Lima fruta: 6 benefícios e receitas saudáveis

A aparência dela é uma mistura da laranja e do limão, o sabor ácido comum a esses cítricos também está presente nela. De quem estamos falando? Da lima! Essa equivalência faz com que essa fruta seja objeto de confusão para muitas pessoas. E se você acha que as similaridades param por aí, está enganado. Com os benefícios acontece o mesmo, uma vez que seu ponto forte é a abundância da vitamina C.

De origem asiática e aclimatado no Brasil, esse alimento é dividido em tipos e o mais conhecido deles é o taiti. Ao contrário do que muitos possam pensar, essa espécie não é um limão, e sim uma lima ácida com enorme relevância comercial.

Caixa de madeira com limas
A lima se assemelha ao limão e à laranja pela aparência, sabor e benefícios (Foto: depositphotos)

Ela é de extrema importância para a saúde das células, pois possui ação antioxidante. É suculenta, com 85% da sua composição constituída de água. Outro ponto positivo é o baixo valor calórico, onde 100 gramas compreende apenas 53 kcal.

Na cozinha, o fruto da limeira pode ser bastante aproveitado, rendendo um suco com sabor doce-amargo. No entanto, ele ainda pode ser utilizado para compor receitas, como: mousse e bolo. (1,2,3)

6 benefícios da lima fruta

As vantagens que essa fruta agrega para a saúde e o bem-estar do corpo é decorrente de seus inúmeros nutrientes, a exemplo da vitaminas B2 (riboflavina), dos minerais potássio e cálcio, e dos flavonoides. (1,2)

1. Fortalece o organismo

Assim como os demais frutos cítricos, a lima é rica em vitamina C, favorecendo a modulação imune. Isso significa que ela fortalece o sistema imunológico, prevenindo o organismo contra resfriados, por exemplo.

Essa atuação ocorre porque o ácido ascórbico, como a vitamina também é chamada, ajuda as células do corpo a crescerem e permanecerem sadias. Entre as principais células favorecidas estão as dos ossos, dentes, gengivas e dos vasos sanguíneos. (4)

2. Auxilia no combate ao câncer

Para que as frutas tenham cores vibrantes, elas precisam de um composto chamado flavonoide. Essa substância também é responsável pela ação antioxidante desses alimentos. Portanto, são capazes de impedir a oxidação das células, geralmente provocada por moléculas conhecidas como radicais livres.

Poluição, fumo e exposição aos raios solares em excesso são algumas das situações externas que aumentam a presença dos radicais no corpo humano. Essas moléculas passam a agredir as células saudáveis do organismo. A longo prazo, isso pode provocar o surgimento de doenças degenerativas, como alguns tipos de câncer.

No ano de 2016, um estudo mostrou que a atividade anticâncer da lima (Citrus aurantifolia) é proveniente dos flavonoides. Na verdade, eles conseguem impedir a proliferação das células cancerígenas de colo, pâncreas, mama e linfoma. (2)

3. Contribui com a prevenção de doenças cardíacas

Outra atuação importante dos flavonoides é a prevenção de doenças que afetam o coração. Mas eles não estão sozinhos, uma vez que tanto o potássio (K) como o cálcio (Ca) são importantes aliados na luta contra as cardiopatias e todos eles estão presentes no fruto da limeira.

Por exemplo, o potássio consegue reduzir a pressão arterial, pois promove o aumento da excreção de sódio via urina. Além disso, esse mineral tem um efeito vasodilatador, contribuindo para o aumento do fluxo sanguíneo. Consequentemente, há uma maior oferta de energia para os músculos, incluindo o cardíaco. Por isso, sua deficiência pode causar fraqueza muscular e até arritmia cardíaca.

Já o cálcio também tem um efeito hipotensor, pois consegue diminuir a pressão arterial. Por essa razão, uma ingestão adequada de Ca pode auxiliar tanto no tratamento como na prevenção da hipertensão. (1,5,6,7)

DICA! De forma indireta, a lima pode ser usada na cozinha para uma alimentação mais saudável, principalmente para o coração. Isso porque, a acidez da fruta acentua o gosto dos alimentos e ingredientes, incluindo o sal. Sendo assim, é possível diminuir as pitadas desse tempero nos preparos de saladas, carnes e peixes.

4. Combate bactérias

A Citrus aurantifolia tem propriedade antibacteriana, inibindo o desenvolvimento de certos agentes patogênicos como Escherichia coli e Staphylococcus aureus. A primeira bactéria pode provocar doenças a exemplo da infecção urinária e diarreia. Enquanto que a segunda é responsável por causar infecções simples como furúnculos e abcessos, ou problemas mais sérios como pneumonia. (8)

5. Ajuda a prevenir anemia

A vitamina B2 presente nesse alimento é um nutriente essencial na produção de células vermelhas, as chamadas hemácias ou eritrócitos. São elas as responsáveis por transportar oxigênio dos pulmões para outros órgãos. Mas quando há uma diminuição delas, o organismo apresenta a anemia como um sinal de que algo não está bem com o corpo e o cansaço é um dos primeiros sintomas. (9)

6. Favorece a saúde dos olhos e da pele

A riboflavina também é importante para a visão e para a epiderme. Entre os benefícios da B2 estão a prevenção da catarata e a reparação e manutenção da pele. Isso sem contar na ação dos flavonoides em impedir o envelhecimento precoce. (9,10)

Como usar em receitas saudáveis?

