Os benefícios do Cupuaçu

O cupuaçu é uma fruta rica em benefícios saudáveis e medicinais. Típica do Norte do Brasil, especialmente na Floresta Amazônica, essa fruta é querida por pessoas de vários lugares do país. Além do sabor e aroma inconfundíveis, o cupuaçu também possui uma coleção de propriedades saudáveis. Aqui você vai conhecer todas!

Em várias regiões do país, o cupuaçu na tigela é muito conhecido, assim como a polpa de cupuaçu para sucos. A fruta em si, na sua forma natural, é mais consumida no Norte do Brasil.

Por essas razões, há anos a ciência estuda esse fruto tão presente na alimentação de diversas pessoas. Algumas descobertas medicinais foram bastante surpreendentes e você vai conhecê-las abaixo!

Mas antes disso, é importante deixar claro que os benefícios citados nesse textos são baseados em produções científicas oficiais e informações fornecidas por órgãos governamentais e institutos de pesquisa. Desse modo, você tem a certeza de que são benefícios verdadeiros e comprovados!

Quais são os benefícios do cupuaçu?

O cupuaçu é rico em nutrientes e substâncias saudáveis na sua composição natural. Entre os benefícios comprovados dessa fruta estão a ação estimulante, o combate aos radicais livres e a melhora na imunidade.

Cupuaçu no pé

Cupuaçu é rico em fibras, proteínas e vitaminas C e E (Foto: Embrapa)

Confira a seguir mais detalhes sobre o cupuaçu e seus efeitos benéficos. Além disso, descubra como usar esse alimento para melhorar a sua saúde e bem-estar!

Rico em vitaminas e nutrientes

Em primeiro lugar, vale ressaltar que o cupuaçu é uma fruta rica em nutrientes saudáveis que beneficiam o corpo de várias formas. Na sua composição são encontradas proteínas, vitaminas essenciais (como a vitamina C e a vitamina E), ferro, fibras e ômega 3 (1).

É estimulante

Outro grande benefício do cupuaçu é que ele é um alimento natural com efeito estimulante (2). Isso acontece graças a teobromina presente na sua composição, uma substância mais estimulante e saudável do que a cafeína.

Sendo assim, consumir uma porção de cupuaçu é melhor do que consumir uma xícara de café no quesito estimulante, isso por se tratar de uma opção mais saudável e que traz outros benefícios para o corpo.

Melhora a imunidade

Como já citamos, a polpa natural do cupuaçu é uma fonte de vitamina C, uma substância essencial para a vida saudável (3). Seu consumo está associado a benefícios como: melhora do sistema imunológico, da qualidade da pele, do humor e na prevenção de problemas oftalmológicos e derrames.

Combate os radicais livres

O cupuaçu é uma fruta rica em antioxidantes, por isso ajuda a combater os radicais livre (3, 4). Na prática, as substâncias antioxidantes ajudam as células a completarem seu ciclo de vida de forma saudável. Com isso, várias doenças podem ser prevenidas, como o câncer, a diabetes e doenças degenerativas, por exemplo.

Um dos estudos ainda comprova esse benefício ao combinar o cupuaçu com o leite de cabra para atribuir-lhe a ação antioxidante e melhorar a sua aceitação por parte dos consumidores.

Protege o coração

Graças aos flavonoides presentes no cupuaçu, a ciência atribui à fruta o benefício de proteger e melhorar o funcionamento do coração (4).

Os flavonoides são substâncias saudáveis importantes para vários órgãos e atividades bioquímicas do organismo humano. Elas fazem bem não só ao coração, mas a todo o sistema cardiovascular, pois enriquecem o sangue com substâncias benéficas.

Melhora a cognição em adultos

Outro grande benefício dos flavonoides do cupuaçu são os seus benefícios para o cérebro, mas especificamente para a cognição (4).

Estudos comprovam que adultos que consomem flavonoides mostram melhora na capacidade cognitiva, o que é ótimo, principalmente no começo da terceira idade e durante essa fase. Sendo assim, melhora a atenção e ajuda a prevenir problemas de memória.

Cupuaçu engorda?

Não, pelo contrário, o cupuaçu ajuda a emagrecer (5). De acordo com uma pesquisa brasileira, a fruta apresenta baixo valor calórico, quatro vezes menos do que o açaí, seu principal concorrente no mercado. Por isso, o cupuaçu é considerada uma fruta que pode ser usada em dietas de emagrecimento.

No geral, 100 gramas de cupuaçu possui apenas 60 calorias. As suas sementes são ricas em gorduras e proteínas (presentes mais nas sementes do que na polpa) e possuem uma substância chamada “cupulate”.

Para quem não sabe, essa substância é uma espécie de chocolate saudável, ideal para quem quer substituir o chocolate tradicional (rico em açúcares e gorduras). As sementes são transformadas também em pó e utilizadas para fazer leite e manteiga.

Em suma, o cupuaçu não é considerada uma fruta que engorda. Contudo, é importante não exagerar, pois tudo em excesso faz mal e engorda. Por isso, consuma bem o cupuaçu para obter mais saúde e perde peso!

