Limão: benefícios de todos os tipos

Fortalecer o sistema imunológico e emagrecer ao mesmo tempo nunca foi tão fácil! Com o consumo constante do limão na dieta, o corpo perde peso de forma saudável e ainda beneficia a digestão.

Tudo isso porque a fruta cítrica é rica em vitamina C (ácido ascórbico) e fibras. Além disso, ela possui um baixo teor de calorias e carboidratos. Por exemplo, o tipo taiti é o mais calórico e mesmo assim possui apenas 32 kcal em 100 gramas. (1)

Imagem de limão inteiro e partido ao meio
O limão é uma das frutas mais ricas em vitamina C, eficiente no combate a doenças e no emagrecimento (Foto: depositphotos)

Falando na variedade do limão, o brasileiro costuma consumir com mais frequência quatro tipos, são eles: galego, taiti, cravo e siciliano. Mas, de acordo com a nutricionista, Lívia Nogueira, os benefícios deles são bem semelhantes.

“Os limões são conhecidos pelo alto teor de vitamina C. Também são fontes de minerais como cálcio, potássio, fósforo, magnésio, entre outros”, explica a especialista.

Benefícios do limão

Os nutrientes e benefícios dessa fruta são encontrados tanto na polpa como na casca. Inclusive, essa última também pode ser aproveitada nas receitas de suco, bolos e mousses.

Protege as células 

Segundo Nogueira, a vitamina C é um dos antioxidantes mais importantes que conhecemos. Essa ação proporciona proteção para as células, uma vez que impede moléculas instáveis de destruírem a estrutura celular.

Dessa forma, consegue auxiliar na prevenção do envelhecimento precoce e de diversas doenças como o câncer. Mas a vitamina não trabalha sozinha na luta contra esses efeitos.

“Na casca do limão reside o limoneno, que é um composto anti-inflamatório e antioxidante. Esse composto é responsável pela prevenção do câncer“, completa a nutricionista.

Fortalece o sistema imunológico

Outro efeito benéfico do ácido ascórbico é o aumento da produção de glóbulos brancos no organismo. Para quem não sabe, essas células são as responsáveis por combater o desenvolvimento de micro-organismos nocivos à saúde.

Além disso, esse nutriente também melhora os níveis de anticorpos, por isso é um excelente aliado no fortalecimento do sistema imune, auxiliando contra gripes e resfriados. (2)

Aliado no controle da hipertensão

“Fonte de potássio, ele é um ótimo aliado no controle da hipertensão. O potássio auxilia na eliminação do sódio, ajudando a manter os níveis da pressão arterial controlados“, conta Lívia Nogueira

A fruta também funciona como um diurético natural, portanto diminui a retenção de líquidos e elimina substâncias tóxicas ou que estão em excesso no organismo. 

Auxilia no tratamento da anemia

Apesar de não ser uma fonte de ferro, a fruta consegue auxiliar pacientes anêmicos. Isso porque a vitamina C trabalha para melhorar a absorção desse mineral no organismo.

Sendo assim, é importante conciliar o consumo de alimentos ricos em ferro, como feijão, carnes e ovos, com produtos naturais fontes de vitamina C, como é o caso dos tipos de limão. (2)

Limpa o sangue

“O limão, por ser rico em ácido cítrico e vitamina C, é um alimento que ajuda a diminuir o nível de acidez do sangue, alcalinizando-o. O que ajuda a evitar processos de inflamação do organismo e o acumulo de ácido úrico“, explica a nutricionista.

Esse ácido cítrico ainda estimula a atuação de enzimas do fígado, portanto o alimento é indicado para auxiliar os processos de digestão e desintoxicação. 

Ajuda a emagrecer

Lívia Nogueira justifica esse benefício com a composição baixa de calorias e carboidratos, ao mesmo tempo em que há boas fontes de fibras alimentares na fruta, principalmente na casca.

