Livre-se dos radicais livres tomando spirulina

De acordo com pesquisas, esta bactéria é considerada anticancerígena, redutora de colesterol e também antiviral. Entenda mais


Apesar de pouco conhecida, principalmente devido ao nome relativamente estranho, a spirulina é uma cianobactéria que serve como suplemento nutricional para o organismo.

Além do conteúdo nutritivo, o item também é rico em propriedades que garantem uma melhor saúde para o indivíduo consumidor. Fonte de proteínas, minerais, ácidos graxos, vitaminas e antioxidantes, este elemento merece ser introduzido na alimentação diária das pessoas.

Informações sobre a spirulina

Por muito tempo a spirulina, ou como também é conhecida espirulina, foi considerada uma alga. Todavia, atualmente sabe-se que ela é uma bactéria, que por conseguir realizar fotossíntese, é então classificada de cianobactéria.

Livre-se dos radicais livres tomando spirulina

Foto: depositphotos

Diferente das algas comuns que estão presentes no ambiente marinho, esta é encontrada em lagos com pH alto. Em outras palavras, pode-se dizer que ela só consegue sobreviver em águas alcalinas, com pH entre 10 e 11.


Utilizada há milhões de anos pelos índios e pelos incas, na África e na Europa, a espirulina vem sendo estudada há, pelo menos, umas duas décadas. Com resultados satisfatórios, ela vem sendo cultivada no Brasil de forma natural no Pantanal. Mas também em outras regiões, dentro de tanque apropriados que após serem desenvolvidas seguem para indústrias que focam na produção de cápsulas.

Propriedades e benefícios desta cianobactéria

Para entender como a ação antioxidante que esta bactéria tem, é preciso compreender o funcionamento do organismo. O corpo, por si só, já produz antioxidantes, pois esses elementos ajudam a proteger o indivíduo dos radicais livres. Com o passar do tempo, o organismo não consegue produzir como antes essas substâncias e por esta razão fica exposto a degeneração das células até a sua morte e o envelhecimento precoce.

Os radicais livres são perigosos, principalmente, para o coração. Isto porque, esses elementos facilitam o acúmulo de gordura nas artérias, tornando-as endurecidas e bloqueadas. Desta forma, a corrente sanguínea não consegue chegar de forma correta no coração e nem é enviada para as demais partes do corpo.

Além disso, a spirulina é capaz de reduzir o apetite. Esta ação decorre de sua habilidade de absorção de água no organismo, por isso dobra de tamanho e acaba ocupando mais espaço no estômago.

Desta maneira, causa a impressão de que o indivíduo está saciado e por isso não necessita de mais alimentos. E de acordo com uma pesquisa divulgada no periódico Journal of the American Nutraceutical Association, esta bactéria é considerada anticancerígena, redutora de colesterol e também antiviral.


Reportar erro