Inverno: confira como driblar as doenças típicas dessa época

De acordo com a OMS, uma em cada sete pessoas sofre com doenças inflamatórias, alérgicas e respiratórias


Há quem acredita que as doenças respiratórias e inflamatórias são provocadas pela exposição ao vento fresco ou por andar descalço no chão gelado. Isso tudo não passa de ideias do senso comum que não possuem relevância científica. A verdade é que esses problemas de saúde surgem, principalmente, através de infecções virais. E quando o inverno chega, essas situações se intensificam.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma em cada sete pessoas sofre com doenças inflamatórias, alérgicas e respiratórias. Ainda segundo  a OMS, na época mais fria do ano, gripe, rinite e outros problemas comuns tendem a aumentar suas incidências.

“Estas infecções muitas vezes acontecem por termos contato da pele e mucosas, como boca e nariz, com locais infectados. O frio faz com que fiquemos mais aglomerados em ambientes fechados, o que ajuda na proliferação dos vírus. Há grupos de risco como idosos, gestantes, portadores de doenças crônicas e crianças, que devem se vacinar contra a gripe, por exemplo”, explica a cardiopediatra do CECAM – rede de clínicas de saúde, Tally Aranha.

Cuidados para prevenir doenças comuns no inverno

Inverno: confira como driblar as doenças típicas dessa época

Foto: depositphotos

Gripe

Segundo a especialista, a melhor maneira de livrar o organismo da gripe é tomando vacina. Porém, outras medidas podem ser colocadas em prática como lavar bem as mãos, evitar contato com pessoas que estejam contaminadas e até mesmo evitar locais com muita aglomeração.

Contudo, se o indivíduo encontra-se com febre alta, dor muscular, fadiga, dor de cabeça e tosse seca, é necessário buscar auxílio médico o mais rápido possível. “É importante fazer um diagnóstico para evitar complicações como a pneumonia”, alerta Tally.


Rinite

“As principais causas, geralmente, estão presentes no ar. Mas poeira, bactérias, fungos e ácaros e até mesmo alguns tipos de alimentos como leite de vaca, soja, ovo, trigo, peixes e crustáceos podem provocar rinite”, explica a cardiopediatra. Desta forma, é necessário que as pessoas mantenham a higienização do ambiente e mantê-lo sempre arejado, afastando assim a possibilidade de desenvolver a rinite.

Os sintomas desse problema são obstrução nasal, coceira no nariz, lacrimejamento nos olhos, coriza e espirros. Trata-se, na verdade, de uma inflamação que pode ser crônica ou aguda na mucosa que reveste o nariz e ocorre devido à reação imunológica do corpo aos alérgenos.

Amidalite

As amídalas são gânglios localizados na garganta e na parte de trás da garganta e são responsáveis por evitar o acúmulo de germes e bactérias. “A amidalite é uma doença normalmente causada por vírus ou bactérias. Os sintomas mais comuns são amídalas inchadas e vermelhas ou com placas brancas e amareladas, dor de garganta e dificuldade para ingerir alimentos”, conta a especialista.

Trata-se de um problema complicado para se prevenir, por isso Tally recomenda que o tratamento seja feito de forma correta. Ainda segundo a profissional, é necessário seguir com antibióticos por aproximadamente sete a 10 dias. Desta forma, evita que a infecção evolua para febre reumática.


Informar erro