Remédios caseiros para tratar o pano branco

O pano branco se desenvolve a partir de condições propícias e é mais comum de aparecer no verão

O pano branco é identificado como sendo uma infecção da pele causada pela ação de fungos. Ele é conhecido popularmente por micose de praia ou ainda pitiríase versicolor. Dependendo da condição, a doença pode ser facilmente desenvolvida, justamente porque os fungos causadores são comumente encontrados na pele. Porém, para resolver o problema, alguns remédios caseiros são indicados.

Para que o pano branco ocorra é necessário que o fungo encontre as condições ideais para se desenvolver, entre calor, umidade e transpiração, por isso é necessário tomar alguns cuidados para evitá-la. Eles provocam mudanças na pigmentação da mesma, com a aparição de manchas arredondadas que, ao serem coçadas, descamam ou ficam ainda mais brancas.

Ao perceber qualquer anormalidade na pele, independente da área, o mais indicado é procurar o dermatologista. Apesar dos tratamentos alternativos funcionarem como uma solução, o médico deve acompanhar todo o processo, já que, se não cuidado da forma certa, a doença pode até se alastrar por outros locais. Ah! Lembrando que a incidência da doença é mais comum no verão.

Como tratar o pano branco

Existem remédios caseiros para pano branco que podem eliminar as manchas

O diagnóstico pode ser feito a olho nu (Foto: depositphotos)

Dependendo do grau de incidência da doença, o tratamento para o pano branco inclui o uso de xampus e sabonetes antifúngicos, pomadas e comprimidos de cetoconazol ou fluconazol. No entanto, existem alguns remédios caseiros que resolvem o problema em poucas aplicações. Eles são fáceis de preparar e, acima de tudo, acessível a toda a população. Veja quais são:

Chá de folhas de aipim

As folhas de aipim são indicadas como forma natural de tratar o pano branco, justamente por serem ricas em aminoácidos, ferro, vitamina A e sais minerais. Para preparar o chá, basta seguir as indicações:

Ingredientes

  •  250 ml de água filtrada;
  •  3 folhas secas de aipim.

Modo de preparo

Coloque a água para ferver com ajuda de uma panela com tampa. Assim que começar a borbulhar, acrescente as folhas de aipim e deixe ferver por 15 minutos. Passado esse tempo, desligue o fogo e deixe a mistura esfriar um pouco. Na sequência, com ajuda de uma peneira, remova as folhas da erva utilizada. O chá preparado deve ser usado de forma externa, lavando a região afetada pelo pano branco.

Veja tambémTipos de manchas de pele e como tratar. Fique por dentro do assunto

Vinagre de maçã

O vinagre de maçã é outro ingrediente que pode ser usado no tratamento do pano branco. Ele possui propriedades antibacterianas e antifúngicas capaz de combater os fungos causadores do problema. O ingrediente é rico em potássio, que age como um adstringente e ajuda a normalizar o pH da pele. Fora tudo isso, o ingrediente ainda é super fácil de ser encontrado, pois está presente em praticamente todas as casas.

O tratamento com vinagre para eliminar pano branco é simples. Basta umedecer um algodão no vinagre de maçã e passar sobre as manchas. Espere passar 20 minutos e depois é só lavar a área normalmente com água fria e sabão neutro. O procedimento deve ser repetido ao menos duas vezes ao dia. Fazendo esse tratamento de forma regular, você vai perceber que o problema será resolvido.

Salsa e limão

A salsa e o limão apresentam nutrientes que podem acabar de vez com as manchas esbranquiçadas na pele. O primeiro ingrediente contém vitaminas A e C, além de cálcio, enxofre, ferro, fósforo, magnésio e potássio. A erva também tonifica a cor da pele e fornece propriedades que ajudam na regeneração da mesma, diminuindo a irritação e a inflamação. Já o limão é rico em vitamina C e é muito conhecido pelos efeitos clareadores que apresenta para a pele.

Ingredientes

  • 200 ml de água filtrada;
  • Suco de um limão;
  • 2 colheres (de sopa) de folhas de salsa picada.

Modo de preparo

Com ajuda de uma panela, coloque a água para ferver. Assim que atingir o ponto de ebulição, desligue o fogo e acrescente as folhas de salsa. Deixe a mistura descansar até esfriar. Logo em seguida, esprema um limão sobre o chá e misture bem. Na hora de aplicar, a recomendação é que seja feito apenas no período noturno, antes de dormir, bem na área das manchas. No dia seguinte, lave o local com sabonete neutro.

Veja também: Conheça a poderosa máscara natural que trata acne e elimina manchas

Bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio também pode ser usado no tratamento do pano branco, para isso, basta misturar três colheres (de sopa) do ingrediente com um litro de água filtrada. Coloque tudo em uma garrafa e agite bem até misturar completamente os dois ingredientes. A aplicação deve ser feita diariamente nos locais afetados pela doença.

Pepino

Corte um pepino médio e coloque de molho no álcool. Deixe a mistura agir por dois ou três dias. Passado esse tempo, pegue um algodão e umedeça na mistura do pepino com álcool e passe na área onde o pano branco foi identificado. Repita o processo até as manchas desaparecerem.

Melhoral e leite-de-colônia

Pegue meio vidro de leite-de-colônia e coloque quatro comprimidos de melhoral adulto. Deixe dissolver de forma natural. Depois disso, aplique a mistura nos locais afetados diariamente até o desaparecimento total das manchas. É importante lembrar que as pessoas que apresentam algum tipo de alergia a qualquer um dos componentes usados no medicamento não devem fazer esse tratamento.

Saiba mais sobre o pano branco

Depois de conhecer os tratamentos caseiros mais indicados para tratar o problema, agora chegou o momento de conhecer um pouco mais sobre a doença. De acordo com o site da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o pano branco “manifesta-se por manchas redondas ou ovais, recobertas por escamas finas, no tronco e braços. Estas manchas podem variar do branco indo até o vermelho, por isto é chamada de versicolor”.

A micose de uma pessoa pode ser passada para outra. Fatores como o calor, a oleosidade, a umidade e a transpiração acabam favorecendo o aparecimento dessa doença. Em conjunto, eles fazem com que seja mais comum o seu aparecimento durante o verão. A prevenção da pitiríase versicolor é feita por meio da utilização de roupas leves, arejadas e, preferencialmente, de tecidos não sintéticos.

Já em relação ao diagnóstico, além da forma visível a olho nu, a SBD também faz uso de outras técnicas. “O diagnóstico muitas vezes é feito por meio do exame de pele realizado por um dermatologista experiente. A pesquisa de fungos e cultura feita por meio de raspagem superficial da pele também pode ser solicitada. Em casos mais difíceis, o dermatologista poderá indicar biópsia da pele”.