Você é péssimo em matemática? Distúrbio pode ser a causa

A discalculia é uma desordem mental que resulta em uma severa dificuldade para resolver cálculos aritméticos

É normal que tenhamos maior facilidade em determinadas áreas do conhecimento, enquanto não compreendemos muito bem os temas estudados em outras. Muitas pessoas têm dificuldade em matemática, no entanto, para algumas delas, o problema é mais severo.

De acordo com uma reportagem da BBC Mundo, entre 3 e 6% da população sofre de discalculia.

O que é a discalculia?

Segundo o DSM-5, Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais, a discalculia é uma condição que afeta a habilidade de adquirir habilidades matemáticas.

Descoberto distúrbio que explica por que algumas pessoas são péssimas em matemática

Foto: depositphotos

Os indivíduos que sofrem da condição podem experimentar dificuldades para entender conceitos numéricos, falta de compreensão intuitiva dos números e ter problemas para aprender procedimentos que envolvam números. Não raro, a discalculia é descrita como a prima matemática da dislexia.

É preciso ressaltar que a discalculia é uma desordem mental que resulta em uma severa dificuldade para resolver cálculos aritméticos. Tanya M. Evans, que liderou um estudo realizado pela Georgetown University Medical Centre e a Universidade de Stanford nos Estados Unidos, afirma que, em algumas crianças com deficiência matemática, a memória de procedimento pode não funcionar bem. Vários estudos apontam que a discalculia tem um elevado componente genético. Outras pesquisas indicam que o problema tem relação com o desenvolvimento do cérebro já no ventre ou nos primeiros anos de vida.

Alguns sinais de discalculia

De acordo com a reportagem disponível no site da BBC, muitos pesquisadores concordam que, se o problema for abordado no momento indicado e da forma correta, é possível obter resultados similares aos alcançados pelo ensino especializado para disléxicos.

Existem vários sinais de alerta para detectar esta condição, sendo que alguns exemplos incluem o fato de realizar somas contando com a ajuda dos dedos em uma idade mais avançada que o normal; ter dificuldades para fazer estimativas aproximadas; para contar de 10 a 1, precisam contar de 1 a 10, depois de 1 a 9, depois de 1 a 8, de 1 a 7…; estimar que a altura de um quarto normal possa ser de 60 metros, dentre outros.

Os indivíduos que sofrem com a condição, bem como os médicos, concordam que é muito importante que a discalculia seja tão conhecida quanto a dislexia.

Sobre o autor

Formada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas) pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), com certificado DELE (Diploma de Español como Lengua Extranjera), outorgado pelo Instituto Cervantes. Produz conteúdo web, abrangendo diversos temas, e realiza trabalhos de tradução e versão em Português-Espanhol.