Como visto, a lima pode ser usada no preparo dos alimentos, mas também pode ser protagonista em algumas receitas. Confira!

Suco

Jarra com suco de lima
Se quiser um suco menos concentrado, coloque um pouco de água na receita (Foto: depositphotos)

Esprema de seis a sete unidades da fruta. Depois, é só colocar o conteúdo em um recipiente com gelo e se servir. Prefira não adoçar, mas se for o caso, prefira açúcar mascavo, demerara ou mel.

Mousse

O mousse é ideal para refrescar em dias quentes. Por isso, confira a receita que a Nestlé postou em seu canal no Youtube. Vale lembrar que se você deseja uma opção menos calórica, é melhor dar preferência aos ingredientes do tipo light.

Bolo

Bolo de lima
Essa receita é indicada para cafés da manhã ou lanches entre as principais refeições (Foto: depositphotos)

Ingredientes

  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 xícara de açúcar
  • 1 xícara de amido de milho
  • 1 xícara (de chá) de óleo
  • 2 colheres (de sopa) de fermento em pó
  • 3 ovos
  • 2 limas do tipo taiti
  • 4 colheres (de sopa) de leite.

Modo de preparo:

Bata no liquidificador os ovos, o açúcar, o óleo e o leite. Em um recipiente, misture os ingredientes secos. Em seguida, junte as duas misturas e mexa tudo com uma colher, sem usar batedeira. Agora é só colocar a massa em uma forma untada e levar para o forno preaquecido em 180°C. O bolo vai estar pronto quando passar pelo teste do palito, então é bom ficar de olho para não queimar! (11)

Qual é a diferença entre lima e limão?

Essas duas frutas fazem parte do mesmo gênero, o Citrus. No entanto, são duas espécies diferentes: a lima é a Citrus aurantifolia, fruta da limeira, já o limão é o Citrus limonum, fruto do limoeiro. (1)

Referências

(1) BALBACH, Alfons; BOARIM, Daniel S. F. “As frutas na medicina natural“. Editora Missionária, 1ª edição, 1992.

(2) NARANGE, Nithithep. JIRAUNGKIIRSKUL, Wannee. “Anticancer Activity of Key Lime, Citrus aurantifolia“. Pharmacognosy Review, 2016. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5214556/. Acesso em: 31 de outubro de 2019.

(3) Embrapa. “Limão-taiti”. Disponível em: https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/bitstream/doc/119233/1/Aculturadolimaotaiti.pdf. Acesso em: 31 de outubro de 2019.

(4) CAVALARI, Tainah G. F.; SANCHES, Rosely Alvim. “Os efeitos da vitamina C“. Revista Saúde em Foco, 2018. Disponível em: http://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2018/09/086_Os_efeitos_da_vitamina_C.pdf. Acesso em: 31 de outubro de 2019.

(5) SANTOS, Tatiana Maria Palmeira dos; VASCONCELOS, Sandra Mary Lima. “Ingestão de Na+ e K+ versus HAS: bases para o seu manejo e protocolo de investigação“. Revista Brasileira de Hipertensão, volume 19, número 2, pag. 48 – 52, 2012. Disponível em: http://departamentos.cardiol.br/sbc-dha/profissional/revista/19-2.pdf. Acesso em: 31 de outubro de 2019.

(6) CUPPARI, Lilian; BAZANELLI, Ana Paula. “Potássio“. International Life Sciences Institute, 2010. Disponível em: https://ilsi.org/brasil/wp-content/uploads/sites/9/2016/05/11-Pota%CC%81ssio.pdf. Acesso em: 31 de outubro de 2019.

(7) FRANÇA, Natasha Aparecida Grande de; MARTINI, Lígia Araújo. “Cálcio“. International Life Sciences Institute, 2014. Disponível em: https://ilsi.org/brasil/wp-content/uploads/sites/9/2016/05/Fasci%CC%81culo-1-Seg-Edic%CC%A7a%CC%83o-Ca%CC%81lcio.pdf .Acesso em: 31 de outubro de 2019.

(8) AIBINU, Ibukun; et al. “Evaluation of the Antimicrobial Properties of Different Parts of Citrus Aurantifolia (Lime Fruit) as Used Locally“. Afr J Tradit Complement Altern Med., 2006. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2816438/. Acesso em: 31 de outubro de 2019.

(9) RUBERT, Aline; et al. “Vitaminas do complexo B: uma breve revisão“. Revista Jovens Pesquisadores, Santa Cruz do Sul, v.7, n. 1, p. 30-45, 2017. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/jovenspesquisadores/article/download/9332/6112. Acesso em: 31 de outubro de 2019.

(10) Aditivos & Ingredientes. “As vitaminas do complexo B“. Disponível em: https://aditivosingredientes.com.br/upload_arquivos/201601/2016010713828001453468877.pdf. Acesso em: 31 de outubro de 2019.

(11) Portal Terra. “Bolo de limão“, 2017. Disponível em: https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/culinaria/tudogostoso/bolo-de-limao,d83aaee35d0bfac2cd6520def9792e58ro56faig.html. Acesso em: 31 de outubro de 2019.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.