5 receitas de xarope caseiro para tosse

Preparar xarope caseiro para tosse é uma ótima opção para tratar esse sintoma, tão comum entre as doenças respiratórias, como gripes e alergias

Receitas que levam ingredientes como abacaxi, limão e mel, por exemplo, são ótimas para tratar o sintoma que geralmente ocorre quando o corpo produz uma secreção que irrita o sistema respiratório em uma tentativa de expulsar algo que está fazendo mal ao organismo. 

A tosse é um dos sintomas mais comuns de gripes, resfriados e alergias respiratórias (Foto: depositphotos)

Para ajudar você a tratar esse sintoma chato, de maneira natural e sem gastar muito, convidamos o naturopata Danilo Ramon, que indicou as 5 receitas mais eficazes e fáceis de xaropes e que você pode preparar em casa. Confira!

Melhores xaropes caseiros para tosse 

1. Xarope caseiro de abacaxi

Ingredientes 

  • 1 abacaxi grande e maduro
  • 500 ml de mel.

Modo de preparo

Descasque o abacaxi e corte-o em pedaços pequenos. Coloque em uma panela e leve para o fogo junto com o mel para cozinhar por cerca de 20 minutos.

Como a fruta solta bastante água, não é preciso colocar mais nada no preparo. Depois de alguns minutos, desligue o fogo e deixe esfriar. O próximo passo é passar o xarope pela peneira, espremendo bem o abacaxi para sair todo o caldo.

Caso deseje, você pode adicionar alguns centímetros de gengibre ralado ao preparo, para potencializar o efeito do remédio.

Consuma entre quatro e seis colheres (de sopa) por dia até que os sintomas sejam eliminados e guarde o xarope na geladeira, pois ele não tem conservantes e estraga mais rapidamente.

Danilo Ramon informou que “esse xarope é delicioso, quase como uma sobremesa, mas os princípios ativos do abacaxi junto ao mel são uma combinação de antioxidantes, compostos expectorantes e nutritivos eficazes no tratamento da tosse”. 

O efeito principal dessa receita para a tosse é derivado de uma enzima encontrada no abacaxi, chamada bromelina.

Essa é uma substância expectorante que ajuda a diluir o muco, ajudando na expulsão dele e ainda é anti-inflamatória. Propriedade que faz essa receita ser ótima também para tosse seca que é sintoma de alergias. 

O mesmo efeito é encontrado no mel, que além de tudo fortalece o sistema imunológico, para que o corpo consiga lutar contra a doença causadora desse sintoma.(1)

Com isso essa receita não serve apenas para aliviar a tosse, mas também para repor os nutrientes necessários para aumentar a imunidade, completa o profissional.

2. Xarope caseiro de cebola 

Ingredientes 

  • 5 cebolas brancas médias 
  • 7 colheres (de sopa) de açúcar mascavo ou mel .

Modo de preparo

Descasque e corte as cebolas em rodelas finas e leve ao fogo médio para cozinhar até formar uma pasta. Nesse ponto você pode acrescentar o açúcar ou mel até que tudo se misture bem. 

Após isso, deixe esfriar e passe tudo na peneira para extrair apenas o xarope, que deve ser consumido três vezes ao dia e mantido na geladeira. 

“A ingestão da cebola pode deter ou aliviar uma crise de tosse por causa da sua função broncodilatadora, expectorante e antibiótica”, destacou o profissional. Ao usar o mel no preparo os benefícios se combinam e o xarope se torna ainda mais eficaz.

Graças a essas ações da cebola, ela ajuda a diluir o muco produzido pelo corpo e a expandir as vias respiratórias, reduzindo a tosse por tornar mais fácil a expulsão dessa substância. 

Por isso ela é bastante eficaz quando a tosse é sintoma de problemas respiratórios como gripe, bronquite e, em alguns casos, asma, já que ela também é anti-inflamatória. (2)

3. Xarope caseiro de beterraba 

Ingredientes 

  • 1 beterraba 
  • 2 colheres (de sopa) de açúcar demerara. 

Modo de preparo

Essa receita é bem simples, basta descascar e cortar a beterraba. Após isso, basta colocá-la em um pote de vidro com tampa e adicionar o açúcar, deixando tampado por 24 horas. 

Depois desse tempo o vegetal irá soltar um líquido, que irá se misturar com o açúcar, criando um xarope bem suave e que por isso é ótimo para crianças.

“Embora simples e fácil, não subestime os benefícios da beterraba” alertou o profissional, que indica tomar duas colheres (de sopa), três vezes ao dia, durante o período em que a tosse prevalecer.

Assim como as receitas anteriores, nessa aqui se tem o efeito expectorante, já que a beterraba é rica em substâncias que diluem o muco produzido pelo corpo e que irrita o trato respiratório, o famoso catarro

Além disso, a raiz é cheia de vitaminas que ajudam a fortalecer o sistema imune para que o corpo consiga lutar contra o que está causando a tosse. 

4. Xarope de limão, alho e mel

Ingredientes 

  • 1 limão médio 
  • 3 dentes de alho 
  • 1 litro e ½ de água filtrada 
  • 5 colheres (de sopa) de mel.

