Qual o melhor redutor de medidas natural?

Alguns chás e mudanças na alimentação podem ajudar a diminuir medidas de forma simples e segura

Nesse texto você vai poder conferir qual o melhor redutor de medidas natural e em quais bebidas e alimentos investir para emagrecer. Confira também o que evitar para potencializar e agilizar o resultado esperado. Isso e muito mais você confere a seguir!

O ponto de partida de quase todo mundo que busca pelo corpo ideal se baseia em perder uma “gordurinha” indesejada aqui e ali.

Ainda quando o processo de emagrecimento está indo bem, existem algumas regiões do corpo que insistem em se manter protuberantes, dando a sensação de acúmulo de gordura e inchaço. Contudo, existem alguns segredos para diminuir as medidas de forma caseira e natural. Confira.

Reduzindo medidas de maneira natural em 5 passos

Chás diuréticos podem servir como eficientes redutores de medidas

Uma das causas do acúmulo de gordura é a retenção de líquido (Foto: depositphotos)

1- Chás diuréticos

A retenção de líquidos é um problema muito comum para muitos brasileiros. Ela surge do excesso de ingestão de sal, maus hábitos alimentares, pouca atividade físicas e alterações hormonais.

Como o nome já sugere, a retenção de líquidos é quando o organismo não expele todo o líquido que devia e acaba acumulando-o. Parte desse líquido continua no corpo por longos períodos, o que ocupa espaço nos reservatórios do corpo e aumenta as medidas.

Os chás são a principal solução para esse tipo de problema. Eles agem no organismo de forma a contribuir no sistema digestivo e urinário. Com a ajuda de alguns chá específicos, fica bem mais fácil para o corpo eliminar o líquido retido e toxinas, diminuindo assim algumas medidas.

Veja tambémPós-treino: Veja 7 alimentos para depois da academia

Chá de carqueja

Este é o chá mais efetivo para a redução de medidas devido a alguns fatores. Além de ser muito recomendado para corrigir retenção de líquido, o chá de carqueja também ajuda no emagrecimento e é fácil de encontrar no Brasil.

O melhor jeito de prepará-lo é através da infusão. Ferva meio litro de água pura e, quando ela atingir o ponto de fervura, desligue o fogo e adicione duas colheres (de sopa) de folhas picadas de carqueja.

Tampe a panela por alguns minutos, deixe a temperatura diminuir, coe e está pronto! Tome até três xícaras por dia, não mais que isso pois pode causar indigestão. Prefira adoçar com mel.

Chá verde

O chá verde também pode ser de grande ajuda. Quando aliado a uma rotina de atividades físicas e a uma dieta saudável, o chá verde potencializa o emagrecimento e a redução de medidas.

Também diurético, o chá verde pode ser preparado da mesma forma que o chá de carqueja. Ferva a água, desligue o fogo, acrescente as folhas da planta, abafe por alguns minutos, coe e beba.

Apesar disso, seu gosto pode ser muito amargo para muitas pessoas. A dica é adicionar gotas de limão, ou ferver a água que será utilizada no chá com a casca de um abacaxi ou hortelã.

Chá de hibisco

Quem acompanha as tendências sobre emagrecimento, sabe que o chá de hibisco tem sido um dos itens mais comentados para a redução de peso.

Entre os seus efeitos estão o poder diurético e sua capacidade de reduzir a adipogênese, isto é, o acúmulo de gordura no corpo, principalmente nas regiões do abdômen e quadris.

A melhor forma de prepará-lo é fervendo 200 ml de água pura, em seguida acrescentando de quatro a seis gramas (equivalente a uma colher de chá) da flor de hibisco seca. Deixe a infusão abafando por alguns minutos, coe e beba. Esta bebida pode ser tomada morna, fria ou gelada, conforme preferência pessoal.

Veja também: Como perder barriga em menos de um mês

2- Fibras

Alimentos ricos em fibras são melhores digeridos e dão mais saciedade

As fibras são ideais para dar mais saciedade ao estômago (Foto: depositphotos)

Outro fator que pode estar dificultando ou impedindo que as suas medidas diminuam ou seja eliminadas pode ser a dificuldade de digestão dos alimentos no seu corpo. Ingerir muito leite e derivados, gorduras, açúcares, massas e doces vão aumentar a produção de glicose no organismo, criando, aumentando ou mantendo os níveis de gordura e as medidas.

