Receitas caseiras que lhe ajudarão a se livrar da caspa!

Um mix de óleos pode ser o segredo para eliminar de vez as caspas

Você sabe como tratar caspa de forma natural e caseira? Sim, isso é possível e existem receitas bastante eficientes. Aqui você vai aprender tudo sobre esse problema, como combatê-lo, como prevenir e, o melhor de tudo, gastando pouco! Fique ligado(a) nas dicas!

Mas, em primeiro lugar, o que é a caspa? A caspa é uma condição crônica e não contagiosa da pele que atinge o couro cabeludo causando a descamação e, algumas vezes, vermelhidão, feridas e coceira (dermatite seborreica). É causada por fatores genéticos, oleosidade da pele, doenças, alterações hormonais e, por fim, falta de higiene.

Além disso, a caspa é um incômodo estético que pode acabar com a auto-estima de muitas pessoas. Afinal, além de cair sem cerimônia sobre os ombros e ficar visível nas roupas escuras, também causa coceira no couro cabeludo, o que dá a impressão de sujeira e falta de banho.

Está com esse problema? Então você chegou ao lugar certo. Veja abaixo como se livrar da caspa realizando um tratamento natural e caseiro. Confira:

Receitas caseiras para se livrar da caspa

Bem, em primeiro lugar, vamos te mostrar algumas ótimas dicas para se livrar das caspas ou controlá-las, para que não interferiram na sua aparência e saúde. Alguns dos ingredientes usados nas receitas podem ser encontrados em lojas de produtos naturais e feiras livres. Confira:

  • Mix de óleos (limão, alecrim e amêndoas)
  • Lavar os cabelos com chá de tília
  • Loção de tintura de urtiga.
Mulher com caspa

A caspa pode atingir homens e mulheres, provocando desconforto e coceira no couro cabeludo (Foto: depositphotos)

Com um desses três métodos naturais e caseiros, você poderá se ver livre das caspas em poucos dias de tratamento. Veja abaixo um pouco mais sobre cada uma das receitas e como usá-las corretamente:

Mix de óleos (limão, alecrim e amêndoas)

Já que a caspa é causada pela excessividade da produção de óleo e sebo da pele, muitos especialistas já comprovaram que o melhor jeito de se combater o óleo é com mais óleo (1). Vamos explicar de uma forma mais simples.

Quando o seu couro cabeludo produz muito óleo e sebo, é porque o seu corpo está mandando a informação de que o couro cabeludo precisa de mais lubrificação, mesmo que ele não precise realmente.

Por isso, ao nutrir a pele com óleos, você vai fazer a pele entender que já tem óleo suficiente e que não vai ser preciso produzir mais. O que vai resultar na grande diminuição das caspas.

Sendo assim, os óleos mais indicados são o de limão, alecrim e amêndoas, que hidratam e beneficiam a pele, além de servir como esses “mensageiros” que vão dizer a pele que ela não precisa mais produzir tanto óleo.

Como usar: Em uma colher (de sopa) rasa de óleo de amêndoas, adicione 2 gotas de óleo de limão e 2 gotas de óleo de alecrim. Misture bem e, em seguida, aplique suavemente no couro cabeludo ou na região onde surgem as caspas. Por fim, deixe por 2 horas e lave com água corrente após isso.

Lavar os cabelos com chá de tília

Outra ótima receita para acabar com as caspas é o chá de tília (2). Essa planta possui uma substância que diminui, temporariamente, a produção de sebo por parte da pele. Além disso, as substâncias medicinais da tília ajudam a prevenir doenças de pele, como inflamações.

Como usar: Aqueça 2 xícaras de água em uma panela até ferver. Em seguida, desligue o fogo e adicione 2 colheres (de sopa) cheias de tília. Tampe até esfriar. Por fim, adicione mais 250 ml de água limpa e aplique a mistura após lavar os cabelos. Repita o processo 2 vezes na semana. Em caso de cabelos longos, duplique as medidas.

Loção de tintura de urtiga

A tintura de urtiga é um extrato da planta que pode ser usado para prevenir doenças de pele e controlar a caspa (2). Não se preocupe, seu couro cabeludo não vai ficar coçando, mesmo que a loção seja feita com urtiga.

Na verdade, a substância vai eliminar as células mortas, combater inflamações e diminuir a produção de sebo no couro cabeludo.

Como usar: Misture 150 ml de água e 20 ml de tintura de urtiga. Com um algodão, após lavar os cabelos, aplique no couro cabeludo ou nas regiões onde nascem as caspas. Repita o processo duas ou três vezes na semana.

Como prevenir?

