Cicatrizante natural: tratamentos à base de remédios caseiros

Você conhece algum cicatrizante natural? Entre os mais conhecidos estão a babosa, o alho, o mel e a cebola. Aqui você vai conhecer esses e muito mais. Você vai descobrir quais são os melhores e mais potentes ingredientes cicatrizantes vindos da natureza, e aprenderá a usá-los como remédio caseiro.

Em primeiro lugar, os cicatrizantes naturais podem ser usados para fechar feridas, ajudar na recuperação de cirurgias e até mesmo no combate e prevenção das famosas varizes e estrias.

Neste artigo, nós vamos te mostrar tudo de importante que a ciência já descobriu sobre os cicatrizantes naturais: uma lista de produtos que vai te surpreender pelos benefícios.

Óleos, pomadas, gel… São muitas as opções de produtos cicatrizantes que podemos encontrar por aí. Seja em farmácias ou lojas de artigos naturais, esse é um produto que promete acelerar todo o processo de cicatrização. Mas aqui vamos te mostrar que alguns simples ingredientes naturais que possuem esse benefício.

Conheça os melhores cicatrizantes naturais

Nessa etapa, vamos falar um pouco sobre cada um dos 8 principais cicatrizantes naturais comprovados pela ciência. Vamos começar pelos mais conhecidos, mas é importante deixar claro que todos estes tem grande potencial medicinal para a pele. Confira!

Babosa

Em primeiro lugar, temos a famosa babosa (Aloe vera). Esta é um das plantas medicinais mais versáteis que existem. É usada tanto em procedimentos da medicina alternativa quanto em procedimentos estéticos. No caso da cicatrização, esse benefício é comprovado pela ciência (1).

Gel da babosa

Para usar a babosa como cicatrizante natural basta aplicar o gel das folhas no ferimento (Foto: depositphotos)

Os estudos realizados através de testes em pele animal e humana foram capazes de comprovar benefícios dermatológicos da babosa. Como resultado, foram observadas altas capacidades anti-inflamatórias e cicatrizantes.

Além disso, o modo de uso é bem simples. Basta retirar o gel do interior das folhas de babosa e aplicar diretamente sobre a região lesionada. Repita o processo todos os dias. O efeito também vale para queimaduras, onde a babosa promove alívio e regeneração da pele.

Alho

O alho também é um ingrediente comum em toda cozinha que pode ser usado na culinária e como remédio caseiro. Rico em propriedades nutritivas, o alho ainda traz diversos benefícios para a pele, como a ação cicatrizante, por exemplo (2). A pasta de alho, feita com o alho triturado, ainda serve para o tratamento de queimaduras.

Para utilizar é muito simples. Em primeiro lugar, você deve higienizar o local lesionado usando um algodão ou pano limpo umedecido. Em seguida, aplique o alho triturado sobre o local. Sendo assim, repita o processo todos os dias até obter o resultado desejado.

Alho triturado

O alho triturado serve até para tratar queimaduras (Foto: depositphotos)

Mel

Muita gente não sabe que o mel é rico em substâncias cicatrizantes. Na verdade, muitas pessoas não conhecem nem mesmo os benefícios saudáveis de aplicar mel na pele. Ele é rico em vitaminas, nutrientes e compostos que nutrem a pele. Entre os benefícios obtidos, está o poder cicatrizante (3).

O mel é um alimento curativo, de acordo com estudos e pesquisas científicas ao redor do mundo. Alguns dos benefícios dermatológicos, além da ação cicatrizante, são: combate a seborreia, caspa, dermatite, psoríase, hemorroidas e até mesmo fissura anal. Isso tudo é resultado da ação nutritiva, emoliente e anti-inflamatória do mel.

Para usar da forma correta, aplique o mel sobre as lesões higienizadas. Deixe por meia-hora e depois enxágue com água fria e corrente. Repita o processo duas vezes ao dia até obter o resultado desejado.

Mel no pote

Além de cicatrizante natural, o mel também é emoliente e anti-inflamatório (Foto: depositphotos)

Cebola

Outro ingrediente comum da cozinha que também é um grande remédio caseiro para cicatrização é a cebola. Quem diria que esse ingrediente indispensável de várias receitas básicas do dia a dia também é um produto natural benéfico para a pele? Bom, a ciência é quem diz!

