Os benefícios e modos de usar o mastruço

O mastruço pode ser usado no tratamento e cura de muitas enfermidades, principalmente pelo poder digestivo e expectorante

A julgar pelas peculiaridades do nome de algumas plantas, nem sempre as pessoas têm ideia do quão elas podem ser vantajosas para a saúde. Esse é o caso do mastruço. Essa planta pode ser usada no processo de tratamento e cura de muitas enfermidades, principalmente pelo poder antibiótico, digestivo, expectorante, colerético, antisséptico e depurativo que o mastruço apresenta.

O mastruço é encontrado na América do sul e também no sudeste do Brasil e pode alcançar até 70 centímetros de comprimento. Trata-se de uma erva anual que também pode ser conhecida por erva-de-santa-maria. Entre os diversos benefícios, ela pode ser usada para acabar com as dores musculares e limpar o organismo, retirando as toxinas e resíduos que podem causar complicações.

No que diz respeito às suas características físicas, o mastruço possui folhas divididas com flores de tamanho pequeno e de cor branca. Já em relação ao fruto, eles são de tamanho mediano e possuem duas sementes no seu interior. O mastruço possui um cheiro bem peculiar que agrada a maioria das pessoas. Porém, quando é bem amassado libera um odor que se parece com agrião.

O mastruço é encontrado na América do sul e pode alcançar até 70 cm de comprimento

Essa erva também é conhecida por erva-de-santa-maria (Foto: Reprodução/Wikimedia Commons)

Essa última característica apresentada surge a partir da presença do óleo essencial que contém uma substância com utilidades que se parecem com os benefícios do antibiótico, antiviral, antibacteriano e até antitumoral. Para conhecer muitas outras propriedades vinculadas ao uso do mastruço, acompanhe esse texto até o fim. Você vai se surpreender com algumas delas!

Benefícios do mastruço

Quando relacionado à saúde, o mastruço possui grandes benefícios, a julgar pela ação antibiótica, colerética, digestiva, expectorante e tônica pulmonar que a planta apresenta. Dessa forma, ela pode ser usada para combater problemas como anemia, bronquite, contusões e dores musculares, escorbuto, escrofulose, gota, infecções respiratórias, raquitismo, vermes e excesso de ácido úrico.

Como se ainda não fosse o suficiente, o mastruço ainda elimina o catarro brônquico e muco espesso. Os pacientes que apresentam problemas como reumatismo e traumatismos também podem fazer uso da substância. Para quem sofre com problemas digestivos e infecção por vermes, no caso de solitária, pode usar a erva para combater o parasita.

Como usar o mastruço

Dependendo do problema que se deseja tratar a partir da utilização do mastruço, ele pode ser usado de diferentes formas. Porém, antes de recorrer a qualquer uma dessas formas, a indicação é que o médico seja consultado. Esse profissional possui conhecimento suficiente para testificar o uso correto da substância a fim de evitar que outros problemas sejam desenvolvidos a partir do mau uso.

Veja também: Quais plantas são tóxicas e venenosas e portanto não servem para chás  

Uso tópico do mastruço

Para os problemas vinculados ao reumatismo, contusões, dores musculares, feridas, bronquite e úlceras externas, existe uma forma bem fácil de usar o mastruço.

Ingredientes

– 3 colheres (de sopa) de folhas, flores e semestres frescas de mastruço;
– Um pouco de água filtrada.

Modo de preparo

Para preparar o mastruço você vai precisar de um pilão. Acrescente a planta no pilão e amasse bem, acrescentando água aos poucos. O ponto ideal é quando o ingrediente assumir textura pastosa. Depois de pronto, aplique na região que deseja tratar. Para isso, utilize um pedaço de pano, gaze ou algodão. Deixe agir por duas horas e depois é só lavar o local.

Mastruço para problemas respiratórios

O mastruço preparado na forma de xarope pode ser usado para combater os problemas de ligados as vias respiratórias.

Ingredientes

– 1 colher (de sopa) de folhas, flores e sementes picadas mastruço;
– 2 xícaras de café de açúcar cristal;
– Água fervente.

Modo de preparo

Coloque uma colher (de sopa) de folhas, flores e sementes picadas em uma xícara de café e adicione água fervente. Deixe abafando por 10 minutos, coe e acrescente duas xícaras (de café) de açúcar cristal. Leve ao fogo até o açúcar dissolver. A indicação é que o xarope seja consumido em três doses diárias. Para tanto, use a medida de uma colher de sopa. Para o tratamento em crianças, use uma colher de chá.

Veja também: Conheça 19 plantas constatadas pela Nasa como purificadoras do ar

Mastruço para problemas digestivos

Para aliviar aquele peso no estômago, ajudando na digestão dos alimentos, além de estimular as funções hepáticas, o mastruço pode ser usado na forma de chá.

Ingredientes

– 1 colher (de sopa) de folhas, flores e sementes de mastruço;
– 1 xícara de chá de água filtrada.

Modo de preparo

Com ajuda de uma panela com tampa, leve a água ao fogo até começar a ferver. Chegando nesse ponto, desligue o fogo e acrescente o mastruço.

Deixe a mistura descansando por 10 minutos. Lembre-se de deixar o recipiente tampado. Passado esse tempo, use uma peneira para remover todo o mastruço e a bebida estará pronta. A indicação é de ingerir o chá de mastruço duas vezes ao dia, antes das principais refeições.

Outras formas de usar o mastruço

Quando macerada, a planta pode ser usada na forma de compressas, abluções e banhos, com fins diuréticos, vermífugos, sudoríficos, tratamento de infecções pulmonares e contusão, além de agir como cicatrizante. As folhas, quando cozidas com sal, podem ser aplicadas na pele para tratar afecções da pele, distúrbios renais, cólicas, dores de estômago e tuberculose. Além disso, em ramos, a planta pode ser usada para eliminar pulgas e percevejos quando colocada em baixo dos colchões.

Efeitos colaterais do mastruço

Para toda e qualquer dúvida em relação a utilização do mastruço, a dica é buscar orientação médica. A planta nunca deve ser consumida em altas doses, pois pode se tornar tóxica levando até a morte. Para as mulheres que estão esperando bebê ou que estão amamentando, devem ficar longe do mastruço, pois a planta possui efeito abortivo. As crianças menores de dois anos não devem fazer uso da planta.

Veja também5 plantas que combatem naturalmente a insônia

O óleo essencial contido no mastruço pode causar sintomas como náuseas, vômitos, depressão do sistema nervoso, lesões hepáticas, surdez, transtornos visuais, problema no coração e no sistema respiratório.

As sementes podem estimular o aparecimento de tumores no estômago, assim como irritação nos órgãos como, por exemplo, nos rins. Além do mais, o paciente pode ser acometido por irritação e dores de cabeça, vertigem e colapso circulatório.

Onde encontrar o mastruço

O mastruço pode ser encontrado em lojas especializadas na venda de ingredientes naturais ou em feiras livres. Nos mercados de produtos orgânicos e ervas o ingrediente também está presente. Para as pessoas que sentirem dificuldade em encontrar a erva, ela também está disponível na internet em sites especializados na venda de erva.