Tratamento caseiro para a dor nos rins

Um a cada 10 brasileiros apresenta algum problema renal, sendo que 70% desses pacientes só descobrem a doença quando ela está avançada

Cada órgão do corpo humano exerce uma função no organismo, fazendo com que o ser humano sinta-se bem e saudável. Quando uma parte não tem êxito em seu objetivo, há um desequilíbrio e por isso surge alguma doença. Um exemplo disso são os rins, que entre tantas funções, são responsáveis pela eliminação dos líquidos e excreções. Assim, a partir do momento que estes órgãos não funcionam corretamente, aparecem problemas de saúde. Mas para tratá-los podem ser utilizados tratamentos caseiros.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), um a cada 10 brasileiros apresenta algum problema renal, sendo que 70% desses pacientes só descobrem a doença quando ela está avançada.

Por isso, é preciso ficar atento aos sintomas provocados por esses problemas, que variam entre: dores na região lombar, vômito, febre e dor para urinar. Antes de aprender um tratamento natural para esses problemas, conheça um pouco mais sobre as enfermidades que atingem os rins.

Tipos de doenças renais

Tratamento caseiro para a dor nos rins

As pedras nos rins atinge de 10% a 15% dos brasileiros (Foto: depositphotos)

Existem diversos tipos de problemas nos rins, mas uns são mais conhecidos que outros devido a alta incidência na população. Por exemplo, cálculo renal é uma das doenças mais comuns que afetam a saúde dos rins. Também chamada de pedra nos rins ou litíase urinária, esse quadro clínico atinge de 10% a 15% dos brasileiros, segundo o urologista Hilário Antônio, em uma publicação no próprio site. “Entre 70% e 90% dos cálculos são expelidos de forma natural. Se isso não ocorrer, uma intervenção cirúrgica faz-se necessária”, conta o médico que é especializado em endourologia avançada.

O câncer renal é outro problema grave envolvendo os rins, mas mesmo assim poucos têm informações sobre esse assunto. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Nielsen, a pedido da Pfizer, menos de três a cada 10 brasileiros têm conhecimento sobre a doença.

Além dessas, há outra doença comum na sociedade, isto é, insuficiência renal. “Pacientes com esse quadro tem comprometimento das funções renais em algumas horas ou semanas, perdendo a capacidade de filtrar resíduos, sais e líquidos do sangue“, explica Hilário. Ainda segundo o especialista, existem dois tipos de insuficiência nos rins, a aguda e a crônica.

Tratamento natural para aliviar dores nos rins

Este procedimento trata-se de um chá feito com três ervas, são elas: boldo, camomila e alecrim. Isto porque, todas essas plantas possuem propriedades relaxantes, o que já alivia as dores do corpo. Além disso, cada uma proporciona benefícios específicos para o organismo que também contribuem para a saúde dos rins, como as ações diurética, anti-inflamatória e antioxidante.

Ingredientes

  • Uma colher (de sopa) de boldo;
  • Uma colher (de sopa) de camomila;
  • Uma colher (de sopa) de alecrim;
  • Uma xícara de água filtrada.

Modo de preparo e uso

Misture todas as ervas em um recipiente e coloque a água para ferver. Assim que o líquido iniciar o processo de ebulição, desligue o fogo e acrescente o as folhas. Tampe o recipiente e aguarde 10 minutos a infusão ficar pronta. Coe o chá e beba logo em seguida, sem acrescentar açúcar, mel ou adoçante.

A dica é consumir o mais rápido possível, tendo em vista que o chá perde as propriedades muito rápido. Além disso, se acrescentar algum tipo de elemento para açucarar a bebida, esta poderá fermentar e os benefícios não serão tão aproveitados. Beba até três xícaras por dia e não faça uso desse tratamento por um longo período.

Outros possíveis tratamentos para melhorar os rins

Além da bebida composta pela combinação de três ervas indicada anteriormente, existem outros chás que podem ajudar no tratamento contra dores nos rins. Isto porque, todos esses líquidos têm capacidades diuréticas que somadas a outros benefícios podem se tornar aliados na luta contra as doenças nos rins, como: cavalinha, semente de melancia, dente-de-leão e salsinha.

Uma outra bebida importante no tratamento dos rins é o chá de quebra-pedra, que já é utilizado há centenas de anos. “Muitos médicos afirmam que, na verdade, o que ajuda o sistema urinário a expelir a pedra é a água do chá e não as propriedades da erva em si. Mas resultados de pesquisas da Universidade Federal de São Paulo reconhecem a eficácia da Phyllanthus niruri, como é conhecida cientificamente a erva, na prevenção e eliminação de cálculos em pacientes litiásicos”, explica o médico Hilário Antônio.

Receitas de chás para aliviar dor nos rins

De acordo com o urologista, o estudo foi elaborado com ratos de laboratório e comprovou a eficácia do chá. “A substância presente na planta reduziu o crescimento de cálculos vesicais e inibiu a adesão e internalização de cristais de oxalato de cálcio, que muitas vezes se depositam nos rins e dão origem as pedras. A pesquisa também garante que a erva não é tóxica e que o chá relaxa a musculatura lisa da uretra, facilitando a excreção das pedras”, diz  o especialista.

Apesar das comprovações científicas, Hilário Antônio recomenda que os pacientes procurem ajuda de um médico especialista, pois só desta maneira é possível reconhecer qual é o problema realmente e qual o tratamento deve ser seguido. “A ingestão excessiva e desordenada de ervas com propriedades medicinais pode gerar problemas em vez de ajudar. Além disso, há a chance de se fazer confusão na hora de  identificar a planta”, finaliza.

Como prevenir problemas nos rins?

A prevenção é o caminho mais indicado, pois só assim o indivíduo consegue ficar longe das dores e de outros incômodos causados por doenças que afetam os rins. Por isso que urologistas e nefrologistas recomendam alguns cuidados extras com a saúde, a fim de eliminar a possibilidade de apresentar problemas renais. Entre os cuidados essenciais estão:

  • Beber bastante água, de dois a três litros por dia. Isso ajuda manter o corpo hidratado e livre de toxinas que possam prejudicar a saúde posteriormente;
  • Diminuir o consumo de sal e de alimentos industrializados ricos em sódio, uma vez que esses produtos aumentam a chance do paciente apresentar pedra nos rins;
  • Consumir frutas cítricas, como o laranja ou tangerina, que também evitam o cálculo renal;
  • Evitar bebidas que possuam cafeína em suas composições, como o próprio café e também alguns chás, a exemplo do preto, verde e mate;
  • Comer vegetais, alimentos integrais, carnes magras;
  • Diminuir o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Abandonar o vício dos cigarros;
  • Praticar exercícios.

Levando em consideração as informações da SBN, há alimentos que são aliados na luta contra problemas renais, são eles: aspargo, por possuir elevado grau de vitaminas, minerais e fibras; pimentão vermelho, devido a presença de vitaminas A, C e B6, fibras, licopeno e ácido fólico; e couve-flor, uma vez que esse vegetal consegue fortalecer os rins de forma natural graças as fibras, vitaminas C e folato.

Sobre o autor

Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.