Além dos métodos caseiros, vamos te ensinar algumas dicas de prevenção que podem fazer toda a diferença na hora de combater as caspas e mantê-las bem longe (3, 4). Confira:

  • Use um xampu adequado para o seu cabelo e lave especialmente o couro cabeludo com o mesmo durante o banho
  • Retire bem o xampu e condicionador dos cabelos durante o banho
  • Não tome banhos muito quentes e demorados
  • Dê preferência para lavar o cabelo com água fria
  • Evite ficar coçando ou passando a mão no couro cabeludo, pois isso estimula a produção de sebo
  • Certifique-se que os cabelos estão secos antes de usar toucas, bonés, chapéus, lenços, hijab ou turbante
  • Evito o uso cotidiano e constante de chapéus, bonés e toucas
  • Evite o estresse
  • Se você sofre de ansiedade, trate a doença junto a um especialista.

Além das dicas, observe se na sua família há a presença de problemas de caspas. Trata-se de uma situação muitas vezes passadas de avós e pais para filhos (herança genética). Nesses casos, mesmo com as prevenções, pode ser que a caspa apareça. Procure um médico especialista se for o caso.

Caspa tem cura?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a caspa não tem cura, mas com o tratamento adequado, ela pode não se manifestar de jeito nenhum (2). Existem diversos tratamentos para esse problema, alguns bem simples, e até mesmo métodos naturais comprovados, como o que mostramos acima.

O tratamento mais comum é o do tipo tópico, onde o paciente utiliza xampus específicos para combater caspas. Eles geralmente contém piritionato de zinco e cetoconazol, por exemplo, que são substâncias que normalizam a queratina do cabelo e diminuem a produção sebácea, respectivamente.

Tipos de caspas

As caspas são bem comuns em homens e mulheres, mas existem dois tipos de caspas: as caspas secas e as caspas úmidas. Entenda um pouco sobre os dois tipos:

  • Caspa seca: é o tipo comum da caspa, com o aspecto branquinho. Nada mais é do que a descamação da pele. É também o tipo mais fácil de tratar. É um problema mais estético do que de saúde, mas pode causar coceira em alguns casos
  • Caspa úmida: também é a descamação da pele, mas causada pelo excesso de sebo produzido pela pele. Além dos pedacinhos da epiderme, esse tipo de caspa conta com junção de células mortas. Além disso, geralmente deixa o couro cabeludo vermelho e irritado, e pode evoluir para dermatite.

Os dois casos podem ser tratados de forma natural, mas sempre indicamos procurar um médico especialista. Nesse caso, é um (a) dermatologista. Um profissional da área poderá indicar as melhores maneiras de acabar com o problema sem colocar em risco a sua saúde e a qualidade da sua pele.

As caspas só aparecem na cabeça?

Não. De acordo com os especialistas da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a caspa (assim como a dermatite seborreica) pode surgir em outras regiões do corpo e rosto, como nariz, ombros, sobrancelhas e barba.

Contudo, o principal local é o couro cabeludo, pois é uma região que produz muito sebo (óleo), tanto na produção dos fios de cabelo quanto na hidratação dos mesmos.

Referências científicas

Por fim, veja abaixo as referências científicas usadas na produção deste artigo. O Remédio Caseiro é um site comprometido com informações verdadeiras, conteúdo relevante e, claro, com a sua saúde. Sendo assim, fique sempre bem informado(a) em nosso site!

Referências

  1. CHAISRIPIPAT, W., LOURITH, N., KANLAYAVATTANAKUL, M. “Anti-dandruff Hair Tonic Containing Lemongrass (Cymbopogon flexuosus) Oil“. 2015. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26566122. Acesso em 17 de abril de 2019.
  2. PREFEITURA DO PAULISTA. “Caspa: saiba as causas e como acabar com esse incômodo“. 2016. Disponível em: https://www.paulista.pe.gov.br/site/noticias/detalhes/2407. Acesso em 17 de abril de 2019.
  3. SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. “Dermatite seborreica“. Disponível em: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/dermatite-seborreica/3/. Acesso em 18 de abril de 2019.
  4. SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO. “Caspas no inverno: da prevenção ao tratamento do cabelo“. Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. 2018. Disponível em: https://softwarepublico.gov.br/social/brunafonseca/atualizacoes/caspa-no-inverno-da-prevencao-ao-tratamento-do-cabelo. Acesso em 18 de abril de 2019. 

Sobre o autor

Avatar
24 anos, é jornalista e produtor de conteúdo especializado. Atua com produção jornalística há 4 anos. Vencedor do prêmio de empreendedorismo digital “Academic Winner 2017”, promovido pela DeVry University na Califórnia, Estados Unidos. Tem no currículo trabalhos em emissoras de televisão, jornal impresso, revistas e internet. É pernambucano e tem como hobbies escrever, jogar videogames, cinema e estudos sociais.