Descubra os benefícios do chá de bardana

Por Redação

Descubra os benefícios do chá de bardana

Bardana | Imagem: Reprodução

Também conhecida como “gobó”, a bardana tem propriedades diuréticas, laxativas, antissépticas, depurativa, diaforética, estomáquica e antidiabética. Sendo muito utilizada em casos de insuficiência hepática, para “limpeza” do sangue e no tratamento externo de dermatoses.

Uma planta cheia de benefícios

Além dos usos mais conhecidos, como o uso externo, a bardana serve para outras indicações, como tratamentos de fígado, nos casos de hepatites e cirrose, além de cálculos biliares. Seu uso como depurativo, para purificar o sangue também é bastante conhecido, sendo usadas suas raízes em decocção. As raízes também tratam doenças reumáticas, sendo excelente antiinflamatório para tratar artrite; problemas renais e digestivos e com ela é preparada uma pomada, para uso externo, para curar eczema, além de uma loção para queda de cabelos. As raízes dessa planta são comestíveis, podendo ser consumidas cruas ou cozidas. No Japão, inclusive, é cultivada uma variedade para o consumo das raízes e, na Europa, os brotos e folhas tenras são consumidos como verduras.

Para o uso externo, as folhas frescas de bardana são aplicadas em cataplasmas que aliviam dores por torções, hemorróidas, picadas de insetos e, em infusão, é excelente para limpar feridas e inflamações da pele. Como tem ação bactericida e antimicótica, as folhas, esmagadas e aplicadas sobre a pele, são remédio ideal para tratar feridas purulentas, úmidas, pruridos, eczemas, herpes simples, seborreias e acne. Ainda em tratamentos da pele, as sementes podem ser utilizadas em infusões ou por decocção para curar problemas crônicos de pele.

Indicações e dosagens da bardana

  • Como depurativo; colerético (aumenta o fluxo biliar); diurético (eliminação do ácido úrico) e laxativo.

– Colocar 1 colher de sopa de raiz fatiada em 1 xícara de chá de água fervente. Deixar ferver por 5 minutos e manter abafado por mais 10 minutos. Coar e comer a raiz, o chá deve ser bebido três vezes ao dia, entre as principais refeições.

  • Diurético (infusão)

– Colocar em infusão: 30 g de raiz de bardana em três xícaras de água fervente, deixando em  por 30 minutos. Coar e beber duas vezes ao dia.

Uso culinário

  • Colha talos e flores antes que estas se abram e os prepare refogados ou crus e temperados com azeite e vinagre (como salada). As folhas e brotos tenros podem ser refogados com espinafre. Obs.: os talos são laxativos, portanto, cuidado com o consumo!
  • As raízes são estimulantes do sistema nervoso e altamente nutritivas. No Japão, as raízes são usadas raladas, cruas ou refogadas e também em sopas. Também pode-se preparar a bardana como batata.