Modo de preparo

Nesta receita você vai precisar usar o limão inteiro, portanto higienize bem as cascas. Dito isso, corte o limão e o alho em pedaços pequenos e leve ao fogo junto com a água. Deixe ferver por cinco minutos. 

Em seguida espere esfriar, coe e acrescente o mel. Você deve ir bebendo esse xarope aos poucos ao longo do dia. De acordo com o especialista em fitoterapia, essa receita “combate bem qualquer tipo de tosse, como gripes e pneumonia e ajuda inclusive a baixar a febre”. 

“O mel dá a energia necessária para o sistema imunológico e fortalece o mesmo, já o limão é rico em vitamina C, que também fortalece o sistema imune e o alho atua como antibiótico”, completou o especialista.

O profissional destaca que em casos mais sérios, onde a tosse está muito forte, você pode preparar duas dessas receitas e consumir uma pela manhã e outra a noite. Servindo também para aliviar a tosse e garantir um sono mais tranquilo.

“Não recomendo essa receita para quem tem diabetes, pressão baixa demais ou estômago fraco” alertou Danilo. Isso porque os compostos fitoquímicos desses ingredientes acabam por potencializar os sintomas dessas doenças e podem até piorar o estado. 

5. Xarope de hortelã, cravo, gengibre, limão e mel

Ingredientes 

  • 1 maço de hortelã fresca
  • 2 colheres (de sopa) de cravo-da-índia 
  • 3 centímetros de gengibre fresco
  • 1 limão 
  • 3 colheres (de sopa) de mel 
  • 300 ml de água filtrada .

Modo de preparo

Misture a água, o sumo do limão, o cravo e o gengibre e leve ao fogo para ferver por cinco minutos. Em seguida acrescente a hortelã e desligue o fogo. Após esfriar, acrescente o mel e coloque em um pote de vidro, esterilizado e mantenha na geladeira.

O profissional indica tomar esse xarope caseiro para tosse pelo menos três vezes ao dia, sempre duas colheres em cada ocasião. Segundo ele “todos estes ingredientes juntos são poderosos expectorantes e acalmam a tosse, melhorando a respiração”.

A hortelã serve para acalmar a respiração, diminuindo assim a irritação causada pelo muco, e facilitando a respiração. Além disso, nas folhas da erva existem substâncias que estimulam a expectoração do catarro. 

A mesma ação é encontrada no gengibre e no cravo-da-Índia, que além de tudo são anti-inflamatórios e antibacterianos, portanto auxiliam no combate a doença que causa o sintoma.

Outros cuidados no tratamento da tosse

Segundo o especialista em fitoterapia sempre há perigos em um tratamento para tosse mal feito. Por isso, o profissional alerta que o consumo dos xaropes devem ser sempre acompanhados de bastante água

Isso porque um organismo bem hidratado consegue funcionar melhor e os vírus e bactérias causadores de doenças, atacam melhor em meios que não estão funcionando da maneira correta e com pouca ingestão de água.

O fitoterapeuta também destaca que a tosse é o sintoma mais comum de diversas doenças que afetam o sistema respiratório. “Sendo que, na verdade, a tosse não é nada mais do que um mecanismo defensivo do organismo para expulsar alguma substância estranha ou irritante das vias respiratórias”, esclareceu. 

Por isso que o problema causa desconforto quando não tratado, principalmente no caso das infecções respiratórias, podendo evoluir para problemas mais graves, como a pneumonia

Além disso, é importante ficar atento a duração dos sintomas. Caso a tosse persista por mais de oito semanas, se tornando aguda, é necessário procurar orientação médica, para que possa descobrir e tratar a origem do problema. 

Por fim, crianças menores de um ano não devem consumir os xaropes que levam mel na preparação. Isso porque o organismo delas não está preparado para lutar com um tipo de bactéria presente no alimento e que pode causar botulismo, segundo informações do Ministério da Saúde. (3)

Portanto, para tratar os pequenos procure as opções que levam açúcar na preparação e sempre consulte um médico para acompanhar a evolução do caso.

*Esse artigo foi feito com a colaboração do naturopata especialista em acupuntura, fitoterapia e iridologia, Danilo Ramon.

Referências

(1) PEIXOTO, Décio Medeiros et al. Use of honey associated with Ananas comosus (Bromelain) in the treatment of acute irritative cough. Revista Paulista de Pediatria, v.34, n.4, p.412-417, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.rppede.2016.04.002. Acesso em: 31 de agosto de 2019. 

(2) KUMAR, K. P. Sampath et al. Allium cepa: A traditional medicinal herb and its health benefits. Journal of Chemical Pharmacology Research, v.2, n.1, p.283-291, 2010. Disponível em: http://www.jocpr.com/abstract/allium-cepa-a-traditional-medicinal-herb-and-its-health-benefits-44.html. Acesso em: 31 de agosto de 2019. 

(3) Botulismo: Causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção. Disponível em: http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/botulismo. Acesso em: 31 de agosto de 2019.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (Mtb-PE: 6770) com formação completa no curso de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo (UniFavip-DeVry). Experiência prática de dois anos em produção jornalística para TV e rádio. Atualmente atua na área de redação para web, nas áreas de educação, beleza e saúde alternativa. Além da formação no curso superior, possui experiência em produção de vídeo, diagramação de livros e revistas e marketing.