Os benefícios da acupuntura

Saiba o que diz um médico especialista

As fotos de pessoas com agulhas enfiadas em algumas partes do corpo sempre chamam bastante a atenção. Porém, por mais masoquista que as imagens pareçam elas fazem parte de um tratamento muito eficiente chamado de acupuntura. Os benefícios dessa técnica são muitos.

A origem desse método é chinês e existe há mais de 5 mil anos. No Brasil, ela foi reconhecida oficialmente somente em 1995 pelo Conselho Federal de Medicina e pela Associação Médica Brasileira. De lá para cá, o tratamento se popularizou e milhares de pessoas comemoram os benefícios da acupuntura.

Como funciona a acupuntura?

Os benefícios da acupuntura são inúmeros e funcionam bastante

Entender como funciona a acupuntura é essencial para saber do seu potencial benéfico (Foto: depositphotos)

De acordo com pesquisas publicadas no site da Clínica Dr. Hong Jin Pai, especializada em Acupuntura, Reabilitação e Tratamento de Dor em São Paulo, as explicações fisiológicas para o funcionamento da acupuntura são comprovadas cientificamente.

Segundo a publicação, “a acupuntura estimula a liberação de neurotransmissores, principalmente opióides endógenos (betaendorfinas, encefalinas e dinorfinas) ou serotonina”. Além disso, ela “bloqueia ou interfere nos sinais nociceptivos da dor na medula. Tal explicação é importante nas situações de analgesia”.

Quando a agulha de acupuntura é inserida no corpo, “ela estimula pequenos pedaços de tecido conjuntivo, resultando em uma micro tração tecidual, estimulando músculos e pequeno nervos sensitivos. O giro e manipulação desta agulha instantaneamente afeta os tecidos conectivos no seu plano”.

Veja também: Acupuntura pode amenizar dores no pós-operatório

Como uma agulha pode melhorar a nossa saúde?

Ajude seu corpo a desfrutar dos benefícios da agulha da acupuntura

Uma agulha da acupuntura é capaz de estimular dezenas de benefícios para o seu organismo (Foto: depositphotos)

A acupuntura atua sobretudo no cérebro. Ela é capaz de provocar a liberação de substâncias no órgão para conter dores e inflamações, melhorando assim a nossa saúde.

Segundo Hong Jin Pai, médico acupunturista, coordenador do Grupo de Acupuntura do Centro de Dor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e do Comitê de Acupuntura em Dor da Sociedade Brasileira para Estudos da Dor, a SBED, “a acupuntura também tem efeito relaxante muscular, sedativo/hipnótico, antidepressivo e é capaz de aumentar a imunidade do corpo, entre outros benefícios”.

Quais são os benefícios da acupuntura?

Saúde humana pode ser estimulada ainda mais por meio da acupuntura

Vários são os benefícios da acupuntura para a saúde (Foto: depositphotos)

Como você pode notar, a técnica chinesa é um santo remédio para incômodos antigos no nosso organismo. Confira todos os benefícios da acupuntura.

Ameniza dores

Quem sofre com enfermidades relacionadas ao sistema músculo-esquelético, tem ganhos consideráveis quando a acupuntura é adotada. “Dores nas costas, em hérnia de disco, osteoartrose, tendinites e fibromialgia” são algumas dos problemas amenizados com a técnica chinesa.

Sem contra-indicações

A acupuntura pode ser feita em pacientes de todas as idades. Inclusive crianças ou idosos. Essa última faixa etária é especialmente beneficiada, pois sofre bastante com dores e processos inflamatórios.

Porém, antes de recorrer à técnica é importante se consultar com o seu médico para receber liberação para o tratamento.

Protege pacientes fragilizados

Algumas pessoas ficam fragilizadas devido a tratamentos imunodepressores, como quimioterapia, radioterapia, transplantados etc.

A acupuntura também pode ser empregada nesses casos, desde que com liberação médica. Pois ela causa baixo impacto na qualidade de vida dos pacientes já afetados por doenças graves.

Respeita a sensibilidade dos pacientes

Há também um grupo específico de pacientes que se beneficiam da acupuntura. São aquelas pessoas sensíveis a determinados tipos de remédios ou alérgicas.

“Pessoas com hipersensibilidade aos remédios, com efeitos colaterais graves, como alterações do rim e estômago, além de náuseas e vômitos, devem ser tratadas com acupuntura, pois o tratamento ajuda o paciente a diminuir a quantidade de medicamentos diários, o que reduz a ocorrência e a gravidade desses efeitos indesejados”, afirma o doutor Pai.

Colabora com medicamentos

Quando o paciente tem uma dor muscular, a acupuntura pode ser usada isoladamente sem precisar de remédios sintéticos. Porém, quando a pessoa tem uma doença crônica, a técnica chinesa potencializa o efeito dos medicamentos.

O especialista explica porque isso acontece: “provavelmente porque há redução da intensidade da dor e do processo inflamatório. Quando não há melhora da dor crônica após cinco sessões de acupuntura ou redução de pelo menos 50% da sua intensidade, deve-se otimizar o tratamento da dor crônica com outros tipos de medicamentos, que irão atuar no cérebro para modular a dor, como antidepressivos”.

Não dói

Apesar das agulhas serem relacionadas a picadas dolorosas, não é isso que acontece na acupuntura. Segundo o médico Hong Jin Pai, a agulha da acupuntura é até 10 vezes mais fina do que as utilizadas uma injeção comum. Porém, “em alguns casos, como os pontos estão localizados próximos a terminações nervosas, pode haver um leve desconforto momentâneo”.

Terapia é segura

Quem lê as bulas dos remédios comuns se assusta com tantos efeitos colaterais que um simples analgésico pode trazer. Em relação à acupuntura, esses perigos são praticamente inexistentes.

“Um estudo inglês acompanhou mais de 34 mil atendimentos de acupuntura em um mês, e não houve relatos de efeitos adversos graves. Segundo o estudo, ocorreram pequenos hematomas e pequena dor local após a sessão em menos de 2% dos pacientes, o que faz com que a acupuntura seja uma terapia mais segura que os medicamentos”, afirma o especialista Hong Jin Pai.