Por essa razão, o alimento trabalha “na redução de absorção de açúcares e gorduras, auxiliando no aumento da saciedade e reduzindo
o apetite, sendo ótima aliada em processos de emagrecimento e tratamento do diabetes”, complementa a nutricionista.

Cuida da pele

Lembra da ação antioxidante mencionada logo no início? Então, ela também age em benefício da pele, pois com o combate à oxidação das células, o organismo consegue impedir o envelhecimento precoce. 

“Além disso, a vitamina C auxilia na produção de colágeno que dá elasticidade e melhora o vigor da pele.” 

Melhora a digestão

Ainda segundo a profissional de nutrição, o consumo de água com limão pode estimular a produção de bílis pelo fígado. Essa atividade é de extrema importância na digestão e auxilia no combate aos sintomas como azia e sensação de inchaço.  

“E por ser fonte de vitaminas e minerais, que ajudam a expelir as toxinas acumuladas no trato digestivo, proporciona um detox no organismo”, menciona Lívia Nogueira.

Combate bactérias

Existem diversas bactérias responsáveis por infecções gastrointestinais, como E. faecalis, S. aureus, S. Enteritidis e E. coli. Mas, de acordo com um estudo feito por profissionais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, todos esses micro-organismos podem ser combatidos pelo limão. (3)

Receitas com essa fruta

Limão pode ser utilizado como tempero ou como ingrediente principal da receita. Confira a seguir as indicações da nutricionista para aproveitar todos os benefícios já mencionados!

Suco com casca e gengibre

Copo com suco d elimão
(Foto: depositphotos)

“Excelente suco para auxiliar no detox e digestão do organismo”, ensina.

Ingredientes

  • 1 limão orgânico
  • ½ litro de água
  • Gelo triturado
  • Lascas de gengibre.

Modo de preparo

Elimine as sementes e o filamento branco do limão para tirar o amargor. Depois bata todos os ingredientes no liquidificador até ficar homogêneo. Sirva em seguida.

Água com limão

Copo com água e limão
(Foto: depositphotos)

Ingredientes

  • 1 litro de água
  • 1 limão siciliano cortado em rodelas
  • 1/2 gengibre médio cortado em rodelas.

Modo de preparo

Coloque todos os ingredientes juntos em uma jarra com tampa. Em seguida, leve para geladeira e deixe descansar por uma hora. Depois é só aproveitar do sabor e dos benefícios.

Chá

Xícara com chá de limão
(Foto: depositphotos)

Ingredientes

  • 1 xícara de água
  • Cascas de um limão cortadas.

Modo de preparo

Ferva a água e só depois acrescente as cascas da fruta, pois a vitamina C é sensível à altas temperaturas. Em seguida, tampe o recipiente e aguarde por até 10 minutos ou o chá ficar morno. 

“Pode ser adicionado ao chá de limão para dar mais sabor e auxiliar nos processos detox e de desintoxicação o gengibre, canela, hortelã, cravo e alho“, recomenda Lívia Nogueira.

Tipos de limão e seus principais usos

Dos quatro tipos existentes, apenas o siciliano é o limão verdadeiro. O galego e o taiti são espécies de lima, enquanto o cravo é a mistura entre o limão de verdade e a tangerina. Apesar disso, todos eles são tidos e comercializados como limões.

Siciliano

“Possui casca grossa e amarelada, com formato alongado. Não é muito suculento como os demais tipos, e seu sabor é bem ácido“, explica Lívia Nogueira.

A profissional ainda conta que esse tipo é uma excelente escolha para molhos e para dar mais sabor a alguns pratos como o risotos a base de limão.

Galego

Com um formato arredondado e uma casca fina de cor verde-clara ou alaranjada, o galego é conhecido por ser muito saboroso.

Mesmo sendo pequeno é um dos mais utilizados na culinária, pois pode ser aproveitado em sorvetes, molhos, temperos, drinques, doces e sucos.

