Propriedades e benefícios da bela planta polígala

Os benefícios proporcionados pelo uso de Polygala senega já foram reconhecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão que tem como finalidade promover a proteção da saúde de toda a população brasileira. Conhecida popularmente por polígala, esta planta, além de ser visualmente bonita é também um ótimo remédio natural contra doenças que afetam o sistema respiratório.

De acordo com a “Lista de Registro Simplificado de Fitoterápicos” da Avisa, a polígala é vendida em forma de extrato ou tintura, que são extraídos das raízes secas da erva. Porém, com esta mesma parte da planta é possível fazer um chá. Além disso, o órgão informa que ela pode ser usada de forma benéfica em duas situações: bronquite crônica ou faringite.

Antes de entender melhor as propriedades medicinais da planta, os benefícios e a forma de preparo do chá poderoso para saúde feito com as raízes da erva, você pode conferir mais sobre a história e características da Polygala senega.

A maior atuação da polígala é com relação ao tratamento de bronquite crônica

Essa planta atua como protetora do sistema respiratório (Foto: depositphotos)

História e curiosidades da polígala

O nome científico desta planta é uma junção de duas palavras gregas, πολύ (polý) e γάλα (gála), que significam muito e leite, respectivamente. Esta união de termos deve-se às propriedades lactantes que acreditava-se que a polygala possuía quando usada através da infusão. Porém, hoje sabe-se que este benefício foi equivocadamente aplicado.

Veja também: Floralterapia: cuide da mente e do corpo apenas usando florais

Já com relação as características visuais da polígala, pode-se dizer que ela chega a alcançar 30 cm de altura. Além disso, possui raízes grossas, caules medianos e flores da cor lilás. O arbusto florido é muito bonito e por isso se torna uma opção viável para jardins, sendo utilizada como uma planta ornamental para ambientes públicos e privados. Mas é devido aos princípios ativos que a planta ganha destaque.

Propriedades e benefícios da polygala

Expectorante, diurética e estimulante da circulação. Estas são as propriedades medicinais presentes na polígala. Desta forma, é possível dizer que a planta atua como protetora do sistema respiratório, trata problemas no sistema urinário e ainda protege os membros periféricos facilitando a circulação nestas áreas.

Porém, suas maiores atuações é com relação ao tratamento de bronquite crônica, aliviando os sintomas deste problema como a congestão respiratória. Além disso, a faringite, inflamação na mucosa da faringe, também pode ser tratada com o uso da polygala.

Outro benefício que ainda não foi citado, diz respeito ao uso da planta de forma externa do corpo. Isto significa dizer que a polígala também pode tratar inflamações provocadas por picadas de insetos. Para isso, basta aplicar o chá desta erva na região afetada.

Bronquite crônica e faringite: o que são e o que causam no organismo?

Apesar de ser uma palavra popular, a bronquite ainda é um tema que causa bastante dúvida nas pessoas, tendo em vista que é uma doença associada aos sintomas de outras. Portanto, é necessário estabelecer as definições deste problema de saúde.

De acordo com a especialista em alergia e imunologia clínica, Manoela de Magalhães Hoff, o termo bronquite é usado para definir a inflamação nos brônquios, parte do corpo humano que transmite o ar dentro dos pulmões.

Veja tambémComo posso tomar os florais de Bach?

“Pode ser aguda, causada por agentes infecciosos como o vírus da gripe, com duração de alguns dias e sintomas de tosse com muco. Ou pode ser crônica como por exemplo a bronquite do fumante, em que se vê tosse crônica e perda de capacidade pulmonar ou até enfisema em casos mais avançados”, explica a médica no Instagram.

Já a faringite acomete a garganta, como a laringite e amigdalite, conforme informa a otorrinolaringologista Rebecca Esperidião, em uma publicação no Instagram. “A faringite é uma inflamação que costuma causar dor, irritação, coceira e desconforto na região da faringe – a parte superior da garganta, que conecta o nariz e a boca à laringe e ao esôfago”, finaliza a médica.

Preparando o chá da planta

Como já mencionado, a polígala pode ser usada como tintura e extrato. Destas duas formas, é possível encontrá-la em lojas de produtos naturais online ou físicas. Mas, além destas maneiras, a planta ainda pode ser utilizada para preparar um chá. Neste último caso, basta utilizar 4,5 g da erva em 300 ml de água. O primeiro passo é colocar o líquido para ferver e, após este processo, adicionar a planta.

Em seguida, desliga-se o fogo, tampa o recipiente e deixa o chá abafado por até 10 minutos. Depois do tempo determinado, é só coar e beber. A dica de consumo é de até três xícaras por dia. Não sendo recomendando ultrapassar esta quantidade diária.

Veja tambémReceitas para fazer desodorantes caseiros de ervas, óleo e flores

Contraindicações e reações adversas

É importante ressaltar que todos os medicamentos, sejam eles farmacológicos ou não, precisam ser usados de maneira equilibrada. No caso da polígala, quando consumida em excesso, pode provocar vômitos, diarreias e outros problemas gastrointestinais.

Além disso, o uso da planta está contraindicado durante os nove meses de gravidez, no caso de lactantes e para pessoas com sensibilidade no estômago ou intestinos. Crianças menores de dois anos também não devem fazer uso desta erva.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.