Alho: o verdadeiro e excepcional antibiótico natural

O poder antibiótico do alho é atribuído principalmente à alicina, elemento que o compõe e que é responsável pelo cheiro forte emitido por esse vegetal


Muita gente conhece o alho pelas qualidades que ele possui ao temperar uma comida e pelas propriedades antivirais capazes de inibir e tratar casos como resfriados, gripes, e nas viroses em geral. Porém, o que os consumidores desconhecem é a ação do alho como antibiótico, sendo possível a sua utilização no combate à bactérias gram-negativas, que causam infecções e furunculoses.

O poder antibiótico do alho é atribuído principalmente à alicina, um dos elementos que compõe o alho e que também é responsável pelo cheiro forte emitido por esse vegetal. Devido a essa propriedade, esse “queridinho” das cozinheiras possui uma atividade antimicrobiana, sendo portanto um ótimo agente contra diversas doenças que afetam o organismo humano.

Alho na luta contra bactérias e fungos

Alho: o verdadeiro e excepcional antibiótico natural

Foto: Pixabay

Um estudo norte-americano comprovou que uma diluição em série de extrato fresco de alho é capaz de inibir o desenvolvimento de 14 tipos de bactérias, dentre elas estão o Stafilococcus aureus, Klebsiella peneumoniae e Escherichia coli, todas potencialmente patogênicas, o que implica dizer que são produtoras de doenças.


Ainda com relação as pesquisas, foi descoberto que uma solução de 5% preparada com alho fresco desidratado é o suficiente para acabar com a bactéria de nome Salmonella typhimurium, agente infeccioso da febre tifoide, deixando o paciente com mal estar, febre intermitente, manchas róseas na pelo tronco, diarreia, tosse entre outros sintomas.

A ação do alho é tão potente que é capaz de combater alguns germes resistentes aos antibióticos farmacêuticos. Outros estudos mostram que o extrato desse vegetal consegue acabar completamente com o crescimento do Heliobacter pylori, bem como um fungo chamado de Candida albicans, responsável pela candidíase, doença mais conhecida como sapinho.

Outras ações do alho

Na China foi constatado, por meio de pesquisas, que o risco de câncer gástrico é 13 vezes menor em indivíduos que consomem 20 gramas desse alimento por dia comparado àqueles que comem menos de uma grama por dia. Além disso, o vegetal está associado ao bom funcionamento do sistema imunológico, pois os compostos derivados do enxofre presentes no alho aumentam o número de linfócitos T, uma das células mais importantes de defesa do organismo.

Por essas razões, o consumo de alho está associado a inibição de contágio de doenças virais e de micoses profundas. Assim como também trata algumas infecções hospitalares e outros vírus causadores do herpes.


Reportar erro