Taiti

Poucas sementes e muita suculência, essas são as principais características dessa fruta que é mais doce e menos ácida que as demais. Por tudo isso é uma ótima escolha para limonadas e caipirinha. 

“Com um formato arredondado e casca lisa e verde, o limão taiti pode ser utilizado para fins fora da cozinha. É frequentemente usado para eliminar odores e na confecção de remédios caseiros“, informa a nutricionista.

Cravo

Essa é a variedade perfeita para marinar carnes ou substituir o vinagre em saladas. Tudo isso graças ao sabor e o aroma do cravo que são dois fatores muito marcantes. Apesar de não ser muito atrativo, é um dos mais suculentos.

Existe efeito colateral ou contraindicação?

“O consumo do limão não tem malefícios, mas pessoas que possuem excesso de ferro no organismo devem ter cuidado no consumo, já que ele auxilia na absorção de ferro no corpo”, alerta a especialista em nutrição.

Lívia Nogueira também aconselha que pessoas com sensibilidade nos dentes tenham cuidado com o alimento, pois a fruta aumenta essa sensação. Nesses casos, a profissional recomenda consumir o suco do limão ou a água saborizada usando um canudinho.

“Ao contrário do que muitos acham, o limão não causa dor no estômago. O limão é uma fruta ácida, mas quando consumida ser torna alcalina no organismo, não provocando dores no estomago pelo seu teor de acidez”, explica.

Já as contraindicações se restringem a quem possui alergia ao fruto. Mas mesmo assim, como todo alimento, o consumo deve ser feito com moderação, conforme a nutricionista recomenda.

Curiosidades do limão

  • Ao contrário do que se possa pensar, o limão não é a fruta mais rica em vitamina C, essa posição é ocupada pela acerola. Na verdade, a fruta ácida fica em 5º lugar, ficando atrás também do mamão papaia, goiaba e caju
  • O limoneno presente na casca dessa fruta pode servir como um inseticida natural
  • Nenhum tipo de limão deve ser aplicado na pele, principalmente quando posteriormente há uma exposição solar. Isso porque as frutas cítricas possuem furocumarinas, agentes responsáveis por um tipo de dermatose que causa lesões avermelhadas na epiderme. Para conseguir os benefícios do limão para a pele basta consumir o fruto, suco, chá ou a água. (2,4,5)

*Artigo feito com a colaboração da nutricionista da Oba Hortifruti, Lívia Nogueira, pós-graduada em Nutrição Clínica e Funcional (CRN -14073).

Referências

(1) Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alimentação; Unicamp. Tabela Brasileira de Composição de Alimentos. 2011. Disponível em: http://www.nepa.unicamp.br/taco/contar/taco_4_edicao_ampliada_e_revisada.pdf?arquivo=taco_4_versao_ampliada_e_revisada.pdf. Acesso em: 20 de dezembro de 2019.

(2) Aditivos & Ingredientes. Vitamina C. Disponível em: https://funcionaisnutraceuticos.com.br/upload_arquivos/201607/2016070134434001469726704.pdf. Acesso em: 20 de dezembro de 2019.

(3) GERHARDT, Carin; et al. Aproveitamento da casca de citros na perspectiva de alimentos: prospecção da atividade antibacteriana. Brazilian Journal of Food Technology, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/bjft/v15nspe/aop_bjft_15e0103.pdf. Acesso em: 20 de dezembro de 2019.

(4) MENEZES, Elen de Lima Aguiar. Inseticidas botânicos: seus princípios ativos, modo de ação e uso agrícola. Embrapa, 2005. Disponível em: https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/recursos/doc205ID-E5DFp9Pf68.pdf. Acesso em: 20 de dezembro de 2019.

(5) Sociedade Brasileira de Dermatologia. Fitofodermatite. Disponível em:https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/fitofotodermatite/39/. Acesso em: 20 de dezembro de 2019.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.