Almoço de Páscoa tem que ter bacalhau. Aprenda receita

Comer peixe no almoço de Páscoa já é tradição. Se você vai reunir a família nessa data, e quer servir bem seus convidados, veja essa receita

O bacalhau não é uma espécie de peixe, como a maioria das pessoas pensa. Na verdade, alguns tipos de nadadores podem se transformar em bacalhau depois de passarem por um processo que envolve bastante sal e a secura das espécies utilizadas. As mais comuns são ling, zarbo, Gadus morhua e saithe.

Portanto, o sabor característico do bacalhau é fruto de um processo e não de uma espécie exclusiva. E que sabor! Sem dúvidas, é uma das proteínas mais gostosas e saudáveis que existe.

A tradição de comer peixe na Semana Santa vem da antiguidade, onde via-se com maus olhos comer carne vermelha durante os 40 dias da quaresma. Atualmente, grande parte das famílias segue essa tradição ao menos na sexta-feira da paixão.

A escolha do tipo de peixe que se transforma em bacalhau nada mais é do que uma herança dos nossos colonizadores portugueses. Via de regra qualquer peixe seria bem-vindo na mesa de Páscoa. Porém, não custa nada seguirmos a tradição ao pé da letra, não é mesmo? Por isso, vamos aprender a fazer um bacalhau delicioso ao molho pesto.

Almoço de Páscoa tem que ter bacalhau. Aprenda receita

Foto: depositphotos

Bacalhau ao Molho Pesto

Ingredientes

– 2 colheres (de sopa) de azeite de oliva;
– 6 postas de bacalhau dessalgado, pronto para usar (cerca de 1,2 kg).

Molho Pesto

– 75 g de castanha do Brasil;
– Meia xícara (de chá) de sumo de limão;
– Meia xícara (de chá) de manjericão fresco;
– Meia xícara (de chá) de azeite de oliva.

Guarnição ou acompanhamento

– 2 dentes de alho amassados;
– 4 colheres (de sopa) de azeite de oliva;
– 1 maço de brócolis cozido;
– 1 colher (de chá) de sal;
– 500 g de batata bolinha cozida, sem casca.

Modo de fazer o Bacalhau ao Molho Pesto

Inicie fazendo o molho pesto. Coloque as folhas de manjericão por 1 minuto em água fervente, pois isso ajuda na conservação das ervas evitando que as mesmas escureçam quando você guardar o molho na geladeira. Depois disso, coloque-as no liquidificador junto às castanhas, o limão e o azeite. Bata e você já terá pronto o molho.

A segunda etapa é fazer o acompanhamento. Refogue o alho na metade do azeite de oliva e junte o brócolis já cozido e o sal. Passe as batatas no restante do azeite de oliva.

O último passo é grelhar o bacalhau no azeite de oliva até dourar. Pronto! Agora é só unir ao pesto e ao acompanhamento e servir ainda quente.