Estudos revelam que a cebola contém substâncias cicatrizantes em sua composição (4). Além disso, o uso da cebola na pele ajuda a nutrir e proteger a mesma, já que esse alimento é rico em antioxidantes e vitaminas.

Cebolas na cesta da mesa

A cebola cicatriza, nutre e protege a pele (Foto: depositphotos)

Camomila

Você sabia que o chá de camomila, além de acalmar os nervos, é capaz de acalmar a pele e ajudar na cicatrização? Pois é, muitas pessoas não sabem que a camomila tem mais benefícios do que apenas o efeito calmante. Na verdade, essa infusão é rica em vantagens para a pele (5).

Além do efeito cicatrizante, a aplicação do chá de camomila na pele ainda traz benefícios no tratamento de queimaduras, acne, espinhas e irritações. A camomila possui compostos que ajudam a aliviar e suavizar a pele, também contribuindo para a maciez da mesma.

Chá de camomila cheio de flores

Além de acalmar os nervos, chá de camomila também é indicado para neutralizar as irritações da pele (Foto: depositphotos)

Óleo de melaleuca

Outro produto natural com grande potencial cicatrizante é o óleo de melaleuca. Dois estudos científicos comprovam esse benefício proveniente da rica composição dessa planta. De acordo com as pesquisas, as substâncias do óleo de melaleuca são cicatrizantes, antissépticas e beneficiam a pele de modo de geral (6, 7).

O modo de uso é bastante simples: aplicar o óleo sobre a ferida lavada utilizando um algodão. Dessa forma, basta pingar algumas gotas do óleo e espalhar usando um algodão. Para higienizar a ferida ou corte, limpe antes com água ou pano umedecido, e em seguida aplique o produto. Use o óleo na pele, e não dentro da ferida/corte.

Óleo de malaleuca sobre folhas

Óleo de malaleuca é cicatrizante e antisséptico (Foto: depositphotos)

Tanchagem

Você conhece o benefício cicatrizante da tanchagem? Essa planta é rica em compostos que estimulam e nutrem a pele, o que ajuda na recuperação de feridas e na eliminação de marcas e cicatrizes (8).

Para isso, você deve preparar o chá de tanchagem usando 1 colher (de sopa) da planta e 1 xícara de água. Quando a infusão estiver pronta, espere ficar morna e aplique na região desejada usando um algodão ou pano limpo.

Chá de tanchagem sobre a mesa

Chá de tanchagem trata ferimentos e elimina cicatrizes (Foto: depositphotos)

Óleo de copaíba

Por fim, mas fechando com chave de ouro, temos o óleo de copaíba, que é um verdadeiro presente da natureza quando o assunto é beneficiar a pele. De acordo com um estudo médico, esse produto tem grande potencial dermatológico quando o assunto é cicatrização e outras vantagens medicinais (9).

Entre os possíveis usos do óleo de copaíba como remédio caseiro para a pele estão o combate e tratamento de erupções, micose, pano-branco, frieira e dermatite. Além disso, o produto elimina acne, micose, pé de atleta e lesões cutâneas, como feridas e cortes.

Folha pingando óleo de copaíba

O óleo de copaíba é cicatrizante natural e eficaz no tratamento de outros problemas da pele (Foto: depositphotos)

Como cicatrizar rápido? Veja o método de acelerar cicatrizações

Existem algumas dicas bem legais para acelerar a cicatrização de ferimentos. Além do uso dos remédios caseiros já citados, seguir os passos desse método pode fazer com que as feridas se curem bem mais rápido que o normal. Portanto, confira:

