Plantas para jardim de inverno

Além de trazer beleza para os ambientes, os jardins de inverno ajudam no bem-estar das pessoas

O contato com a natureza é responsável por trazer sensação de bem-estar as pessoas. Dessa forma, cultivar jardins em casa não interfere somente na beleza dos ambientes. Nesse sentido, estão aí os jardins de inverno.

Porém, para que esses jardins de inverno estejam sempre bonitos, é necessário prestar atenção ao planejamento, o que inclui o espaço onde ele será instalado e a escolha das espécies que serão cultivadas.

Caso você não tenha acesso a um profissional da área, seguir as dicas que serão apresentadas nesse artigo faz parte dessa solução para deixar o seu jardim de inverno cheio de vida.

Planejando o jardim de inverno

Além de saber onde montar o jardim de inverno, é preciso saber o que plantar

Os jardins de inverno são uma opção para quem não tem espaço externo em casa (Foto: Reprodução | Arqui Dicas)

Com a redução das áreas das casas e apartamentos, nem sempre os jardins são realidade nos projetos. Para suprir essa necessidade, existem os jardins de inverno, que podem ser montados dentro de casa.

Ao decidir pela implantação do jardim de inverno, o primeiro passo a ser seguido é escolher o melhor local. Quando a casa ou apartamento já está construída, vale prestar atenção as melhores áreas.

Geralmente eles ficam localizados nos cantos das salas, área de passagem e até mesmo por baixo das escadas. Quando a casa está em processo de construção, o arquiteto pode planejar bem o espaço.

Veja também: Deixe as folhas das suas plantas mais brilhantes com essas dicas

Existe também a opção de montar os jardins de inverno em áreas estratégicas, como abaixo de claraboias, por exemplo. Em todos esses exemplo, prestar atenção a espécie ideal da planta utilizada vai ajudar na beleza do seu jardim de inverno.

Há quem opte pela idealização e construção dos jardins de inverno devido a segurança e intimidade de poder ter esse contato com a natureza em um ambiente interno. Daí, a imaginação não restringe barreiras para os projetos.

De acordo com o site Arquidicas, “Os mesmos modelos de jardins externos podem ser replicados na área interna, desde que as plantas escolhidas tenham as mesmas condições de insolação, ou sombra”.

Como escolher o local para o jardim de inverno

As plantas dos jardins de inverno ajudam a deixar o ar mais puro dentro de casa

Os jardins geralmente ficam localizados nos cantos das salas (Foto: Reprodução | Canal da Decoração)

Antes de escolher as espécies corretas para montar o seu jardim de inverno, alguns pontos precisam ser levados em consideração. “As plantas ajudam a deixar o ar mais puro dentro de casa”, afirma a blogueira Bruna Dalcin.

O primeiro desses pontos é o local que o jardim de inverno será instalado. Veja se ele terá acesso ao Sol, ficando próximo a uma janela; se ficará totalmente à sombra; se será iluminado por uma claraboia ou se ele ficará em uma varanda.

Com a definição desse primeiro ponto, o passo seguinte diz respeito a escolha das espécies. Cada uma delas exige uma forma específica de manutenção, frequência com que é aguada e até adubação. Isso faz com que ela cresça sempre saudável.

As plantas para o jardim de inverno

Depois de escolher o local e levar em consideração fatores como luminosidade e espaço, agora é a vez da escolha das espécies para o seu jardim de inverno. Leve em consideração a necessidade de manutenção, frequência de colocar água e adubo.

Veja também: Fitoenergia: sistema de cura usa plantas para promover equilíbrio

Veja quais as espécies

Para os jardins de inverno que ficam localizados em espaços com pouca luminosidade, muitas espécies podem ser cultivadas. “Existem espécies que resistem e até preferem ambientes de sombra, é só escolher a planta ideal para cada gradação de luz dentro da sua casa”, diz o especialista Marcelo Marthe.

Na lista das plantas mais utilizadas para os ambientes internos, Daniel Cordeiro, do canal Plantar é Viver, indica as suculentas. “Elas demoram a definhar e precisam de pouquíssima manutenção”.

Existem espécies de plantas indicadas para jardins de inverno como suculentas e bromélias

As suculentas são indicadas para jardins com pouca luminosidade (Foto: depositphotos)

  • Babosa-de-pau (Philodendron martianum);
  • Bromélia (Guzmania ligulata);
  • Begônia (Begonia elatior);
  • Bromélia (Guzmania ligulata);
  • Pau-D’água (Dracaena fragrans);
  • Camedórea (Chamaedorea elegans);
  • Filodendro-Brasil (Philodendron cascata);
  • Jibóia (Remnum pinnatum);
  • Lança de São Jorge (Sansevieria cylindrica);
  • Lírio da Paz (Spathiphyllum wallisi);
  • Orquídeas e Violetas (Saintpaulia ionantha);
  • Palmeira-Leque (Licuala grandis);
  • Palmeira Areca (Dypsis lutescens);
  • Pleomele (Dracaena reflexa);
  • Ráfis (Rhapis excelsa);
  • Sigônio (Syngonium angustatum);
  • Zamioculca (Zamioculcas zamiifolia).

Para trazer aquele clima mais aconchegante para o seu jardim de inverno, sem esquecer do lado estético, você também pode utilizar pedras (seixos), brita, areia ou cascalhos.

Como manter o jardim de inverno

Para manter o seu jardim de inverno sempre bonito, o mais indicado é recorrer a ajuda profissional. A partir do conhecimento dele, você consegue aprender a forma ideal de cuidar de cada espécie.

Veja também: 7 espécies de plantas que deixam sua casa mais harmônica

Além do mais, adubar as plantas é essencial. “Todas as plantas precisam de adubação, no mínimo, a cada seis meses. Independente do adubo utilizado tem de dar nutrição a essa planta para que ela consiga ficar verde o ano todo”, diz Daniel Cordeiro.

Para tanto, o mercado oferece uma gama de produtos que vão suprir as necessidades das plantas, segundo indica Daniel. Um composto feito de nitrogênio, potássio e fósforo fazem bem para qualquer espécie de planta.

“O ano inteiro você tem de dar uma atenção específica para ter floração, plantas extremamente exuberantes, com troncos fortes raízes firmes e, principalmente, aquela folhagem verde”, completa o especialista.

Sobre o autor

Formado em Jornalismo pela UniFavip | Wyden. Já trabalhou como repórter e editor de conteúdo em um site de notícias de Caruaru e em três revistas da região. No Jornal Extra de Pernambuco e Vanguarda de Caruaru exerceu a função de repórter nas editorias de Economia, Cidades, Cultura, Regional e Política. Hoje é assessor de imprensa do Shopping Difusora de Caruaru-PE, Seja Digital (entidade responsável pelo desligamento do sinal analógico no Brasil), editor da revista Total (com circulação em Pernambuco) e redator web do Remédio Caseiro.