais ganharam espaços, principalmente na mídia, desde a divulgação dos efeitos colaterais que a medicação pode causar. Esses riscos sempre existiram, mas nunca foi amplamente discutido.

Os anticoncepcionais são medicamentos usados para evitar gravidez, diminuir o fluxo menstrual, melhorar cólicas, tratar problemas como endometriose e miomas uterinos, melhora a Tensão Pré-Menstrual (TPM), previne doenças inflamatórias pélvicas e alterações funcionais específicas das mamas.

O ginecologista e obstetra Marcos Tcherniakovsky esclarece a influência negativa do uso de anticoncepcionais. “Hoje em dia, não vejo nenhuma influência negativa em relação ao uso dos anticoncepcionais, principalmente os hormonais. O que existe é uma preocupação e certo temor com o risco de desenvolver fenômenos tromboembólicos, sendo o mais conhecido a Trombose Venosa Profunda (TVP)”, esclarece o ginecologista.

anticoncepcional-ginecologista-esclarece-riscos-e-beneficios

Foto: depositphotos

Segundo o médico, a trombose não é algo que está somente relacionada ao uso de anticoncepcionais. “Existe o risco de 2 a 3 vezes maior de usuárias de anticoncepcionais hormonais desenvolverem TVP em comparação com mulheres que não utilizam nenhum método. Porém o risco absoluto (número de casos na população por um determinado período de tempo) continua baixo, principalmente em mulheres sem fatores de riscos. Para se ter uma ideia, na gravidez e no período pós-parto este risco de desenvolver uma TVP é muito maior”.


As contraindicações do uso do anticoncepcional, estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) devem ser levadas em consideração. “Os anticoncepcionais podem ser usados independente da faixa etária. Neste caso, uma boa anamnese (história) da futura usuária se faz necessária. Antecedentes de coagulopatias, hipertensão, obesidade, enxaquecas intensas, entre outras”, diz Tcherniakovsky.

Como consequências positivas, o uso do anticoncepcionais hormonais pode melhorar o aparecimento de acne e hirsutismo (aparecimento de pelos em exagero) e ainda ajudam em casos de ovário, de endométrio e provavelmente colorretal.

Os efeitos colateiras negativos são mais conhecidos, como:  náuseas e/ou vômitos, ganho de peso, dores na mama, dor de cabeça e sangramentos irregulares. Esses sintomas costumam aparecer no começo do uso do medicamento.

Tipos de métodos contraceptivos

Eles podem ser classificados em métodos temporários e definitivos. Os anticoncepcionais hormonais e naturais (como a tabela), de barreira (preservativos, por exemplo) e os dispositivos intrauterinos (DIU) estão entre o temporários. Já os métodos definitivos são usados para quem quer evitar a gravidez de forma irreversível. Entre os mais conhecidos: a vasectomia  para os homens e Laqueadura tubárea nas mulheres.


Reportar erro