Tratando as rachaduras dos pés com receitas caseiras

De uma maneira geral, quando se quer curar rachaduras dos pés as pessoas apostam com todas as fichas nos hidratantes. Mas será que somente esses produtos conseguem dar conta de todo o ressecamento dessa região do corpo? A verdade é que os pés necessitam de cuidados diários, principalmente hidratação, evitando que a pele resseque.

No entanto, as pessoas acabam descuidando dessa área em detrimento de outras. Mesmo assim, os pés podem percorrer até 24 quilômetros em um único dia e quando se corre os pés podem absorver até três vezes o peso do corpo. (1) Todos esses dados servem para mostrar que essa região sofre diariamente e não é recompensada com os cuidados necessários.

Por essa razão, é comum encontrar quem reclame de fissuras e gretas que se formam nos calcanhares, prejudicando a estética do corpo. Mas, além disso, tais problemas podem causar mais do que apenas um desconforto visual. Se não tratadas corretamente, as rachaduras podem avançar para doenças sérias, provocando dores e sangramentos.

Sendo assim, os cuidados com os pés podem ser feitos em casa, sem muita dificuldade. E para quem já pensa que terá gastos com cremes específicos e caros, saiba que há receitas caseiras que podem garantir um resultado tão satisfatório quanto os produtos oferecidos no mercado.

Receitas caseiras para rachaduras nos pés

Óleos, sal, pedra hume, aloe vera e hidratantes são ingredientes caseiros que podem servir como remédios naturais para rachaduras nos pés. Com esses itens, é possível tratar das rachaduras nos pés no conforto de casa. Para facilitar o entendimento, separamos as receitas que levam tais ingredientes e vamos explicar como proceder em cada uma delas. Confira!

Calcanhares rachados

As fissuras que se formam nos pés podem surgir devido ao ressecamento dessa região do corpo (Foto: depositphotos)

Óleo com sal

Antes de ir dormir, faça uma mistura para aplicar nos pés com óleo de cozinha e sal. (2) Em um recipiente, coloque algumas colheres (de sopa) de óleo, o suficiente para aplicar nas regiões machucadas.

Depois, acrescente uma pitada de sal proporcional ao líquido e mexa com uma colher. Assim que a pasta estiver pronta, aplique nas rachaduras fazendo movimentos circulares. Deixe agir por 10 ou 20 minutos e enxágue. Se preferir, passe um hidratante para finalizar. Repita esse procedimento todos os dias.

Outro ponto importante com relação à essa receita é que você pode substituir o óleo de cozinha por outro produto similar. Além de poder ser qualquer marca de óleo, você também pode preferir o uso de azeites nesse tipo de tratamento.

Pedra hume

Outra dica para curar as rachaduras dos membros inferiores é fazer um escalda-pé com pedra hume. A receita é bem simples, basta esquentar um litro de água e despejá-la em uma bacia. Em seguida, acrescente algumas pedras humes.

Assim que o líquido estiver em uma temperatura morna, deixe os pés de molho por até 15 minutos. Esse tratamento deve ser feito uma vez por dia, durante uma semana. (2) Apesar de não existir uma regra com relação ao horário para ser feito, é mais recomendado optar pelo período noturno, antes de ir dormir. Dessa maneira, assim que acabar o tratamento, os pés ainda vão ter o descanso que merecem.

Aloe vera

Popularmente chamada de babosa, a Aloe vera é rica em propriedades medicinais que podem ser aproveitadas para a saúde da pele. Isso porque o gel encontrado no interior dessa planta possui um poder hidratante devido ao mecanismo de umectação. 

Além disso, a babosa também serve para auxiliar no tratamento de problemas sérios que afetam a epiderme, como a psoríase. Apesar de não ter cura, essa doença pode ser controlada e a Aloe vera já se mostrou eficiente nesse processo. (3)

Para usar esse produto no combate às rachaduras dos pés, basta aplicá-lo nas regiões de fissuras. Todos os dias, antes de dormir, deixe que a babosa trabalhe nas áreas afetadas por, pelo menos, 20 minutos. Depois é só enxaguar e colocar um hidratante de sua preferência.

