Conhece os malefícios do hambúrguer? Veja e surpreenda-se!

Além de não ser nutritivo, o hambúrguer possui grandes quantidades de sódio e aditivos químicos

Quando o assunto é o consumo de fast food, o Brasil é destaque na América Latina e no mundo. De acordo com dados obtidos através de um estudo realizado pela EAE Business School, os brasileiros são os que mais consomem comidas rápidas entre os latinos. Já com relação aos países de todos os continentes, o Brasil ocupa o quarto lugar, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, Japão e China.

Todo esse crescimento neste setor faz com que os especialistas fiquem cada vez mais preocupados com os rumos que a saúde dos brasileiros está seguindo. No ritmo em que o consumo está ocorrendo, em 2018 o faturamento das empresas de fast food será de R$ 75 bilhões, como aponta a empresa britânica de pesquisa e inteligência de mercado, a Mintel.

No entanto, ao mesmo tempo em que as empresas destes segmento têm seus lucros elevados, a sociedade acaba ganhando peso e colecionando diversos problemas de saúde. No caso do hambúrguer, um dos lanches mais consumidos nas redes de fast food, o acúmulo de todas as substâncias inseridas na carne, no pão e em outros ingredientes que compõe esta comida pode trazer enormes prejuízos para a saúde de quem o consome.

Descubra os malefícios do hambúrguer? Veja e surpreenda-se!

Foto: depositphotos

Malefícios do hambúrguer para a saúde

Mesmo contendo uma quantidade específica de proteínas, o hambúrguer não é um alimento capaz de substituir as refeições principais do dia. Apesar disso, é o que mais acontece na vida das pessoas que preferem uma comida mais rápida e prática. Junto com as proteínas, há também carboidratos presentes no pão deste lanche, mas que não podem ser comparados com os que são encontrados no arroz, por exemplo. Portanto, quem enxerga o hambúrguer como uma opção viável para substituir um prato do tradicional almoço brasileiro, deve levar em consideração estes pontos.

Além de não ser nutritivo, o hambúrguer possui grandes quantidades de sódio, aditivos químicos como os conservantes e um considerável nível de calorias. Todos estes itens são capazes de aumentar o risco de doenças cardiovasculares no organismo humano, pois podem comprometer a circulação, entupindo os vasos sanguíneos e provocando diversas alterações graves no corpo, como derrames ou infartos.

Fatores de risco: os acompanhantes do hambúrguer

Não obstante com os malefícios do hambúrguer, as pessoas acabam sempre pedindo outros acompanhantes, como batata frita, bacon, refrigerantes e molhos. Somando todos estes itens, é possível dizer que o consumidor estará ainda mais propício a desenvolver problemas cardiovasculares e aumento do colesterol. Além do sobrepeso, tendo em vista que geralmente os hambúrgueres possuem mais 300 calorias cada. Causando assim problemas como obesidade, diabetes e até mesmo, em casos extremos, o câncer, devido as propriedades cancerígenas que os aditivos químicos possuem.

Sobre o autor

Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.