Remédio caseiro para curar a coceira da sarna

Por João Silva

Tratamentos para sarna

Trate a coceira da sarna com ajuda de remédios naturais | Imagem: Reprodução

A sarna ou escabiose é uma doença infecciosa parasitária causada por ácaros, é contagiosa e a sua transmissão da-se no contato entre pessoas e animais, onde o parasita aloja-se na pele e deposita seus ovos, dando origem a outros parasitas.

A fêmea desse artrópode escavam a pele realizando a desova, a incubação dos ovos ocorre entre três a cinco dias, onde após a eclosão dos ovos, os microorganismos se desenvolvem dentro da pele, chegando a passar do estado de larva até adulto. Sua transmissão pode ocorrer por intermédio de objetos, porém a pele é o meio mais comum de contágio, em especial o contato sexual, mas a doença não pode ser considerada venérea, pois outras partes do corpo também podem transmitir os parasitas, o que é bem raro. As áreas de atuação dos ácaros mais comuns são os genitais (no caso dos homens), seios (mulheres), nádegas, ventre, axilas, punhos. Nas crianças a região dos pés, mãos e face podem ser atingidas.

Os sintomas da doença são precisos, em geral nota-se a presença de:

  • Coceira intensa, que pode aumentar durante a noite;
  • Pequenas lesões, que podem formar uma crosta devido a coceira;
  • Vermelhidão;
  • Bolhas;
  • Escamas.

A higiene é um fator inicial de prevenção dessa patologia que agride também animais domésticos, apresentando sintomas semelhantes ao do homem. Deve-se evitar a permanência das mesmas roupas por longos horários, assim como artigos de cama e banho. O diagnóstico médico é necessário para ministrar o tratamento.

Cura alternativa

Para auxiliar o tratamento indicado por uma médico especialista, pode-se utilizar-se do poder das plantas! Veja alguma indicações naturais:

  • Tome 250 ml de suco de agrião sempre pela manhã.
  • Suco de aipo com acréscimo de sal, vinagre e suco de limão, usado para lavagem das áreas atingidas.
  • Triture 4 dentes de alho e deixe de molho, depois utilizando a mesma água para lavar a região de foco da doença.
  • Consumir suco de manga adoçado com mel de abelhas 3 vezes ao dia.
  • Chá das folhas do alecrim, ministrando 4 xícaras ao dia.
  • Triture as folhas do anil e aplique como cataplasma 2 vezes ao dia, deixando em repouso por 30 minutos.
  • 3 xícaras de chá de arruda por dia.
  • Faça massagens da região afetada com azeite de oliva morno.