Hidratante

Apesar de todo mundo saber do poder de tratamento do hidratante, poucos conhecem um segredinho que potencializa as propriedades desse produto. Portanto, para aumentar ainda mais a eficácia dos hidratantes, é recomendado usar um papel filme nos pés após a aplicação. Ou então, usar meias.

Primeiro, lave bem as regiões afetadas. Depois, enxugue-as com uma toalha limpa e só então aplique o hidratante. Passe em toda a área de rachaduras e, de preferência, por todo o pé. Por fim, coloque uma meia ou enrole com papel filme. Faça esse procedimento antes de dormir e aproveite os resultados no dia seguinte.

Com uma semana de tratamento, você já vai conseguir perceber uma grande diferença nos calcanhares. Isso porque, esse processo é capaz de deixar os pés mais lisos, macios e saudáveis. Mas, se mesmo com todas essas dicas os sinais persistirem, é recomendado buscar ajuda com um podólogo.

O que pode causar rachaduras nos pés?

As fissuras e gretas que se formam nos pés podem surgir devido ao ressecamento dessa região do corpo. Na planta dos pés não há pelos, por essa razão também não há glândulas sebáceas, que são as responsáveis pela lubrificação da pele. Sendo assim, a pele dessa área é mais ressecada, necessitando de uma maior atenção com relação à hidratação. (4)

Além do ressecamento, os pés também possuem uma pele mais grossa devido ao peso que sustenta durante todo o dia. Por esse motivo, pessoas acima do peso ou obesas tendem a ter mais problemas com rachaduras nessas regiões.

Mas existem outras causas que podem justificar a presença de rachaduras nos pés, como por exemplo as alterações climáticas. Enquanto um ambiente úmido e quente deixa a pele mais lubrificada, um seco e frio pode favorecer a perda de água e levar a pele a um processo de desidratação. (4)

Outra grave razão é a psoríase, uma dermatose cutânea que tem como consequências as fissuras acompanhadas de dor e inflamação. Esse problema pode surgir tanto em homens como mulheres, mas costuma estar mais presente na vida das pessoas na faixa etária entre 20 a 40 anos.

Já quem tem diabetes precisa de um cuidado extra com relação à saúde dos pés. Isso porque, o diabético costuma ter uma pele menos sensível à dor e à temperatura. Por isso, podem acabar sofrendo com várias doenças nos membros inferiores. E caso não sejam tratadas corretamente podem passar por um processo infeccioso irreversível, sendo necessária uma amputação. (4)

Creme nos pés

A ureia é uma grande aliada na luta contra as rachaduras. Invista em hidratantes a base dela (Foto: depositphotos)

Outras causas desse problema

Mas essas não são as únicas causas para as rachaduras. Agressores químicos (sabões e detergentes), andar descalço e o uso de sapatos inadequados podem ser justificativas para o surgimento das fissuras nos pés. Essas situações são responsáveis pela diminuição da gordura natural da pele e do ressecamento provocado pelo atrito do pé em regiões impróprias.

Hereditariedade, doenças vasculares, micoses, problemas hormonais e uma alimentação imprópria também podem ser causas das gretas. Além disso, o excesso de lixamento também pode desencadear as rachaduras, uma vez que o organismo produz uma pele ainda mais grossa na região com a intenção de protegê-la. (5)

Sintomas

Além das rachaduras nos pés, uma pessoa que possui esse problema pode apresentar outros sintomas, como por exemplo o ressecamento excessivo da região. Já a dor e o sangramento só costumam aparecer na medida em que as fissuras vão ficando mais profundas, facilitando a entrada de fungos e bactérias.

Qual o melhor creme para pés ressecados?

Atualmente, existem diversos cremes em farmácias e drogarias que prometem uma melhora no quadro de rachaduras nos pés. Alguns tratamentos desses são sugeridos por médicos para amenizar o ressecamento da pele e eliminar o problema gradativamente.

