Melão amargo e suas potentes propriedades contra doenças

Apesar de ter um nome popular, o melão amargo é pouco conhecido. A planta oferece diversos benefícios à saúde humana, pois trata e previne doenças.


Apesar de ter um nome popular, o melão amargo é pouco conhecido. A planta tem origem demarcada no sul da China e leste da Índia e possui como nome científico momordica charantia, sendo da família das Cucurbitáceas. Este vegetal cresce em áreas tropicais, integrando partes da Amazônia, África Oriental, Ásia e Caribe, mas é cultivada em toda a América do Sul.  O fruto, proveniente do melão, amargo possui a coloração verde, quando ainda está novo, mas ao amadurecer adquire uma cor alaranjada. Já as folhas da planta são membranosas e sedosas.

momordica charantia possui diversos nomes, em português pode ser chamada de melão-de-São-Caetano, erva-de-São-Caetano, melãozinho, fruto-negro. Em espanhol é conhecida por balsaminapomme de merveille em francês e papailla, balsam pear e bitter melon são os possíveis nomes da planta em inglês. O melão amargo é considerada uma erva medicinal e que pertence à Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (Renisus). Isso significa dizer que ela é um vegetal importante e de interesse ao Ministério da Saúde.

Neste artigo, o Remédio-Caseiro aborda sobre as propriedades do melão amargo e as doenças que podem ser evitadas e tratadas com o auxílio dessa planta.

Tratamentos com o melão amargo

Melão amargo e suas potentes propriedades contra doenças

Foto: Pixabay


Os povos indígenas conhecem as propriedades desse vegetal há muitos anos, por isso não é de hoje que seus benefícios são utilizados para tratar os humanos. Para conseguir os resultados desejados, os índios usavam e ainda usam o chá de melão amargo. De acordo com as tribos, essa erva é eficiente para combater o diabetes, expelir gases intestinais, promover um equilíbrio na menstruação. Além de atuar como anti-viral, protegendo o corpo contra sarampo, hepatite e febre.

Tomando como exemplo a atuação que as plantas desempenham nas comunidades indígenas, ela foi introduzida no tratamento dos problemas que também afetam à população urbana, como tumores, reumatismo, malária, corrimento vaginal, inflamações, problemas menstruais, cólicas, vermes e parasitas. Além de ser utilizada topicamente em lesões, feridas e infecções.

Sem esquecer os benefícios da planta para a pele, visto que o melão amargo é responsável por tratar da sarna, erupções cutâneas, coceiras e hanseníase. E também é um forte agente no combate a vaginite e hemorroidas.

Contra indicações do melão amargo

Apesar de ser uma planta atuante em diversos problemas que afetam à condição humana, o melão amargo tem sérias complicações para mulheres que estão grávidas, uma vez que ela induz o aborto.


Reportar erro