Nutricionista esclarece dúvidas sobre o consumo do leite

O leite é rico em proteínas com alto valor biológico. Isso significa que elas produzem aminoácidos essenciais para o bom funcionamento do organismo


O leite de origem animal tornou-se, recentemente, o vilão para um grupo específico de pessoas, àquelas que têm intolerância à lactose.

Essa deficiência nada mais é do que a dificuldade que o organismo tem de absorver o açúcar do leite, chamado de lactose. Isso causa nos indivíduos sintomas nada agradáveis, como diarreias, inflamações no intestino, distensão abdominal, gases e cólicas.

Essa dificuldade de digerir a lactose pode ser de origem genética e se apresentar logo após o nascimento ou se desenvolver com o passar dos anos devido a infecções no intestino, uso prolongado de antibióticos, entre outros.

Por essas e outras, o leite de origem animal atualmente é um alimento que divide opiniões de especialistas e consumidores. Se você não tem nenhuma doença relacionada ao leite, pode ficar na dúvida se é saudável ou não ingeri-lo.

Nutricionista esclarece dúvidas sobre o consumo do leite

Foto: depositphotos

A nutricionista Ana Paula Del’Arco reuniu algumas informações que esclarecem sobre a forma de atuação da bebida no nosso organismo e até que ponto ela é benéfica para a saúde.


Benefícios do leite

Segundo a especialista, o leite é rico em proteínas com alto valor biológico. Isso significa que elas produzem aminoácidos essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Além disso, a bebida sacia o corpo durante um período prolongado, isso porque é composta de soro de leite, que é rapidamente absorvido, e de caseína, que é metabolizada de forma mais devagar.

Essas substâncias proteicas ajudam no sistema imunológico do corpo e combate os micróbios e vírus que podem atacar o estômago e o sistema cardiovascular. A produção de aminoácidos, por exemplo, regula os hormônios e desenvolvem os músculos, cabelo e pele. O consumo de leite também é recomendado para mulheres grávidas. A nutricionista lembra que a bebida auxilia no ganho de peso do bebê.

Enzimas podem agilizar o processo da lactose

As pessoas que têm intolerância à lactose não precisam passar a vida toda sem consumir o leite e seus derivados, pois existem no mercado enzimas industrializadas à base da lactase que atuam diretamente na digestão do açúcar presente no leite.

A lactose é a proteína responsável pela hidrólise da lactose, ou seja, transformar a lactose em galactose e glucose. Na falta da substância no organismo, é possível fazer a ingestão da mesma de forma prática e segura.

Você pode comprar a enzima em forma de pastilha, pó ou comprimidos. O medicamento atua na quebra de proteínas que facilitam a digestão e ajudam na absorção das paredes do intestino. Apesar da recomendação, as enzimas só podem ser consumidas com orientação médica e profissional.


Reportar erro