As fibras são ideais para dar mais saciedade ao estômago e serem facilmente digeridas pelo organismo. Seu consumo é muito revertido em gasto energético e seu valor calórico geralmente é baixo.

Uma dieta rica em fibras pode fazer as medidas do corpo humano irem reduzindo aos poucos. Uma vez que as fibras são melhores digeridas e dão mais saciedade, sem o consumo de comidas hipercalóricas, o corpo pode queimar as reservas de gordura que insistem em aumentar as medidas.

3- Malhe com pesos

Os exercícios não podem ficar de fora da jornada para diminuir medidas. Mas é importante malhar usando pesos.

Assim como os exercícios aeróbicos servem para emagrecer, a musculação serve para que o nosso corpo use mais calorias para nutrir os músculos e desenvolvê-los.

Praticar a musculação não necessariamente vai fazer os músculos aumentarem e, assim aumentar as medidas. Acreditem, aumentar a massa muscular não é tão fácil assim.

Malhar usando pesos vai tonificar os seus músculos e defini-los. Dessa forma, seu corpo vai usar mais calorias para manter os músculos tonificados. Hipertrofia, que é quando o músculo de fato aumenta, segue uma outra perspectiva e rotina de treinos.

4- Evite refrigerantes e álcool

Um dos fatores de aumento de medidas são os gases. Eles provocam inchaço, dores abdominais e incômodo.

Vários são os fatores que podem ocasionar a produção e acúmulo de gases, a depender de como está funcionando o nosso sistema digestivo. Mas existem alguns alimentos que aumentam a produção de gases e que podem ser facilmente evitados.

Veja também: Gordura visceral: O que é e como eliminar

Além de concentrarem um nível de açúcar enorme, os refrigerantes são bebidas gaseificadas. Cervejas e alguns tônicos energéticos também são produzidos dessa forma. Ao ingerir esse tipo de bebidas, o corpo também está colocando gás e ar para dentro.

Uma hora, esse gás precisa ser colocado para fora, através de arrotos ou flatulências. Mas como expeli-los pode não ser tão fácil para todo mundo, eles acabam aumentando as medidas na região abdominal.

5- Alimentos para evitar

Evite comidas e bebidas que causem gases, pois acarretam em aumento de medidas

Alimentação desregrada e vida sedentária são grandes causadores dos quilos extras (Foto: depositphotos)

Nosso corpo realiza a fermentação do bolo alimentar nos intestinos grosso e delgado. Nesse processo alguns gases são liberados e alguns alimentos são cientificamente conhecidos por liberarem mais gases durante sua fermentação.

Repolho, couve, feijões, ervilhas, rabanetes e lentilhas são os mais conhecidos por liberarem gases no processo digestivo. Se você come muitos desses grãos e verduras e quer reduzir medidas, experimente deixá-los de lado por um tempo e perceba se há diferença.

Causas do aumento de medidas

Na maioria dos casos, as medidas do corpo aumentam e se mantêm devido ao nível de gordura no corpo e a sustentação de hábitos alimentares com excesso de calorias.

A concentração de gordura e a ausência de atividades para queimá-la são a principal causa do aumento de medidas.

Veja tambémO que comer antes de caminhar

Mas há também outros fatores que podem fazer as medidas aumentarem ou tornar mais difícil diminui-las. Estes não envolvem a quantidade de gordura ingerida ou acumulada. Entre os principais estão a retenção de líquidos, dificuldades na digestão dos alimentos e hábitos de vida sedentária.

Sobre o autor

24 anos, é jornalista e produtor de conteúdo especializado. Atua com produção jornalística há 4 anos. Vencedor do prêmio de empreendedorismo digital “Academic Winner 2017”, promovido pela DeVry University na Califórnia, Estados Unidos. Tem no currículo trabalhos em emissoras de televisão, jornal impresso, revistas e internet. É pernambucano e tem como hobbies escrever, jogar videogames, cinema e estudos sociais.