Confira alguns benefícios de comer peixe que talvez você nem imaginava

O brasileiro consome aproximadamente 7 kg de peixe anualmente, quase a metade do que recomenda a OMS

O peixe é uma das principais simbologias das comemorações da Páscoa. Mas além dos dias de tradição, o alimento deve ser consumido em diversas outras ocasiões, principalmente por quem deseja ter uma alimentação leve e saudável.

O alimento é considerável extremamente nutritivo, pois contém um baixo teor de gorduras saturadas, é fonte de diversas vitaminas, proteínas, minerais e ácidos graxos, como o ômega 3. Graças à essas taxas, o peixe consegue controlar os níveis de triglicérides e colesterol, principalmente o LDL, considerado o colesterol ruim.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o brasileiro consome aproximadamente 7 kg de peixe anualmente, quase a metade do que recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Confira alguns benefícios de comer peixe que talvez você nem imaginava

Foto: depositphotos

Para a nutricionista da rede Hirota, Adriana Miyuki Koizumi, os peixes deveriam aparecer na mesa dos brasileiros muito mais do que somente na Páscoa. “Cada 100 g de peixe contém, em média, 93,7 calorias, 1,7g de gorduras, 19,6g de proteínas, 27mg de cálcio, 197mg de fósforo, 0,8 de ferro, e boas quantidades de ômega3, principalmente em peixes de águas frias e profundas como salmão, atum e sardinha, além de vitaminas A, B2, B3 e E. Sem dúvida é um alimento que deveria ser consumido quase todos os dias, pois auxiliam na prevenção de diversas doenças”, comenta

Dicas para escolher o peixe

Mas você só vai conseguir usufruir dos benefícios oferecidos pelo peixe se souber como escolhê-lo. Para qualquer tipo de peixe é importante seguir algumas recomendações na hora da compra e preparo.

  • É ideal que o peixe esteja limpo, sem nenhum vestígio de areia, poeira, sabão ou qualquer outro tipo de material.
  • Na hora de comprar o peixe descarte aqueles que apresentem cortes ou manchas que não sejam de característica própria.
  • As escamas do peixem deve estar firmes e resistentes, além de parcialmente transparentes e brilhantes e a pele úmida.
  • Preste atenção também nos olhos dele: eles devem estar brilhantes e salientes. Os que apresentarem pontos brancos no centro devem ser descartados.
  • “A membrana que reveste a guelra, conhecida como opérculo, tem que estar rígida e oferecer resistência a sua abertura. A parte interna deve estar brilhante e com os vasos sanguíneos cheios”, aconselha a profissional.
  • Cheque também as brânquias do animal. Elas devem ter uma coloração rosada ou avermelhada, serem úmidas e brilhantes e com discreta ou nenhuma presença de muco.
  • O cheiro e cor devem ser sempre característicos do peixe. Não leve para casa nenhum com um odor suspeito.
  • Compre somente peixes expostos dentro de câmaras refrigeradas ou sobre uma espessa camada de gelo.

Sobre o autor

Formada em Jornalismo pela Unicap, pós-graduada em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais pela Devry, fez intercâmbio na ETC School, em Bournemouth (UK) e tem experiência nas áreas de assessoria de comunicação, produção de vídeo e foto e redação.