Benefícios da seriguela para o organismo

A doce fruta é rica em vitaminas e minerais, por isso é uma excelente fonte para quem está com anemia

A cor amarela-avermelhada indica que a colheita deve ser feita o quanto antes, aproveitando-se da época quando a fruta é ainda mais doce, possuindo mais propriedades e benefícios. Assim é a Spondias purpúrea, nome científico para a seriguela. Também conhecida por cajá vermelho, ciriguela, ciruela, ambu, ameixa-da-espanha, imbu, umbu, ciruela-mexicana etc.

Esta planta pertence a família das Anacardiaceae e tem o seu surgimento marcado na América Central. Apesar disso, o pé de seriguela se adaptou bem ao clima do Brasil, principalmente nas regiões Nordeste e Norte, localidades mais secas. Contudo, aos poucos a planta vem ganhando espaço em outras áreas brasileiras, como o Sudeste.

Mas esta fruta só vem conquistando toda esta dimensão por três razões. A primeira delas econômica, uma vez que é uma alternativa de plantio para os agricultores conseguirem produzir renda em épocas de seca. Já o segundo motivo diz respeito aos benefícios proporcionados pelo consumo de seriguela. E, por fim, a doçura que esta fruta possui e que vem ganhando o paladar de muitos brasileiros.

A seriguela  é rica em vitaminas e minerais, por isso é uma excelente aposta para quem tem anemia

Aproveitando-se da doçura da fruta, é possível preparar com a polpa: sorvetes e geleias (Foto: depositphotos)

Características da seriguela

Engana-se quem acredita que existe apenas uma espécie de seriguela. A verdade é que são mais 18 tipos de pomares domésticos no Brasil. Entre as diferenças mais importantes, está o sabor, uma vez que algumas dão frutos mais doces que outras.

Com relação ao tamanho do pé de seriguela, este costuma não ultrapassar os sete metros de altura. A planta possui raízes profundas, por isso que se desenvolve até em regiões com pouco volume de chuva. Já os caules desta planta são ocos. As flores, por sua vez, se distribuem em cachos, onde vão se transformar em frutos. Estes últimos possuem, inicialmente, uma coloração verde e com o estado de maturação vão adquirindo tons de amarelo e vermelho.

Veja tambémVai comprar seriguela? Então veja como escolher corretamente

Ainda sobre os frutos, estes podem ter de 2,5 a 5 cm de tamanho. Eles são envolvidos por uma casca bem fina, que protege a pouca espessura de polpa da fruta. A maior parte da seriguela é o caroço, que é do tamanho de uma azeitona verde. Por não ser tão conhecida no Brasil todo como outras frutas, ainda é muito trocada pelo cajá, apesar de ser mais doce que este.

Propriedades e benefícios da seriguela

A doce fruta é rica em vitaminas e minerais, por isso é uma excelente fonte para quem está com anemia, imunidade baixa ou com carência de nutrientes. Entre os elementos nutritivos estão as vitaminas A, B e C , cálcio, ferro e fósforo.

Além disso, seriguela possui antioxidantes em sua composição, o que atua contra os radicais livres, responsáveis pela danificação das células e pela formação de tumores. Desta forma, é possível dizer que a seriguela pode estar associada a um tratamento preventivo do câncer e por evitar o envelhecimento precoce.

Mas os benefícios não param por aqui, a fruta ainda é considerada uma aliada dos esportistas. Isto porque, ela possui uma boa quantidade de carboidratos, facilitando a prática de atividades físicas. Além disso, consegue prevenir e aliviar espasmos musculares. Tudo isso, sem contar com a atuação energética que promove no corpo.

Diante das propriedades e nutrientes presentes na seriguela, ela também é indicada para compor a alimentação das pessoas que possuem o intestino lento, tendo em vista que a fruta é rica em fibras, ajudando o organismo a realizar os processos digestivos.

Outros efeitos benéficos da seriguela são: reduzir taxa de colesterol ruim, tratar diarreia e atenuar inflamações do corpo.

Veja tambémChá da folha de siriguela pode reduzir os sintomas da dengue

Como consumir esta fruta?

A forma mais conhecida de consumir a seriguela é in natura, porém não é a única. Aproveitando-se da doçura da fruta, é possível preparar com a polpa: sorvetes, geleias e outros pratos. E melhor, sabendo escolher os demais ingredientes destas sobremesas, os resultados são iguarias deliciosas e saudáveis.

Sorvete de seriguela

Ingredientes

  • 2 xícaras de seriguela;
  • 1 lata de leite condensado light;
  • 1 creme de leite light;
  • Suco de um limão.

Modo de preparo

Antes de mais nada é preciso lavar bem as seriguelas e retirar os talos se estes vierem na hora da compra. Em seguida, tudo deve ser colocado no liquidificador. Vale ressaltar, porém, que a fruta não deve ser levada para bater com os caroços.

Após o processo no liquidificador, o conteúdo deve ser transferido para um reservatório com tampa. Em seguida, levado para o congelador. Depois de quatro horas, o sorvete deve ser batido novamente para ganhar consistência. Por fim, deve ser colocado no congelador e servido assim que passar mais quatro horas.

Geleia de seriguela

Ingredientes

  • 900 g de seriguela;
  • 250 g de açúcar mascavo;
  • Água.

Modo de preparo

Após deixar as seriguelas bem lavadas, coloca-se as frutas em uma panela e cobre o conteúdo com água filtrada. Feito isso, o recipiente deve ir ao fogo até que as seriguelas fiquem totalmente cozidas. O ponto para saber a hora de retirar do fogo é quando as frutas conseguem se soltar facilmente dos caroços.

Quando alcançar este ponto, coe o conteúdo para retirar a parte não comestível da fruta. Depois é necessário adicionar o açúcar no líquido coado e levá-los ao fogo baixo até os cristais açucarados dissolverem. Vez ou outra é bom mexer a geleia, mas o fogo só deve ser desligado quando a sobremesa alcançar a consistência.