Inflamação dos ovários – sintomas e tratamentos naturais

Por João Silva

Os ovários são pares de órgãos responsáveis pela produção dos gametas femininos, que têm a tarefa de gerar um novo ser após fecundados pelo gameta masculino (espermatozóide no reino animal e pólen nas plantas). Nas mulheres, ele também está associado aos ciclos menstruais e transformações hormonais. Por vezes pode ser alvo de doenças, algumas delas ligadas a bactérias, como a Ovarite.

Semelhantes a uma amêndoa em suas dimensões, os ovários estão localizados logo abaixo da tuba uterina, preso ao útero pela cavidade pélvica. Produzem os hormônios básicos para a maturação do corpo da mulher, o estrogênio, que define aspectos como formação de pêlos, curvas e tom da voz na adolescência, e o progesterona, hormônio responsável pela transformação do corpo da mulher ao engravidar. Nos ovários encontramos os óvulos, que quando maduros deslocam-se para as paredes do útero à espera dos espermatozoides, ocorrendo à concepção humana. No meio desse trajeto até o útero, existem a tubas uterinas, que por razões ligadas a anatomia do corpo feminino e por descuidos na vida sexual, podem ser vítimas da ação de bactérias.

Essas bactérias, embora nocivas, podem inflamar os ovários e a tuba uterina, comprometendo a ação reprodutora das mulheres. Ocorrem então a presença de glândulas e estiomas formados na camada do útero.

Os sintomas mais comuns são

  • Dores na região pélvica durante as cólicas menstruais, que pode ser de forma crônica.
  • Dores durante ou após ato sexual.
  • Infertilidade temporária.
  • Diarreia.
  • Sangramentos.
  • Problemas ao urinar.

Diagnóstico e tratamento

Detectar a doença, além de observações dos sintomas, deve ser feito pelo médico, que irá realizar exames de toques para sentir se há nódulos ou não, porém há tecnologias que podem visualizar o colo do útero em tela.

Em casos graves, a medicação ou cirurgia podem ser a única opção, mas é possível combater e eliminar essas bactérias de forma natural, compostos da natureza.

Receitas

Tratamentos para Ovarite

Tratamentos para inflamação nos ovários | Imagem: Reprodução

  • Tome um copo de suco de chicória em jejum.
  • Substituía uma refeição diária por melão, comendo a fruta em desjejum por 2 meses.
  • A semana do chá é um tratamento que consiste em tomar doses de infusões por quatro semanas, consumindo: 1ª semana: chá de tanchagem e cavalinha. 2ª semana: chá de mil-em-rama e dente-de-leão. 3ª semana: chá de camomila e chapéu-de-couro. 4ª semana: chá da planta agoniada. Deve-se tomar de 2 à 3 xícaras do chá recomendando ao dia.
  • Os banhos mornos de assento também ajudam na eliminação das bactérias, banhando-se por 15 minutos antes de dormir.
  • Cataplasmas de argila também aliviam nas dores, faça as aplicações no abdome por 2 horas.