Chá de quixaba – Benefícios e propriedades

A quixaba é uma planta medicinal que, também conhecida como sapotiaba, quixaba preta, caronilha e…


A quixaba é uma planta medicinal que, também conhecida como sapotiaba, quixaba preta, caronilha e maçaranduba da praia, pode atingir 15 metros de altura. Sua estrutura apresenta espinhos, folhas alongadas, flores brancas e aromáticas e frutos comestíveis de coloração roxo-escura. A casca da árvore pode ser usada para fazer o chá que é um medicamento caseiro. Você poderá encontrar a quixaba para comprar em lojas de produtos naturais e mercados.

Chá de quixaba - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Benefícios e propriedades do chá de quixaba

O chá feito com as cascas da planta medicinal chamada quixaba pode ser usado como um medicamento caseiro auxiliar no tratamento de dores da coluna, diabetes, inflamações do útero, cisto no ovário, corrimentos e feridas na pele. Com propriedades tônica, anti-inflamatória, hipoglicemiante e cicatrizante, a planta deve ser usada para preparar um chá que age como medicamento natural.


Como preparar o chá e como consumir?

O chá deve ser preparado com a proporção de duas colheres de sopa das cascas de quixaba para cada litro de agua. Em um recipiente, coloque a água e as cascas e aguarde alcançar fervura. Quando isso acontecer, deixe por mais cinco minutos e, em seguida, desligue e coe. Consuma para auxiliar no tratamento de feridas e inflamações.

Outras formas de consumo

A casca pode ser usada ainda na proporção de 200g para 1 litro de álcool de cereais para preparar o extrato alcoólico. Em um recipiente, macere a casca juntamente ao álcool e tampe, deixando descansar por 24 horas, aproximadamente. Em seguida, coloque em um recipiente de vidro com coloração escura para que a luz não alcance a mistura. Consuma uma colher de chá de extrato alcoólico com quixaba diluído em meio copo d’água ao dia. Este medicamento ajudará no tratamento do diabetes.

Efeitos colaterais e contraindicações

O chá de quixaba pode causar hipoglicemia e, portanto, não deve ser consumido por aqueles com este tipo de problema. O controle da taxa de glicose é essencial antes do consumo para que esta não caia a níveis abaixo do normal. O consumo é contraindicado para gestantes, mulheres em fase de amamentação, crianças, pacientes sensíveis às substâncias presentes na quixabeira e para pacientes diabéticos que sejam dependentes da insulina.


Reportar erro