Quer conservar melhor os alimentos? Então fique atento nessas 5 dicas

O Brasil desperdiça 41 mil toneladas de alimentos por ano, mas com hábitos simples é possível conservá- los por mais tempo

Evitar o desperdício de alimentos é uma prática que muita gente deveria seguir, visto que, ao redor do mundo outras tantas pessoas sofrem pela falta deles. Além do mais, isso também pode ser uma boa saída para poupar dinheiro no orçamento doméstico, além de servir de ensinamento para as futuras gerações evitarem o desperdício.

Só para se ter uma ideia, o Brasil desperdiça 41 mil toneladas de alimentos por ano, segundo estudo realizado pela comitê de Mudanças Climáticas do World Resources Institute. Na lista dos mais desperdiçados estão as frutas, verduras e legumes. Porém, ela não para por aí, ainda tem os alimentos que já são preparados e os que passam do prazo de validade.

Mas com hábitos simples e uma dose de cautela, é possível conservar os produtos da despensa e geladeira por mais tempo.

Quer conservar melhor os alimentos? Então fique atento nessas 5 dicas

Foto: depositphotos

Como evitar o desperdício

Higienização

Para que o alimento dure por mais tempo, o ideal é limpá-los assim que voltar do mercado ou hortifrutti. Verduras, legumes e folhas devem ser bem lavadas. Passe os dedos por todas as partes para não deixar nenhum resíduo de terra ou mesmo alguma larva escondida.

Para que a limpeza seja ainda mais eficaz, deixe-os de molho durante 30 minutos em uma solução desinfetante, que pode ser encontrada no supermercado ou hortifrutti com facilidade. A proporção ideal é uma colher (de sopa) de água sanitária diluída em um litro de água potável. Em seguida, lave tudo em água corrente.

Congelamento

Uma boa alternativa para quem deseja manter as compras por mais tempo em bom estado de consumo é a partir do congelamento. Após a limpeza, seque bem os produtos e coloque em potes seco e bem fechados. O saquinho descartável também é uma boa opção, mas é necessário ter o cuidado de tirar todo o ar.

Para facilitar ainda mais o uso desses produtos, use etiquetas com data de congelamento, validade e especificação do que contém em cada recipiente.

Separar crus e cozidos

Na hora de optar pelo congelamento dos alimentos, prefira apenas aqueles que ainda não passaram pelo forno e fogão. O que for congelar depois de cozinhar, tente temperar o mínimo possível, pois levar ao congelador acentua as especiarias e deixa tudo mais macio.

Descongelamento

Também é preciso ter certos cuidados no momento de retirar o gelo. Apenas os itens que já foram pré-preparados podem ser aquecidos instantaneamente. Carnes e queijos devem ser mantidos em refrigerador até estarem prontos para consumo, caso contrário, podem estragar. Já os ingredientes das saladas podem ser cozidos por dois minutinhos antes do uso.

Evite a contaminação

Não utilize a mesma tábua, utensílio ou balcão para manipular diferentes itens, separe uma para cada tipo de alimento. Outra medida a ser tomada é excluir de vez o lixinho de pia, pois os restos de comida que ficam no cesto podem propiciar a proliferação de bactérias. Atos de desatenção como estes podem fazer com que os comestíveis fiquem impuros, o que os especialistas chamam de contaminação cruzada e rendem doenças aos consumidores.