Pesquisadores criam hamburguer vegano com mesmo sabor e textura de carne

A missão era criar um hambúrguer que tivesse o mesmo valor nutricional, sabor e textura, mas sem nenhum animal envolvido

Quais são os requisitos básicos da carne de um hambúrguer? Muitas pessoas responderão que ela deve ser suculenta e saborosa. E você já se imaginou comendo um perfeito hambúrguer de carne feito sem carne?

De acordo com uma matéria escrita pela BBC Mundo, esse foi o objetivo de um grupo de pesquisadores. Durante anos, os estudiosos se dedicaram a elaboração desta “carne”, mas não como uma alternativa para veganos, e sim para carnívoros.

A descoberta do “hemo”

Segundo a reportagem publicada no site da BBC, Patrick Brown, professor da Escola de Medicina da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, teve essa ideia durante um ano sabático. A missão era criar um hambúrguer que tivesse o mesmo valor nutricional, sabor e textura, mas sem nenhum animal envolvido. O médico vegano afirma que a sua preferência alimentar não influenciou o projeto.

Pesquisadores criam hamburguer vegano com mesmo sabor e textura de carne

Foto: depositphotos

Brown afirma que o hambúrguer contém ferro e proteínas em quantidades similares às da carne, mas livre de colesterol, hormônios e antibióticos. O grupo formado por 70 pesquisadores descobriu um ingrediente denominado “hemo”, que é o que dá a cor e o sabor à carne. Os estudiosos explicaram que descobriram como obter o hemo das plantas e produzi-lo utilizando a fermentação, método similar ao usado na elaboração da cerveja belga.

O professor Patrick Brown afirma que a ideia é que a pesquisa e a metodologia utilizada no desenvolvimento desta “carne” possam ser úteis para elaborar outros produtos feitos a base de carne e inclusive com peixes.

“Hambúrguer impossível”

Brown teve a inspiração para criar esta “carne” quando pensou no impacto ambiental causado pela criação dos animais. Brown afirmou à BBC que o setor utiliza um terço da água que se consome mundialmente e uma porcentagem similar de terras, contribuindo para a produção e emissão de gases de efeito estufa.

Atualmente, a “carne” criada pelos pesquisadores é vendida em quatro luxuosos restaurantes nos Estados Unidos. Em breve estará disponível em outros estabelecimentos, no entanto, o consumidor não verá “hambúrguer vegano” escrito no cardápio. Brown afirma que o termo cria divisões e, por isso, a alternativa será chamar o alimento de “hambúrguer impossível”, com uma mensagem anexa que explicará que é feita a base de plantas.

Sobre o autor

Formada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas) pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), com certificado DELE (Diploma de Español como Lengua Extranjera), outorgado pelo Instituto Cervantes. Produz conteúdo web, abrangendo diversos temas, e realiza trabalhos de tradução e versão em Português-Espanhol.