Hérnia de disco: sintomas e tratamento

A hérnia de disco é um problema relacionado à região da coluna vertebral e costuma incomodar muito

A hérnia de disco é uma doença que atinge muita gente. Nesse sentido, você saberia identificar os sintomas e tratamento? Caso a sua resposta seja negativa, saiba que você não é o único a cultivar esses questionamentos.

O paciente que apresenta hérnia de disco sofre com sintomas como dor nas costas e sensação de queimação na região da coluna vertebral. Por sinal, a hérnia de disco é caracterizada pelo abaulamento do disco intervertebral.

Para os pacientes que apresentam alguns desses sintomas, o mais indicado é que o médico seja procurado de imediato. Isso vai ajudar na busca por soluções a fim de melhorar a qualidade de vida do paciente.

Para saber se a hérnia de disco tem cura, quais os remédios indicados no tratamento e como o paciente pode conviver com o problema, fique atento as informações que serão tratadas nesse artigo!

O que é a hérnia de disco

A hérnia de disco é um problema relacionado à região da coluna vertebral. Trata-se de um desgaste nos discos intervertebrais, em decorrência do uso ou do próprio tempo. Esses discos são estruturas na forma de anel, formados por tecidos cartilaginosos.

O disco intervertebral também serve para evitar o contato direto entre as vértebras. A formação da hérnia de disco se dá a partir deles saírem da posição normal, comprimindo as raízes nervosas que saem da coluna.

Homem com dor nas costas

A hérnia de disco é caracterizada por dores fortes nas costas (Foto: depositphotos)

O problema é mais frequente nas regiões lombar e cervical, por serem áreas mais expostas ao movimento. Como consequência, o paciente passa a sofrer com incômodas dores que podem variar entre leves, moderadas e intensas. Só para que você perceba o quanto comum é a identificação do problema, atualmente mais de 5 milhões de brasileiros sofrem com hérnia de disco.

Sintomas da hérnia de disco

A hérnia de disco pode ter vários sintomas porém, todos relacionados a dores na região da coluna vertebral. A doença ocorre com maior ênfase na região da coluna cervical e na coluna lombar. Isso implica na identificação do tipo de hérnia que a pessoa desenvolveu.

Em alguns casos, o paciente pode não apresentar nenhum sintoma relacionado a dor. Em contrapartida, outros podem apresentar dores que variam da intensidade leve, moderada ou forte. Nesse último caso, o paciente pode ser classificado como incapacitante.

Os sintomas surgem a partir da raiz nervosa que é comprimida pelo desgaste do disco intervertebral. Os mais comuns são: formigamento, dor na coluna, dor na perna, dor no braço, ou então a combinação de dores em vários dos pontos citados.

A partir do local onde a hérnia de disco é identificada, ela pode ser classificada de três formas: cervical, lombar e torácica. É importante destacar que os sintomas também podem variar de acordo com cada paciente. Veja um pouco mais sobre os sintomas de cada um desses tipos de hérnia de disco:

Hérnia de disco cervical

Para os pacientes que apresentam esse tipo de hérnia de disco, as dores se concentram na parte superior da coluna, ou no pescoço. Em alguns casos, a dor pode irradiar para o ombro ou braço.

Isso acarreta em algumas limitações por parte do paciente: ele pode ter dificuldade em realizar determinados movimentos, sobretudo com o pescoço; diminuição da força nos braços e sensação de formigamento no ombro, braço, cotovelo, mão ou dedos.

Não existe uma frequência com que os sintomas aparecem, nem tão pouco o grau de intensidade. Eles tanto podem aparecer de forma repentina como perdurar por longos dias e depois desaparecerem.

Veja tambémEspecialista ensina exercícios para alongar a coluna

Hérnia de disco lombar

Esse tipo de hérnia de disco é caracterizado por uma dor intensa nas costas. Porém, outros sintomas também estão relacionados a ela: dor em toda extensão do nervo ciático (que vai da coluna vertebral à nádega, passando pela coxa, perna e calcanhar), dificuldade em levantar o pé e dor nas pernas.

Alguns outros casos, além da identificação de todos os sintomas apresentados, o paciente também pode ter o funcionamento do intestino e bexiga prejudicados. Isso acontece devido a compressão do nervo ciático pelo disco intervertebral.

