Óleo de rícino no cabelo: como usar para crescer

O óleo de rícino é extraído da planta mamona e proporciona benefícios para o nosso cabelo, pele e unhas. Ele contém ácidos graxos, como o ácido ricinoleico e o ácido linoleico, conhecidos como ômega 9 e 6; além da poderosa vitamina E.

Devido às suas propriedades hidratantes e nutritivas, esse composto é eficaz para estimular o crescimento e evitar a quebra dos fios, além de hidratar o couro cabeludo e nutrir as fibras capilares.

O óleo de rícino é extraído da mamona e age no crescimento de cabelo, barba e sobrancelha (Foto: depositphotos)

Benefícios do óleo de rícino para o cabelo

Apesar de existirem poucas pesquisas científicas que confirmem a ação desse óleo no cabelo, podemos destacar os seguintes benefícios:

1. Estimula o crescimento dos fios

Um dos principais benefícios do óleo de rícino é que ele auxilia o crescimento dos cabelos. Isso porque o ômega 6 e o ômega 9 estimulam o couro cabeludo e os folículos pilosos, que são justamente onde os cabelos nascem.

Dessa forma, quando aplicado diretamente sobre o couro cabeludo, o óleo estimula a microcirculação, permitindo uma melhor absorção dos nutrientes no bulbo capilar, promovendo o crescimento e o fortalecimento do cabelo.

2. Promove uma maior hidratação

Seus nutrientes também favorecem a hidratação dos fios, formando uma película que impede a perda de água para o ambiente, o que também ajuda a prevenir o frizz e as pontas duplas.

3. Combate à caspa e à oleosidade excessiva

O óleo de rícino contém propriedades antifúngicas que ajudam a limpar o couro cabeludo. Isso faz com que ele seja uma ótima opção para tratar a caspa e também diminuir a oleosidade.

O produto evita ainda o ressecamento, prevenindo a descamação do couro cabeludo. Mas é importante ressaltar que, se o problema de caspas for intenso, é preciso procurar um dermatologista para um tratamento mais adequado.

Além disso, pessoas com muita oleosidade não devem manter o óleo de rícino por muito tempo no couro cabeludo. O ideal é retirá-lo completamente com o shampoo após 15 minutos, no máximo. 

4. Previne a queda de cabelo

O óleo de rícino pode ajudar em casos de eflúvio telógeno, ou seja, em casos de aumento da queda diária dos fios. Porém, ele não é eficaz em casos de perda de cabelo genética.

O produto estimula os fios a voltarem para a fase de crescimento e impede o aparecimento de micro-organismos, como bactérias e fungos. Assim, ele mantém a saúde do couro cabeludo e faz os cabelos crescerem mais espessos e fortes.

Como usar o óleo de rícino no cabelo

Você pode usar o óleo de rícino de uma a duas vezes por semana de acordo com o seu objetivo: 

Para crescer

Para fortalecer o cabelo e estimular o seu crescimento, aplique o óleo de rícino diretamente no couro cabeludo com os fios secos ou ligeiramente úmidos.

Em seguida, massageie a região por mais ou menos cinco minutos. Coloque uma touca e deixe atuar por cerca de três horas. Depois, é só lavar o cabelo normalmente. 

Nesse caso, é preciso usar o produto a longo prazo, já que, segundo pesquisas, seus efeitos aparecem a partir de 60 dias de uso. Este método de aplicação também serve para o tratamento da caspa.

Para hidratar

Para hidratar a fibra capilar, você pode misturar o óleo no shampoo, no condicionador ou em uma máscara. Basta usar uma colher de chá de óleo de rícino e duas colheres (de sopa) do produto escolhido. Se preferir, também pode adicionar manteiga de karité. 

Passe a mistura nos cabelos, deixe agir de 20 a 30 minutos e enxágue. É importante enxaguar bem para não deixar resíduos. 

Para pontas duplas

Para prevenir as pontas duplas e ressecadas, basta aplicar algumas gotas do óleo nas pontas do cabelo. Deixe agir por cerca de duas horas e lave normalmente. Você também pode misturar o óleo de rícino com óleo de coco. 

Para cabelos cacheados

Essa é uma receita de umectação específica para cabelos cacheados, que costumam ser mais ressecados. Esquente o óleo de rícino no micro-ondas por 15 segundos.

Com o cabelo seco, comece aplicando no couro cabeludo, massageando a região com as pontas dos dedos para ativar a circulação sanguínea. Depois, aplique mecha por mecha.

Depois de passar por todo o cabelo, coloque uma touca metalizada e espere duas horas. Lave o cabelo duas vezes com shampoo sem sal e finalize com o condicionador.

Outras indicações do óleo de rícino

O óleo de rícino é muito usado para estimular o crescimento de barbas, cílios e sobrancelhas, além de fortalecer unhas e hidratar a pele ou tratar problemas cutâneos como acne, estrias e ressecamento. Também é comumente usado como laxante

Contraindicações 

O uso de óleo de rícino é contraindicado para gestantes, lactantes e pessoas com alergia à substância. Ele também não deve ser aplicado em mucosas, como boca, olhos e orelhas.

Dermatologistas não recomendam usá-lo por um longo período de tempo no cabelo, como durante o sono, por exemplo. 

Referências

(1) MIRANDA, Thalita Francisco. Eficácia do óleo de rícino (Ricinus Communis) no crescimento capilar. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras do Alto São Francisco –FASF. 2018. Disponível em: http://dspace.fasf.edu.br/bitstream/handle/123456789/52/Monografia%20Thalita.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 14 de janeiro de 2019.

(2) SCHNEIDER, Rosana de Cassia de Souza. Extração, Caracterização e Transformação do Óleo de Rícino. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Química. Curso de Pós-graduação em Química. 2003. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/17513/000372595.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 14 de janeiro de 2019.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Mariana Keller
Jornalista (MTB-RJ: 36167), formada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela PUC-Rio e especialização em Jornalismo Cultural, pela UERJ. Como redatora web, escreve matérias sobre assuntos diversos. Também atua na área de marketing de conteúdo e produção audiovisual.