‘Super’ planta trata desde resfriados até infecções urinárias

A planta equinácea é bastante utilizada como método natural e caseiro para aplicar no tratamento de complicações respiratórias. Confira


Planta medicinal também chamada de flor-de-cone, rudbéquia ou púrpura, a equinácea é bastante utilizada como método natural e caseiro para aplicar no tratamento de complicações respiratórias como gripes e resfriados, além de outros males de ordem infecciosa e inflamatória.

De nome científico echinacea purpurea, este vegetal é vendido em estabelecimentos que comercializam produtos e substâncias naturais, além de ser facilmente encontrado também em feiras livres e farmácias de manipulação, na forma natural. Adicionada em sachês, a mesma é, normalmente, comercializada em supermercados.

Os benefícios da equinácea para o organismo

Principalmente utilizada para combater e tratar transtornos de ordem respiratória como resfriados e gripes, esta planta também possui ação eficaz para atuar contra infecção urinária, candidíase, problemas na gengiva, dor de dente, artrite reumatoide, problemas decorrentes de vírus ou bactérias e, de quebra, ainda auxilia no fortalecimento do sistema imunitário.

Propriedades da equinácea

A equinácea, igualmente a muitos outros vegetais, possui inúmeras propriedades medicinais que auxiliam na bom funcionamento do organismo humano. Entre as principais, destaque para a ação antibiótica, anti-inflamatória, desintoxicante, antialérgica e imunoestimulante.

'Super' planta trata desde resfriados até infecções urinárias

Foto: Reprodução/ internet

Como utilizar a equinácea corretamente?

Folhas, flores e raiz são as partes mais empregadas para a utilização da equinácea como forma de consumo e tratamento. A mesma pode ser ingerida em suco ou chá ou ainda aplicada como compressa.


Chá de equinácea para gripe

Acrescentar em uma xícara de água fervente uma colher de chá da raiz ou folhas da planta. Feito isso, deixar descansar por até 15 minutos. Por fim, deve-se coar e tomar duas vezes ao dia.

Compressas de equinácea para artrite

Utilizando um pilão, deve-se amassar as folhas desta planta juntamente com a sua raiz. Esse processo deve ser realizado até que se obtenha uma substância em forma de pasta. Depois de pronta, a mesma deve ser aplicada na área afetada pelo problema, se utilizando de forma auxiliar com um pano que esteja umedecido com água quente.

Medicamentos à base de equinácea, segundo recomendações, não devem ser consumidos por um período de tempo superior a oito semanas. Do contrário, essa ingestão pode provocar efeito contrário, o qual corresponde a deficiência das defesas do sistema imunológico do organismo humano.

Equinácea e suas contraindicações

Pessoas alérgicas a vegetais da família asteraceae, igualmente a indivíduos portadores do HIV, da tuberculose, de esclerose múltipla e de colagenose, não devem fazer uso de nenhuma das formas de consumo da planta equinácea.

Confira as preparações à base da planta equinácea

– Medicamentos em formato de comprimidos mastigáveis ou não de equinácea
– Decocção de equinácea
– Xarope de equinácea
– Cápsula de equinácea
– Tintura equinácea


Reportar erro