Luz do sol pode ajudar a perder peso e controlar diabetes

A vitamina D ainda traz outros inúmeros benefícios para o organismo

Cientistas descobriram que a vitamina D encontrada na luz do Sol tem uma forte relação com a perda de peso e com o controle da diabetes tipo 2.

Os estudiosos de Edimburgo (Escócia), Southampton (Inglaterra) e Perth (Austrália) realizaram uma experiência feita com ratos de laboratório que mostraram que os animais comiam menos quando estavam em contato com a radiação ultravioleta.

“Baixos níveis dessa vitamina no sangue provocam o aumento da sensação de fome e a diminuição do metabolismo, fazendo com que o organismo gaste mais energia e acumule mais gordura. Portanto, o consumo de vitamina D ajuda a prevenir a obesidade“, revela o especialista Juliano Pimentel.

Combatendo a diabetes com a luz do Sol

A vitamina D vinda do Sol pode evitar diabetes e obesidade

Uma das maiores fontes de vitamina D é a luz solar (Foto: depositphotos)

A pesquisa que foi divulgada pela BBC Brasil, também mostrou que os ratos após o tratamento com a luz ultravioleta apresentavam menores sinais de alerta de diabetes tipo 2, como descontrole nos níveis de açúcar e resistência à insulina.

Isso acontece divido à liberação do óxido nítrico feito pela pele após ser exposta à radiação solar. A experiência mostrou que o mesmo efeito ocorre quando um creme que possui este composto é aplicado sobre a derme.

Veja também: Benefícios da vitamina D para a saúde

Uma das principais autoras do estudo, a australiana Shelley Gorman, do Instituto Telethon Kids, revelou que os resultados mostram que a radiação solar é um elemento indispensável para quem pretende manter um estilo de vida saudável“Eles sugerem que a exposição ocasional da pele à luz solar, juntamente com a prática de exercícios e uma dieta saudável, pode ajudar a prevenir o desenvolvimento da obesidade em crianças”.

“Com base nas evidências, acredito que se todos alcançassem níveis ideais de vitamina D poderia-se erradicar o diabetes tipo 1. Na verdade o nosso mais recente estudo em membros do serviço militar dos EUA descobriu que as pessoas que tinham menores níveis de vitamina D tiveram 3,5 vezes o risco de diabetes insulino-dependente em comparação com aqueles com os níveis mais altos”, disse o professor do Departamento da Família e de Medicina Preventiva da UCSD, Cedric Garland.

Benefícios da vitamina D

A luz solar influencia na produção da renina, que controla a pressão

A vitamina D controla a pressão arterial e promove a saúde do coração (Foto: depositphotos)

Além de ser excelente para ajudar no processo de emagrecimento e para evitar problemas como diabetes tipo 2, a vitamina D ainda traz outros inúmeros benefícios para o organismo.

Pressão arterial

O nutriente é vital para controlar a pressão, influenciando na produção da renina, principal hormônio regulador da pressão arterial.

Osteoporose

A vitamina D também é responsável pela absorção do cálcio e do fósforo, sendo um nutriente indispensável para a manutenção do desenvolvimento ósseo, combatendo à osteoporose, por exemplo.

Veja também: Nutróloga lista os benefícios da vitamina D que talvez você não sabia

Adultos com deficiência na vitamina D, além da osteoporose podem sofrer também com a osteomalácia, doença caracterizada pelo amolecimento dos ossos e deformidade.

Raquitismo

Já a falta do nutriente em crianças pode resultar em raquitismo infantil, deformidade nos ossos e à baixa estatura.

Saúde do coração

Além de ajudar a fortalecer o sistema imunológico, a vitamina D também contribui para a saúde do coração. Pessoas que possuem bons níveis do nutriente, possuem paredes menos rígidas, reduzindo riscos de infarto do miocárdio, por exemplo.

Fontes de vitamina D

A vitamina D também pode ser encontrada em alguns alimentos

Ovos cozidos são fontes ricas de vitamina D (Foto: depositphotos)

Além de poder ser adquirido através dos raios solares, a vitamina D também pode ser encontrada em alguns alimentos.

A vitamina D pode ser encontrada no óleo de fígado de bacalhau, salmão e ovo cozidos, ostras cruas, atum, sardinha, fígado de galinha e fígado bovino e laranja.

Mas apesar dos raios solares trazerem a vitamina D é preciso ter cuidado com o excesso à radiação, pois a mesma pode provocar problemas graves como o câncer de pele. O ideal é tomar sol de 10 a 15 minutos duas vezes ao dia.

Veja tambémAlimentos ricos em vitamina D

Sobre o autor

Formada em Jornalismo pela Unicap, pós-graduada em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais pela Devry, fez intercâmbio na ETC School, em Bournemouth (UK) e tem experiência nas áreas de assessoria de comunicação, produção de vídeo e foto e redação.