Violeta – Benefícios e propriedades

A violeta, de nome científico Viola odorata, é uma planta rasteira que possui folhas arredondadas…


A violeta, de nome científico Viola odorata, é uma planta rasteira que possui folhas arredondadas e, na ponta de uma longa haste, uma flor azul de odor agradável. Pertencente à família das Violáceas, esta planta é de origem européia e cultivada em vários países ao redor do mundo. É largamente utilizada na perfumaria, culinária e na medicina natural. Também popularmente conhecida como violeta-de-cheiro, viola, viola roxa, violeta-de-jardim e demais denominações, a planta é bastante cultivada, no nosso país, como ornamental.

As folhas e flores da violeta possuem propriedades medicinais e, por isso, são largamente utilizadas na homeopatia no preparo de fórmulas para o tratamento de diversos problemas de saúde.

Violeta - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Os benefícios e as indicações de uso da violeta

As propriedades medicinais presentes nas folhas e flores desta planta são utilizadas no tratamento de diversos males, incluindo a tensão nervosa, esgotamento físico e mental, sintomas da menopausa, depressão, histeria, distúrbios do aparelho digestivo (como dores abdominais, azia, gases intestinais, inchaço, perda de apetite e outros problemas), tosses, dores de garganta, rouquidão, febre, doenças de pele, tuberculose, dor de cabeça, insônia, bronquite, dentre outros.


Como aproveitar as propriedades curativas da violeta?

O chá da folha da violeta é usado como um laxante moderado e para o alívio de irritações e inflamações no peito, pulmão, pele, garganta e língua.

A violeta ainda é utilizada topicamente, como compressas ou cataplasmas em cistos na mama e na pele; em forma de papa, é usada em calos e verrugas; em forma de gargarejo, para tratar dores de garganta.

A infusão de 15 gramas de flores em 1 litro de água trata tosses catarrais, bronquite, asma, coqueluche, sarampo, resfriados, amigdalites, faringites, laringites, inflamações e infecções dos olhos.

Contraindicações e efeitos colaterais

A raiz da violeta não pode ser consumida, pois apresenta substâncias tóxicas que podem causar vômitos e diarreias. Por isso, apenas as suas folhas e flores são usadas na medicina natural. Também é preciso ter cuidado com a quantidade ingerida, pois, em doses elevadas, pode causar gastrites severas, nervosismo e depressão circulatória e respiratória. As folhas e flores desta planta são comestíveis e também são usadas no preparo de saladas, porém, apenas profissionais da culinária fazem este uso, porque a ingestão em quantidade errada pode causar enjoos. Lembre-se sempre do quão importante é consultar um médico antes de iniciar qualquer tratamento, inclusive os naturais.


Reportar erro