Aprenda a receita do suco de cupuaçu saudável

O suco de cupuaçu é super simples e fácil de preparar, pois só usa três ingredientes. Você aprenderá aqui a versão mais saudável e medicinal do suco de cupuaçu. Veja a receita:

  1. Corte 1 cupuaçu no meio e retire a polpa com a ajuda de uma colher
  2. Em seguida, coloque a polpa no liquidificador. Não precisa tirar as sementes, elas também são benefícios para a saúde
  3. Adicione de 2 xícaras de água ou leite desnatado e bata até ficar homogêneo. Caso fique com a consistência grossa, vá adicionando mais água/leite até dar o ponto do suco que você quer
  4. Adicione 2 colheres de mel e bata novamente para misturar
  5. Por fim, passe em um coador e sirva gelado.

Um cuidado importante é ficar sempre atento(a) com o uso de açúcar, pois muito adoçante acaba anulando vários benefícios saudáveis desse suco.

Receita do ‘cupuaçu na tigela’ caseiro

Sabe aquele cupuaçu na tigela geladinho com granola e ótimo para o lanche da tarde? Aqui você aprenderá a fazer de forma saudável essa opção tão saborosa. Para isso, siga as instruções abaixo:

  1. No liquidificador, adicione a polpa de 1 cupuaçu médio, 2 bananas e 3 colheres de xarope de guaraná
  2. Em seguida, bata até ficar na consistência de creme
  3. Por fim, coloque em uma tigela ou caneca e adicione 1 colher de granola natural ou grãos da sua preferência.

Além disso, na hora de comprar a granola, verifique no rótulo se os ingredientes usados são naturais e estão no seu estado natural. Isso lhe dará a garantia de que é um produto saudável.

Cuidados no consumo de cupuaçu

O cupuaçu é uma fruta saudável e não possui contraindicações. O único cuidado recomendado é não consumir exageradamente, pois assim pode causar mal-estar e desarranjo intestinal.

Além disso, se você costuma consumir ou comprar a polpa do cupuaçu industrializada, verifique o rótulo da embalagem. Muitas dessas polpas são ricas em açúcares, conservantes e até mesmo corantes. Isso faz com que essas polpas não sejam nada saudáveis. Opte sempre pela fruta in natura.

O que é cupuaçu?

Cupuaçu é um fruto típico da Amazônia. Seu nome científico é Theobroma grandiflorum, família Malvaceae, o que faz dele um parente próximo do cacau. Pode ser encontrado em vários estados da região norte do Brasil e alguns do nordeste, especialmente no Amazonas, Acre,  Bahia, Pará, Rondônia e Amapá (6, 7).

A árvore que dá o cupuaçu é conhecida como cupuaçuzeiro, cupuaçueiro ou cupu.O fruto do cupuaçu pode medir até 25 centímetros e apresenta formato oval.

Possui a casca de cor castanha escura, que pode parecer estranha para muitas pessoas, mas sua polpa tem coloração clara, um delicioso perfume e sabor doce, meio azedinho e bastante saboroso.

Esse fruto é bastante versátil e pode ser usado em vários produtos, seja na alimentação, remédios naturais e até mesmo na produção de cosméticos. A polpa do cupuaçu é geralmente usada em sucos, doces, sorvetes, compotas, mousse, geleias, vinhos e até mesmo em cervejas.

Também é usado em essências que podem compor hidratantes, perfumes, protetor solar, entre outros.

Além do sabor, o cupuaçu é uma fruta muito conhecida pelo seu aroma, aos poucos, as pessoas também vão descobrindo os benefícios medicinais desse alimento brasileiro.

Referências

(1) SUPERFRUTAS. “Anuário Brasileiro 2016“. Brasília-DF. 2016. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=bxtyDwAAQBAJ&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false. Acesso em 23 de maio de 2019.

(2) BRASIL. Ministério da Educação. “Cupuaçu“. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. 2017. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf3/publica_setec_cupuacu.pdf. Acesso em 23 de maio de 2019.

(3) VIEIRA, M. C., TEIXEIRA, A. A., SILVA, L. M. “Mathematical modeling of the thermal degradation kinetics of vitamin C in cupuaçu (Theobroma grandiflorum) nectar“. 2000. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0260877499001211. Acesso em 23 de 2019.

(4) PUGLIESE, A. G., TOMAS-BARBERAN, F. A., TRUCHADO, P., GENOVESE, M. I. “Flavonoids, proanthocyanidins, vitamin C, and antioxidant activity of Theobroma grandiflorum (Cupuassu) pulp and seeds“. 2013. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23431956. Acesso em 23 de maio de 2019.

(5) SOCHA, L. B., PINHEIRO, R. B. M. “Cupuaçu: a fruta globalizada“. 2016. Disponível em: http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/gestao_ambiental/article/view/3224. Acesso em 23 de maio de 2019.

(6) COMISSÃO EXECUTIVA DO PLANO DA LAVOURA CACAUEIRA (CEPLAC) – “Cupuaçu“. Disponível em: http://www.ceplac.gov.br/radar/cupuacu.htm. Acesso em 23 de maio de 2019.

(7) BRASIL. Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. “Projeto potencialidades regionais estudo de viabilidade econômica: Cupuaçu“. Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA). 2003. Disponível em: http://www.suframa.gov.br/publicacoes/proj_pot_regionais/cupuacu.pdf. Acesso em 23 de maio de 2019.

Sobre o autor

Avatar
24 anos, é jornalista e produtor de conteúdo especializado. Atua com produção jornalística há 4 anos. Vencedor do prêmio de empreendedorismo digital “Academic Winner 2017”, promovido pela DeVry University na Califórnia, Estados Unidos. Tem no currículo trabalhos em emissoras de televisão, jornal impresso, revistas e internet. É pernambucano e tem como hobbies escrever, jogar videogames, cinema e estudos sociais.