Benefícios do salgueiro branco, um grande analgésico

O salgueiro branco (Salix alba), também popularmente conhecido por salgueiro apenas, é uma das plantas…


O salgueiro branco (Salix alba), também popularmente conhecido por salgueiro apenas, é uma das plantas mais antigas a serem reconhecidas como anti-inflamatório. No século V a. C., Hipócrates, considerado o pai da medicina, já tinha conhecimento do poder desta planta de aliviar dores e diminuir a febre. O poder do salgueiro branco também era conhecido por outras civilizações antigas, como a egípcia e a assíria; além dos nativos norte-americanos, que a utilizavam para tratar cefaleia, febre e reumatismos.

Benefícios do salgueiro branco, um grande analgésico

Foto: Reprodução

No ano de 1763, o pastor inglês Stone redescobriu e descreveu, de forma científica, as propriedades da casca do salgueiro. Em 1828, o princípio ativo da planta, chamado de salicina ou ácido salicílico, foi isolado pelo químico italiano Piria e o farmacêutico francês Leroux. No ano de 1897, a empresa farmacêutica Bayer conjugou o ácido salicílico ao acetato, originando, assim, o ácido acetilsalicílico: a tão famosa e utilizada aspirina. A aspirina foi o primeiro fármaco criado pela indústria farmacêutica e o primeiro a ser vendido em tabletes. Embora tenha sido criada em 1897, o mecanismo de ação da aspirina foi descoberto apenas em 1971, pelo britânico John Vane, ganhador do Prêmio Nobel de Medicina e Fisiologia. O salgueiro branco age mais lentamente do que a aspirina no alívio de dores, mas os efeitos podem estender-se por mais tempo.


Propriedades medicinais

  • Antipirética;
  • Adstringente;
  • Anafrodisíaco;
  • Antibacteriano;
  • Tônico digestivo;
  • Vermífugo;
  • Antiflogística;
  • Analgésica;
  • Sudorífera;
  • Antisséptico;
  • Anti-reumática;
  • Antiagregante;
  • Febrífugo.

Indicações de uso

O salgueiro branco é utilizado no tratamento de casos de febre, resfriados, nevralgia e reumatismo. É também tradicionalmente usado em casos de amigdalite, artrite, azia, caspa, dor de cabeça, dores nas costas, dispepsia, feridas, enxaqueca, disenteria, dores comuns, gota, inflamações comuns, cólicas, queimaduras e suores noturnos.

Cuidados e contraindicações

O uso do salgueiro branco é contraindicado durante a gravidez; para pessoas que apresentam distúrbios gastrointestinais (tais como gastrite, úlcera, colite ulcerosa, colite espasmódica, diverticulose e diverticulite e refluxo esofágico); para os indivíduos que façam uso de medicamento antiagregante ou que possuam alergia ao ácido acetilsalicílico (aspirina). É necessário ter atenção com a quantidade ingerida, pois em doses excessivas, o salgueiro branco pode causar erupções na pele, irritação no estômago, náuseas, vômitos, inflamação dos rins e zumbido nos ouvidos.


Reportar erro