  • Lave a ferida: um dos passos básicos do processo de cicatrização é a higienização do local lesionado. Lave com água e sabão de pH neutro. Quando a lesão não está limpa, ela pode inflamar ou infeccionar, o que vai agravar a situação e retardar a cicatrização. Além disso, uma simples infecção em um machucado pode colocar a nossa vida em risco. Portanto, é preciso atenção e cuidado
  • Faça um curativo: é importante que você deixe a lesão coberta, protegida contra sujeiras e poluição. Isso é muito necessário em caso de cirurgias
  • Aplique uma compressa de água quente: é isso mesmo que você leu. Aquecer a área lesionada ajuda a melhorar a circulação sanguínea. Isso estimula a recuperação da pele
  • Boa alimentação: se alimentar bem é um passo importante para a boa cicatrização de feridas, pois um organismo bem nutrido consegue dispor mais nutrientes para fazer a pele se recuperar de forma mais rápida
  • Aplicar um dos cicatrizantes caseiros citados: como você já viu, os ingredientes naturais com potencial cicatrizante que mostramos por aqui têm seus benefícios comprovados pela ciência. Isso quer dizer que eles vão te ajudar muito nesse processo.

Seguindo esses passos, sua cicatrização tem muito mais chance de ser rápida e saudável.

Quando procurar um médico?

Como sabemos, a maioria das feridas que surgem no nosso corpo cicatrizam sem complicações. Mas, em alguns casos, um simples ferimento mal cicatrizado pode representar grande perigo. Sendo assim, veja qual é o momento de procurar ajuda médica:

  • Quando o inchaço não melhora após 3 dias
  • Quando há sangramento excessivo ou que não para
  • Quando há pus na ferida (pode ser sinal de infecção)
  • Quando a dor for intensa
  • Quando houver dificuldade de movimentar a parte lesionada.

Além disso, em caso de febre ou cansaço, procure um médico imediatamente. Ambos são péssimos sinais em caso de pancadas e ferimentos. Nesses casos, você não deve usar cicatrizantes naturais, mas sim procurar uma unidade hospitalar o mais breve possível.

Referências

(1) FREITAS, VS, RODRIGUES, RAF, GASPI, FOG. “Propriedades farmacológicas da Aloe vera (L.) Burm. f.” 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbpm/v16n2/20.pd. Acesso em 26 jun. 2019.

(2) CHIRIAC A, CHIRIAC AE, NAZNEAN A, PODOLEANU C, STOLNICU S. “Self-medication garlic-induced irritant skin lesions – case series“. 2017. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28945003. Acesso em 26 jun. 2019.

(3) BURLANDO B, CORNARA L. “Honey in dermatology and skin care: a review“. 2013. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24305429. Acesso em 26. jun. 2019.

(4) GRIFFITHS G, TRUEMAN L, CROWTHER T, THOMAS B, SMITH B. “Onions–a global benefit to health“. 2015. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12410539. Acesso em 26 jun. 2019.

(5) SRIVASTAVA, JK, SHANKAR, E, GUPTA, S. “Chamomile: A herbal medicine of the past with bright future“. 2010. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21132119. Acesso em 26 jun. 2019.

(6) FLORES FC. et al. “Hydrogels Containing Nanocapsules and Nanoemulsions of Tea Tree Oil Provide Antiedematogenic Effect and Improved Skin Wound Healing“. 2015. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26328444. Acesso em 26 jun. 2019.

(7) CHIN KB, CORDELL B. “The effect of tea tree oil (Melaleuca alternifolia) on wound healing using a dressing model“. 2013. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23848210. Acesso em 26 jun. 2019.

(8) GOVERNO DO BRASIL. “Monografia da espécie Plantago major L.(Tanchagem)“.Ministério da Saúde & Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 2014. Disponível em: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2014/novembro/25/Vers–o-cp-Plantago-major.pdf. Acesso em 26 jun. 2019.

(9) RODRIGUES, RC, SOUSA, JBB. “Utilização do óleo de copaíba no tratamento e cicatrização de lesões“. Disponível em: https://gpicursos.com/interagin/gestor/uploads/trabalhos-feirahospitalarpiaui/f3361b2bec69ab9e3d6cf93d0ed0d18f.pdf. Acesso em 26 jun. 2019.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Avatar
24 anos, é jornalista e produtor de conteúdo especializado. Atua com produção jornalística há 4 anos. Vencedor do prêmio de empreendedorismo digital “Academic Winner 2017”, promovido pela DeVry University na Califórnia, Estados Unidos. Tem no currículo trabalhos em emissoras de televisão, jornal impresso, revistas e internet. É pernambucano e tem como hobbies escrever, jogar videogames, cinema e estudos sociais.