Tratamento natural para cólica menstrual

Por Daiane Silva

Dor no abdome

Alivie os sintomas deste problema com tratamentos naturais | Imagem: Reprodução

A cólica menstrual, ou dismenorreia, acomete a maioria das mulheres em idade reprodutiva, ou seja, desde a adolescência, quando se iniciam os ciclos menstruais, podem surgir as dores.

A característica da cólica é a dor abdominal que ocorre, geralmente, no período menstrual, quando o útero se contrai para expelir o endométrio, camada que o recobre internamente à espera do embrião. Não havendo a fecundação, ele é expelido no ciclo menstrual.

A dor no baixo-ventre irradia para a região lombar e para as pernas, é constante e pode ser de intensidade moderada ou forte , pode ocorrer de modo agudo, sem pausa. Também pode vir associada à dor de cabeça, enjoo e mamas inchadas e doloridas.

Possíveis causas para as cólicas menstruais

As cólicas podem ser primárias, quando o endométrio causa excesso de produção de prostaglandina, substância responsável pela contração do útero; ou secundária, quando há alguma alteração patológica do aparelho reprodutor, tais como miomas, endometriose, tumores, fibromas, estenose cervical, etc.

Se a causa para as cólicas forem diagnosticadas como secundárias, as causas devem ser investigadas e tratadas, até mesmo com cirurgias, em certos casos.

Caso sejam causas primárias, alguns remédios naturais podem resolver o problema, como a adoção de uma dieta mais natural, com alguns alimentos específicos, especialmente os ricos em fibras, também a prática de exercícios aeróbicos para liberar endorfinas, ainda a aplicação de calor no local e alguns chás medicinais que sempre tem bom efeito, aliviando as dores.

Veja alguns remédios caseiros para aliviar os sintomas das cólicas

  • CUIDE DA DIETA! Procure ingerir alimentos ricos em cálcio e magnésio, além de vitaminas do complexo B.
  • EVITE O ESTRESSE! A ansiedade causa profundas modificações neuroquímicas no organismo e favorece a tensão muscular e as cólicas.
  • COUVE E BROTO DE ALFAFA: faça um suco com couve e broto de alfafa e beba um copo uma hora antes do almoço.
  • MELÃO, LARANJA E MAMÃO:  substitua uma das refeições do dia, de preferência o desjejum, por melão, durante quinze dias. Na segunda quinzena, substitua o melão por laranja (não esqueça de comer a parte branca também, que é rica em bioflavonoides e previne as hemorragias menstruais); na próxima quinzena, a fruta é o mamão.
  • CHÁ DE ALECRIM: 2 colheres dessa planta em meio litro de água fervente, tomar duas xícaras por dia.
  • CHÁ DE POEJO: 3  colheres de sopa em 1 litro de água, tomar 2 ou 3 xícaras ao dia.
  • CHÁ DE CAVALINHA: associar a erva à camomila, mil-em-rama e capim-limão. Misturar as plantas em medidas iguais e usar 3 colheres de sopa dessa mistura em 1 litro de água. Beber 2 ou 3 xícaras ao dia. Este chá ajuda a relaxar e desinchar.