Doces: especialistas explicam paixão de brasileiros por açúcar

O consumo do açúcar em nosso país está relacionado à sensação de bem-estar que proporciona, todavia esse hábito não é recente


O brasileiro é mesmo apaixonado por açúcar. Essa predileção foi comprovada em uma pesquisa realizada pelo Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, a qual identificou que 26% dos entrevistados comem alimentos açucarados todos os dias e outros 71% consome açúcar sempre que pode. O estudo entrevistou 1.119 pessoas, entre 18 e 85 anos.

O consumo do açúcar em nosso país pode estar relacionado à sensação de bem-estar que o mesmo proporciona ao cérebro, todavia esse hábito não é recente. De acordo com o antropólogo e autor do livro Caminhos do Açúcar, Raul Lody, “o paladar doce é extremamente cultural, foi desenvolvido a partir do costume português de acrescentar o produto aos diversos alimentos e usá-lo em diversos tipos de celebrações. Deste modo, o brasileiro criou uma memória baseada nesta tradição”.

Essa herança portuguesa segue até os dias de hoje, quando 88% dos que consomem açúcar o utilizam para adoçar café ou outras bebidas e 66% gostam do ingrediente em sobremesas e bolos.

Doces: especialistas explicam paixão de brasileiros por açúcar

Foto: depositphotos

Hábito vem dos nossos antepassados

O açúcar já foi o principal produto produzido no Brasil. Ele ganhou até um caminho próprio, era a ‘Rota do Açúcar’, onde os portugueses fundaram diversos engenhos da cana e utilizam a matéria-prima para preparar diversas receitas.


Em séculos de existência, o açúcar já foi mais caro que o ouro! Na idade média, ele era considerado uma especiaria e podia ser utilizado como remédio ou dado como presente muito valioso para autoridades.

No campo religioso acreditava-se que o grão poderia até aproximar os homens dos deuses. Por isso, o antropólogo Raul Lody explica: “formou-se no mundo um entendimento de que tudo aquilo que chega do açúcar da cana está repleto de significados, de alegria a prazer”.

Consumo do açúcar deve ser moderado

Apesar dessa tradição, você deve ficar atento ao consumo do açúcar. A nutricionista Marcia Daskal explica: “as pessoas gostam de comer produtos açucarados e não há problema se isso acontecer diariamente, desde que se avalie a quantidade. Precisamos parar de eleger vilões e resgatar o prazer pela comida. Olhar para o alimento não isoladamente, mas num contexto de vida”.

A especialista lembra ainda que você não deve retirar a iguaria do seu cardápio, apenas consumi-lo com moderação, pois ele também pode trazer benefícios a sua saúde: “o ingrediente não só dá prazer, mas também auxilia o organismo a ser mais produtivo. Por este motivo, é uma paixão mundial, não devendo ser excluído do cardápio e sim valorizado”, explica.


Reportar erro