Não descuide da saúde dos olhos! Evite alguns hábitos

As pessoas estão preocupadas em cuidar do corpo. Mas acabam deixando de lado algo também essencial: os olhos

Muitas pessoas estão sempre preocupadas em cuidar do corpo, pele, coração e até do sorriso. Mas uma grande parcela acaba deixando de lado algo que também é essencial: a saúde dos olhos.

E aqueles que acham que estão tomando as precauções necessárias indo somente ao oculista estão enganados: não basta apenas consultar regularmente um oftalmologista para diminuir o risco de desenvolver alterações oculares ao longo do tempo. Existem outros procedimentos que precisam ser tomados para quem deseja manter os olhos saudáveis.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo menos 50 milhões de brasileiros sofrem com algum tipo de problema na visão e 60% dos casos de cegueira e demais deficiências visuais poderiam ser evitados caso a busca pelo tratamento acontecesse com antecedência.

Não descuide da saúde dos olhos! Evite alguns hábitos

Foto: depositphotos

“A prevenção e a detecção precoce de quaisquer alterações que exijam tratamento médico são fundamentais. Mas o que vemos são as pessoas procurarem ajuda médica apenas quando sentem diminuição da acuidade visual para longe ou para perto, cansaço e dores de cabeça”, afirma o oftalmologista e diretor franqueado das Óticas Diniz, José Ernesto.

De acordo com o especialista, não é preciso gastar muito dinheiro para proteger e cuidar da visão. “Basta abandonar alguns hábitos que, sem perceber, prejudicam a saúde ocular diariamente. Daí a importância de dar mais atenção ao estilo de vida que se leva”, destaca.

Como ter olhos saudáveis

Consultas periódicas

Existem diversas doenças nos olhos que podem surgir em qualquer fase da vida. Por isso, desde o nascimento, as consultas devem ser sempre regulares.

Maquiagem

Pessoas que usam maquiagem devem prestar sempre muita atenção nos produtos. É fundamental que as marcas estejam regulamentadas pelos órgãos de saúde do Brasil e dentro do prazo de validade. Usar cosméticos sem esses prerrequisitos pode causar dermatite ou conjuntivite tóxica.

É importante também evitar compartilhar os cosméticos com outras pessoas para que os produtos não sejam contaminados. Jamais durma sem antes retirar a maquiagem. Além da sua pele agradecer por isso, seus olhos também irão.

Óculos de sol

O óculos de sol não é apenas um acessório; ele é imprescindível para a saúde dos seus olhos. E ele deve ser usado até mesmo em dias nublados, pois também há incidência de raios ultravioleta.

Mas, assim como acontece com o uso da maquiagem, é importante prestar atenção na qualidade do produto usado. Utilize somente aqueles com proteção contra os raios ultravioleta (UVA e UVB) que irão proteger seus olhos da radiação solar que causa prejudicamento à córnea, ao cristalino, retina e pálpebras.

Alimentação balanceada

Os maus hábitos alimentares causam malefícios para todo o organismo; não seria diferente com os olhos. Segundo o especialista, uma dieta rica em frutas e em vegetais, como cenoura e espinafre, por exemplo, ajudam a diminuir a degeneração natural dos olhos e a ampliar o alcance visual.

Parar com o cigarro

O cigarro aumenta as chances do surgimento de catarata e possui substâncias que alteram o metabolismo das estrutura dos olhos. Essa alteração resulta no envelhecimento precoce e favorece o desenvolvimento de doenças na visão antes do esperado.

Cuidado com a automedicação

Colírios e lubrificantes ajudam a aliviar vários problemas oculares, como o ressecamento e a irritação. Mas os produtos só devem ser usados sob prescrição médica, pois podem causar sérios efeitos colaterais. Isso acontece porque alguns desses medicamentos aumentam a pressão arterial ocular e constrição dos vasos na conjuntiva ocular, taquicardia, asma, depressão e até algumas doenças oculares irreversíveis.

Hora do sono

Existe um pigmento da retina sensível à luz que se regenera durante o sono, logo, quando dormimos pouco, essa produção é diretamente prejudicada. Dormir menos de 6 horas por dia também atinge a lubrificação dos olhos e compromete a imunidade, diminuindo a capacidade do organismo em combater algumas infecções nos olhos.

Sobre o autor

Formada em Jornalismo pela Unicap, pós-graduada em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais pela Devry, fez intercâmbio na ETC School, em Bournemouth (UK) e tem experiência nas áreas de assessoria de comunicação, produção de vídeo e foto e redação.