Os banhos com ervas são opções para quem busca por proteção e purificação

A utilização de ingredientes naturais, sobretudo as plantas, podem fazer toda a diferença na inibição dessas sensações

Se manter protegido do mau olhado e das energias negativas faz parte de um cuidado que não traz prejuízo para ninguém. A utilização de alguns ingredientes naturais, sobretudo as plantas, podem fazer toda a diferença na inibição dessas sensações. Mas, antes de sair aí pelas feiras, comprando todo tipo de plantas, é bom saber qual delas serve para cada tipo de proteção.

Antes de tudo é importante que você saiba que os banhos de erva fazem parte de rituais com a utilização de elementos da natureza ordenados, favorecendo a troca de energética entre o indivíduo e a natureza.

Isso garante para o indivíduo, além do equilíbrio energético, o equilíbrio mental. Somado a tudo isso, eles também são usados como forma de aumentar a capacidade receptiva do aparelho mediúnico.

Alguns banhos

Os banhos com ervas são excelentes opções para quem busca por proteção e purificação

Foto: depositphotos

O uso dos banhos para afastar as energias negativas e trazer a purificação são baseados em costumes antigos. Certamente você já deve ter visto a sua avó ou a sua mãe comentando algo sobre isso. Apesar de todo o misticismo que envolve esses costumes, os banhos utilizados são bem eficazes, inclusive promovem o bem-estar e uma sensação de relaxamento.

A partir de agora, conheça a forma mais fácil de fazer alguns banhos.

Banho de proteção

Para preparar o banho de proteção você vai precisar de um litro de água, um pouco de espada de São Jorge, espada de Santa Bárbara, folha de laranjeira, folha de limoeiro, folha ou casca de limão galego, folha de cidreira, folha de cidró e rosas brancas. Se for da sua preferência, você também pode utilizar um pouco de mel e perfume à gosto.

O primeiro passo é pegar uma panela grande que comporte todos os ingredientes citados. Inicialmente, coloque a água para ferver. Assim que ela começar a borbulhar, acrescente todas as ervas e deixe cozinhando por 10 minutos. Passado esse tempo, deixe esfriar um pouco antes de dar sequência ao preparo. Retire todas as ervas e acrescente essa espécie de chá junto a mais dois ou três litros de água.

Na hora de tomar o banho, molhe todo o seu corpo, respeitando a linha do pescoço para baixo.

Banho de purificação

Um dos elementos mais utilizados quando o assunto se relaciona a purificação é o sal grosso. O elemento é um forte condutor elétrico e “absorve” muito bem os átomos eletricamente carregados de carga negativa, que chamamos de íons. Em certos caso, é por isso que muita gente se sente revigorada após um banho de mar. Mas, essa mesma sensação pode ser obtida com facilidade na sua própria casa.

Para preparar o banho é bem simples, basta, após um banho normal, banhar-se com uma mistura de um punhado de sal grosso e água morna ou fria. Este banho é feito do pescoço para baixo, não lavando os dois chacras superiores (coronal e frontal). Após o banho, manter-se molhado por cerca de 3 minutos. Na hora de se enxugar, não esfregar a toalha sobre o corpo, apenas secando o excesso de umidade.

Banho revigorante

O banho revigorante possui as mesmas propriedades do banho de sal grosso, porém, com uma diferença: ele tem os efeitos benéficos mais prolongados. Entre os elementos utilizados, muitas ervas podem ser observadas. Muitas dessas ervas que são utilizadas possuem efeitos naturalmente descarregadores.

Para preparar esse banho, basta separar um pouco de cada uma das ervas que serão citadas a seguir: arruda, guiné, espada de São Jorge, aroeira e folhas de fumo. Use sempre um litro de água como base de preparo. Para isso, coloque-a para ferver em uma panela grande e, assim que começar a borbulhar, acrescente as ervas. Deixe ferver por 10 minutos e desligue o fogo.

Depois de retirar do fogo, deixe descansar por alguns minutos, até que a temperatura seja amenizada. Para preparar o banho, você pode misturar esse chá com mais dois litros de água. Na hora de jogar sobre o corpo, faça isso do pescoço para baixo.

Sobre o autor

Formado em Jornalismo pela UniFavip | Wyden. Já trabalhou como repórter e editor de conteúdo em um site de notícias de Caruaru e em três revistas da região. No Jornal Extra de Pernambuco e Vanguarda de Caruaru exerceu a função de repórter nas editorias de Economia, Cidades, Cultura, Regional e Política. Hoje é assessor de imprensa do Shopping Difusora de Caruaru-PE, Seja Digital (entidade responsável pelo desligamento do sinal analógico no Brasil), editor da revista Total (com circulação em Pernambuco) e redator web do Remédio Caseiro.