A frequência e intensidade dos sintomas pode mostrar o quanto a doença está avançada, o que ajuda no direcionamento do tratamento. Para que as consequências não sejam drásticas para o paciente, o médico deve ser consultado com urgência.

Hérnia de disco torácica

Essa variação da hérnia de disco não é tão comum como as duas anteriormente apresentadas. Quanto aos sintomas, o paciente pode apresentar dor na coluna irradiando para as costelas, dor ao respirar, incontinência urinária e sensibilidade nas costas, barriga ou pernas. Dependendo da gravidade do caso, o paciente pode ser encaminhado para uma cirurgia. Porém, a decisão vai depende única e exclusivamente de avaliação médica.

Hérnia de disco tem cura?

Essa é uma pergunta que muita gente faz quando recebe o diagnóstico de hérnia de disco. Nesse sentido, isso vai depender muito da gravidade do caso. Ou seja, cada tipo requer uma avaliação única e direcionada.

Porém, é bom que fique claro que a cura propriamente dita só é possível a partir de cirurgia. Mesmo assim, isso não garante a cura completa do paciente, já que ele pode ficar com limitações permanentes.

O risco do paciente desenvolver a hérnia de disco se torna maior a partir dos 50 anos. Mas isso não implica dizer que pessoas mais jovens, inclusive crianças, estejam livres do problema. Ele pode aparecer em qualquer fase da vida.

O aparecimento do problema vai depender da forma com que o paciente costuma levar a vida, sobretudo em relação aos hábitos, ou por meio de fatores genéticos.

Hérnia de disco: tratamento

Além do uso de medicamentos (analgésicos e anti-inflamatórios), o tratamento para hérnia de disco também consiste na realização de sessões de fisioterapia ou, nos casos mais graves, cirurgia.

O principal objetivo do tratamento é aliviar as dores, sobretudo causada pela pressão sobre o disco e melhorar a estabilidade da coluna. Tudo isso acarreta na melhora da qualidade de vida do paciente.

Para que o tratamento obtenha êxito, o paciente tem de evitar fazer esforços, permanecendo o máximo de tempo em repouso. Nesse sentido, a prática de atividades físicas também é proibida.

Veja também: Alerta! Dor na coluna pode ser algo sério; fisioterapeuta explica

Remédio para hérnia de disco

Na maioria dos casos, o tratamento mais recomendado pelos médicos em relação a hérnia de disco é a partir da ingestão de medicamentos. Porém, eles devem ser prescritos, impreterivelmente, pelo médico.

A título de informação, confira quais são os mais utilizados:

Anti-inflamatórios

Os medicamentos com esse princípio ativo ajudam a reduzir a dor causada pela compressão do disco intervertebral. São eles: Ibuprofeno, Diclofenaco ou Cetoprofeno

Analgésicos

Além de atuar no foco da dor, esses tipos de medicamentos vão aliviar a pressão causada pela hérnia de disco. Na lista se destacam: Dipirona, Paracetamol, Tramadol ou Codeína.

Relaxantes musculares

Para as dores causadas pela hérnia de disco que atingem as pernas e outras partes do corpo, os medicamentos nessa categoria são Ciclobenzaprina ou Baclofeno.

Injeções de corticoides

Para os casos em que as dores se mostrarem mais fortes, sobretudo pela inflamação causada pela hérnia de disco, o uso de injeção é a solução mais rápida. Nesses casos, a Betametasona ou Prednisona são indicadas.

Hérnia de disco tratamento caseiro

Somado ao tratamento receitado pelo médico a partir da utilização de medicamentos, o paciente também pode investir no poder das plantas medicinais para aliviar as dores causadas pela hérnia de disco.

A dica é procurar plantas que possuam ação anti-inflamatória para preparar chás, por exemplo. Esse tipo de tratamento alternativo também deve ser supervisionado pelo médico, sobretudo para que não corte o efeito dos medicamentos.

Veja também: Dicas simples para manter a saúde da sua coluna vertebral

Veja quais são os chás que podem ser usados no tratamento de hérnia de disco:

Chá de gengibre com limão

Xícara com chá de gengibre e limão

O gengibre combinado com o limão consegue diminuir consideravelmente as dores da hérnia (Foto: depositphotos)

O gengibre é um ingrediente bastante usado devido a sua ação anti-inflamatória. Quando combinado com o limão, esse efeito aumenta consideravelmente, reduzindo o inchaço e tratando as dores causadas pela hérnia de disco.

