Como os pais podem combater o sedentarismo infantil

Crianças com até 12 anos podem estar formando uma geração que viverá menos que os pais graças ao sedentarismo


A Organização Mundial da Saúde, a OMS, revelou dados preocupantes em relação às nossas crianças. Segundo o órgão, 41 milhões de pessoas com menos de cinco anos de idade estão acima do peso ou obesas.

Os adolescentes também não ficam de fora desse quadro alarmante: 80% deles não fazem atividades físicas recomendadas para essa fase da vida, que são 60 minutos diários durante cinco dias da semana. Você sabe quais as consequências dessa situação para o futuro da humanidade? E o que se pode fazer para reverter esse futuro trágico?

Crianças saudáveis viverão mais quando adultos

Já pensou que essa geração pode ser a primeira a viver menos que a dos pais? Pois é isso o que afirmam pesquisadores americanos. Um estudo trouxe à luz uma dura realidade: crianças com até 12 anos podem estar formando uma geração que viverá menos, se comparada, com a expectativa dos pais. Isso graças ao sedentarismo.

Como os pais podem combater o sedentarismo infantil

Foto: depositphotos

No Brasil, um estudo realizado pelo Projeto Desenhado para o Movimento, prevê que em 2030, os brasileiros terão reduzido a atividade física em 34%. Desta forma, metade dos brasileiros serão sedentários e também poderão viver menos.


Proporcione mais diversão às crianças

Atualmente, as crianças passam muito tempo em frente ao computador, televisão e tecnologias portáteis, como tablets e celulares. Isso, as impede de saírem ao ar livre e se movimentarem.

Muitos pais se preocupam com a segurança e com a praticidade que determinadas atividades oferecem, mas se esquecem de que os exercícios físicos fazem muito bem à saúde física e mental das crianças. Levá-los a parques seguros ou matriculá-los em aulas esportivas podem ser muito mais divertidas do que as atividades que os pequenos realizam sozinhos com as tecnologias.

Aproveite todo o tempo que tiver

Sabemos que a correria no dia a dia é grande. Mas que tal aproveitar as férias para incentivar as crianças a se movimentarem?

Dados oficiais indicam que as crianças brasileiras passam mais de 5 horas por dia na frente de uma tela, seja de televisão, tablet, computador, celular, etc. As consequências disso são terríveis, como mostra o preparador físico Marcio Atalla: “diminuição na qualidade de vida da criança quando se tornar adulta e o aumento nos custos de saúde pública, pois as doenças crônicas acabam aparecendo mais cedo. As despesas e as complicações sociais e econômicas são insustentáveis”.

Por isso, os pais que estão realmente preocupados com o futuro dos seus descendentes devem dedicar um tempo para ensinar seus filhos a correrem, nadarem, empinarem pipa, jogarem bola ou qualquer outra atividade que os libertem das tecnologias sedentárias.


Informar erro