Sálvia – Os benefícios dessa planta medicinal e ornamental

Assim como muitas plantas, a sálvia é muito indicada para fins medicinais. A erva pode ser usada como chá ou em forma de extrato

Salvia officinalis. Quem vê essas palavras complicadas talvez não saiba que elas compõem o nome científico de uma planta que vem ganhando cada vez mais espaço nos lares brasileiros, isto é: a sálvia. Erva da família das Lamiaceae, trata-se de um arbusto perene com flores coloridas e que enchem de beleza os campos onde crescem. Além do aspecto ornamental, a sálvia é uma planta repleta de propriedades medicinais que se convertem em benefícios para o organismo.

Assim como muitas plantas, a sálvia é muito indicada para fins medicinais. A erva pode ser usada como chá ou em forma de extrato. Mas vale salientar a importância de sempre buscar pela opinião de um especialista, pois apenas um médico é capaz de receitar o remédio ideal para o problema enfrentado, seja ele um medicamente natural ou não.

Mesmo assim, conheça a seguir para que serve a sálvia, como esta planta deve ser usada no dia a dia e quais os cuidados que devem ser tomados durante a aplicação desta erva em tratamentos naturais.

Além do aspecto ornamental, a sálvia é uma planta repleta de propriedades medicinais

A sálvia pode tratar diversos problemas digestivos e melhorar desconfortos estomacais (Foto: depositphotos)

Propriedades e benefícios da sálvia

  • Ansiolítica;
  • Anti-inflamatória;
  • Antimicrobiana;
  • Antioxidante;
  • Antisséptica;
  • Aromática;
  • Balsâmica;
  • Cicatrizante;
  • Calmante;
  • Digestiva;
  • Diurética;
  • Expectorante;
  • Sudorífica;
  • Tônica.

Diante de tantas propriedades medicinais, é possível dizer que a sálvia é indicada no tratamento de ansiedade e tensão; age no sentindo de eliminar ou inibir o desenvolvimento de micro-organismos, como fungos e bactérias; melhora a memória, uma vez que retarda a oxidação das células saudáveis, sendo inclusive um método eficaz no tratamento e prevenção do mal de Alzheimer; e ainda limpa a pele e ferimentos, evitando inflamações.

Além disso, a sálvia pode tratar diversos problemas digestivos e melhorar desconfortos estomacais e intestinais. É usada como calmante e para melhorar o cheiro dos ambientes. Mas seus benefícios não param por aqui, por ser diurética, a planta elimina a retenção de líquido, fazendo com que o corpo diminua o inchaço.

Esta erva ainda possui boas atribuições para tratar diabetes, bronquites, reumatismo, hemorragias e vômitos. Já quem deseja ter o cabelo mais bonito, saudável e forte, também pode aproveitar dessa planta. Neste último caso, é possível dizer que a erva pode eliminar caspas, deixar os fios mais fortes e evitar a queda das madeixas.

Boa para a saúde, excelente para a estética

A sálvia é uma planta adorada por seus benefícios, pois eles não atendem apenas as pessoas que querem cuidar da saúde, mas também os que buscam por métodos caseiros e naturais para emagrecerem. Além de atuar de forma benéfica em diversas partes do corpo, como no sistema nervoso, no trato digestivo e ainda no sistema respiratório, a planta ainda pode proporcionar a perda de peso.

Lutar contra a balança nunca foi tarefa fácil, mas a sálvia pode ajudar neste processo. Isto porque, a planta atua na eliminação dos líquidos retidos pelo corpo. Quando expelidos, o inchaço do corpo tende a diminuir.

Mas, claro, não adianta apenas apostar todas as fichas na sálvia. Para emagrecer com bons resultados é necessário ter uma alimentação equilibrada e saudável, sempre acompanhada por uma prática de exercícios físicos condicionados para cada necessidade do paciente.

Conheça os benefícios das principais ervas aromáticas

Como usar a sálvia?

Há três maneiras de usar esta erva, são elas: chá, extrato e compressa. No primeiro caso, é preciso ter duas colheres (de chá) das folhas de sálvia e 250 ml de água fervente. Mistura-se os dois ingredientes, aguarda a infusão repousar tampada por até 10 minutos e depois faz gargarejos com o líquido. Desta forma, é possível tratar inflamações na boca.

Já com relação ao extrato de sálvia, que pode ser encontrado em lojas de produtos naturais online ou físicas, deve ter 5 ml da substância diluída em um copo de água. O consumo deve ser feito em até três vezes por dia, para tratar ferimentos na pele ou úlceras. O extrato puro ainda serve para eliminar problemas capilares, como caspas e queda dos fios.

Por fim, a compressa feita com um pano encharcado de chá de sálvia, que pode ser utilizada no tratamento de flatulências, desconforto intestinal, cólicas e até mesmo coceiras provocadas por picadas de insetos. Basta aplicar na região afetada e aguardar até que o pano esfrie. Depois é só continuar com o procedimento.

Contraindicações e efeitos colaterais

Mesmo se tratando de uma planta e, portanto, um remédio natural, a sálvia possui contraindicações e efeitos colaterais diversos. Isto porque, nem todo organismo está preparado para receber os princípios ativos desta erva, por isso é recomendado evitar o uso de sálvia durante a gravidez, na amamentação, no caso de mulheres no período menstrual e em indivíduos com problemas renais.

Além disso, as doses recomendadas devem ser seguidas criteriosamente, uma vez que em excesso a sálvia pode elevar a pressão sanguínea e provocar irritações na pele. Em todo caso, é sempre importante buscar auxílio médico ainda nos primeiros sintomas, para que o especialista recomende a melhor forma de tratamento e também a mais segura.