Para preparar a bebida você vai precisar de 1 litro de água e 5 cm de gengibre. Coloque os dois ingredientes para ferver por 10 minutos. Logo em seguida, desligue o fogo e acrescente o suco de um limão. Deixe descansar por mais 10 minutos e ingira.

Chá de carqueja

Ramos da carqueja

Esse chá é anti-inflamatório e atua diretamente no foco da dor (Foto: Reprodução | Rosângela G. Rolim/UFRGS)

A carqueja, assim como o gengibre, possui poder anti-inflamatório, além de ação anti-reumática e tônica. Dessa forma, ela também pode ser usado com foco no tratamento das dores causadas pela hérnia de disco.

No preparo do chá você vai usar 1 litro de água e 20 gramas de folhas de carqueja. Misture os dois ingredientes e deixe ferver por 5 minutos. Desligue o fogo e deixe repousar por mais 10 minutos. Retire as folhas e ingira sem adoçar.

O que é hérnia de disco no pescoço?

A hérnia de disco cervical acontece quando há uma compressão do disco intervertebral. Esse disco é localizado na região do pescoço e pode trazer grandes transtornos para o paciente, sobretudo pelas dores.

Quando há grande degeneração do disco intervertebral, a hérnia pode não ter cura. Dessa forma, o paciente tem de conviver com incômodos pontuais, que podem ser tratados com algumas das soluções já mostradas nesse artigo.

A depender da gravidade do problema, o paciente pode fazer os tratamentos indicados pelo médico, sem que seja necessária a realização de cirurgia.

Exercícios para hérnia de disco

Por ser um exercício que implica em menor impacto na sua realização, o pilates é o mais indicado quando o assunto é a hérnia de disco. Nesse sentido, conheça quais são os três exercícios mais realizado nos estúdios.

Os exercícios indicados foram extraídos do Blog Pilates.

Brigde no Cadillac

Para realizar o exercício, o paciente tem de estar deitado no equipamento com os ombros a 90 graus. Ele deve segurar a barra móvel em pronação e tornozelos apoiados sobre a alça do trapézio. O passo seguinte é realizar a extensão de tronco, evoluindo para a extensão de quadris. O exercício pode ser feito com uma perna em suspensão e quadril a 90 graus, com a região pélvica em estabilidade.

Swan com Alças

O paciente deve estar em posição de decúbito ventral, com a coluna neutra, ombros flexionados e abduzidos a aproximadamente 160 graus. Segure as alças de mãos em pronação e realize a extensão de ombros mantendo a coluna neutra. Pode evoluir para a extensão de quadris com joelhos em extensão.

The Hundred no Reformer

Para realizar o exercício, o paciente deve estar ajoelhado no chão com as mãos apoiadas na lateral do reformer. A coluna deve estar sempre neutra para realizar a flexão de quadris. Pode ser realizado mantendo os tornozelos em dorsiflexão, no retorno do carrinho realizar a hiperextensão de tronco ou elevar um membro inferior.

Veja também10 sinais certos de que você está com problema de coluna

Convivendo com a hérnia de disco

Chegando ao fim desse artigo, certamente agora você pode se considerar uma pessoa mais informada sobre a hérnia de disco. Além de conhecer os tipos e onde ela pode incidir, você também leu sobre tratamentos medicamentosos e naturais.

Porém, é bom destacar que nenhum deles deve ser iniciado por conta própria. A orientação e supervisão médica se faz mais do que necessário. Isso acarreta no reforço da qualidade de vida para o paciente.

Sobre o autor

Formado em Jornalismo pela UniFavip | Wyden. Já trabalhou como repórter e editor de conteúdo em um site de notícias de Caruaru e em três revistas da região. No Jornal Extra de Pernambuco e Vanguarda de Caruaru exerceu a função de repórter nas editorias de Economia, Cidades, Cultura, Regional e Política. Hoje é assessor de imprensa do Shopping Difusora de Caruaru-PE, Seja Digital (entidade responsável pelo desligamento do sinal analógico no Brasil), editor da revista Total (com circulação em Pernambuco) e redator web do Remédio Caseiro.