Sabe o que é pompoarismo? Veja os benefícios dessa técnica para a saúde

Além de melhorar o desempenho sexual feminino, a ginástica íntima proporciona outros benefícios para a saúde

Surgida na Índia e aperfeiçoada na Tailândia e no Japão, o pompoarismo é uma prática milenar que consiste na contração da musculatura vaginal para fortalecê-la. Algumas pessoas imaginam que a ginástica íntima visa apenas a melhora no desempenho sexual feminino, no entanto, os exercícios proporcionam outros benefícios à saúde da mulher.

A ginecologista, obstetra e sexóloga Flávia Fairbanks, membro da Associação de Obstetrícia e Ginecologia de São Paulo (SOGESP), esclarece sobre os benefícios proporcionados pela prática milenar.

Os benefícios do pompoarismo

Os exercícios da prática milenar denominada pompoarismo têm início com técnicas respiratórias e relaxamento muscular, alongamento da região íntima, glúteo, coxas, abdome e costas, além de massagens. Objetos, como “pesinhos” e “cones” vaginais para estimular a musculatura também fazem a diferença nessa prática.

Sabe o que é a técnica pompoarismo? Veja seus benefícios para a saúde feminina

Foto: depositphotos

De acordo com Flávia, os exercícios do pompoarismo trazem melhorias ao tônus muscular, fortalecendo a região genital, o que contribui para a melhor satisfação sexual. Além de melhorar o desempenho sexual feminino, a ginástica íntima proporciona outros benefícios para a saúde, como a prevenção da incontinência urinária na pós-menopausa e na gestação. Para as futuras mães, a técnica milenar também auxilia no preparo para o parto vaginal. A prática também traz benefícios para as mulheres com problemas urinários, pois a ginástica íntima costuma diminuir as queixas e o quadro de perdas vaginais por auxiliar na musculatura da região.

“Do ponto de vista médico, não existe indicação para o pompoarismo em si. Indicamos com frequência a realização de fisioterapia do assoalho pélvico, que é muito mais ampla, mas até divide alguns pontos em comum com o pompoar”, explica a profissional.

Restrições e cuidados

As mulheres grávidas que já dominam as técnicas do pompoarismo podem continuar praticando normalmente, desde que a gestação esteja em evolução saudável e seja de baixo risco. Mas, ainda assim, é importante que a paciente converse sobre a prática com o obstetra responsável por seu pré-natal. Segundo a médica, a fisioterapia do assoalho pélvico é indicada às futuras mamães que pretendem ter parto vaginal, mas pode beneficiar todas as gestantes.

Flávia ressalta que, embora o pompoarismo proporcione benefícios à saúde feminina, a prática deve ter acompanhamento profissional em todo e qualquer caso. A ginástica íntima não deve ser praticada pelas gestantes de alto risco para partos prematuros e pacientes com desconfortos pélvicos.

Sobre o autor

Formada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas) pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), com certificado DELE (Diploma de Español como Lengua Extranjera), outorgado pelo Instituto Cervantes. Produz conteúdo web, abrangendo diversos temas, e realiza trabalhos de tradução e versão em Português-Espanhol.