Entre os componentes desses cremes um vem se destacando ao longo do tempo, a ureia. Essa substância está ganhando espaço devido aos benefícios que ela promove na pele, como o fator hidratação.

“Além de ser utilizada como agente hidratante da pele, pode ser empregada como promotora de absorção cutânea, pois aumenta a penetração de outras substâncias ativas associadas na mesma formulação.” (6) Por essa razão, para realizar o tratamento contra as fissuras nos pés, é recomendado buscar por cremes que possuam ureia na composição.

Como evitar as rachaduras nos pés

Mesmo que o tratamento consiga surtir um efeito positivo no combate às rachaduras dos pés, nada é mais eficaz que a prevenção. Por isso que é necessário estar atento aos cuidados primordiais com os pés, evitando dores e outras doenças mais sérias.

Segundo a podologa Cleusa Coutinho (7), existem alguns cuidados que podem ajudar a evitar as fissuras, são eles:

  • Manter-se hidratado: É recomendado beber bastante líquido durante todo o dia, mantendo o organismo hidratado por dentro
  • Lixar com moderação: O processo de lixamento é benéfico se for feito com moderação, eliminando apenas as células mortas
  • Hidratar a pele: Além de manter o organismo hidratado por dentro, é importante investir em hidratação externa. Para isso, use cremes diariamente
  • Realizar esfoliação: A esfoliação também ajuda a hidratar a pele e eliminar as células mortas. Por isso, faça esse procedimento pelo menos uma vez na semana
  • Usar a ureia: Como dito, a ureia é uma grande aliada na luta contra as rachaduras. Sendo assim, busque em farmácias cremes hidratantes que possuam essa substância na composição. Inclusive, dê preferência para usar esses cosméticos em dias mais secos e frios.

Além dessas dicas, você também pode evitar as rachaduras nos pés evitando andar descalço e usando sandálias mais fechadas. Isso porque, calçados abertos estimulam o ressecamento dos pés.

Portanto, sabendo de todas essas dicas, você estará mais protegido contra esse problema. No entanto, se mesmo após o uso dos remédios caseiros as rachaduras nos pés continuarem a incomodar, é recomendado buscar auxílio médico. Por isso, não deixe de procurar um especialista, principalmente se você for diabético.

Referências

1. SILVA, Ana Oliveira. “O que é podologia?”. Disponível em: https://podologia.com.pt/o-que-e-podologia/.
2. CAVALCANTE, Osmar C. “Remédios Caseiros Aprovados”. Ediouro/70095. Editora Tecnoprint S.A., Rio de Janeiro.
3. FREITAS, V.S.1; RODRIGUES, R.A.F.; GASPI, F.O.G. “Propriedades farmacológicas da Aloe vera (L.) Burm. f.” Campinas, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbpm/v16n2/20.pdf.
4. NUNES, Jéssica Cordova; MARCELINO, Jéssica; NOVOTNY, Vânia Regina. “As principais causas das fissuras nos pés”. Disponível em: http://siaibib01.univali.br/pdf/Jessica%20Nunes,%20Jessica%20Marcelino.pdf.
5. MONTEIRO, Maria Elizabete de Lima. “Fissura Plantar e o uso de dermocosméticos como forma de tratamento”. Cabedelo, 2015. Disponível em: https://pt.slideshare.net/mariaelizabetelimamo/fissura-plantar-e-o-uso-de-dermocosmticos-como-forma-de-tratamento.
6. PRZEPIURA, Fabielly Cristine; LUBI, Neiva. “O uso da ureia em fissuras e ressecamento dos pés”. Curitiba, PR. Disponível em: https://tcconline.utp.br/media/tcc/2017/05/O-USO-DA-UREIA-EM-FISSURAS-E-RESSECAMENTO-DOS-PES.pdf.
7. COUTINHO, Cleusa. “Fissura plantar”. Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: http://cleusacoutinho-podologia.blogspot.com/2010/09/fissura-plantar.html. Acesso em 12 de fevereiro de 2019.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.