10 benefícios da graviola e formas de consumi-la

Também conhecida como jaca-do-Pará, a graviola é uma fruta rica em fibras e vitaminas, por isso é excelente para combater problemas digestivos como a prisão de ventre, e até mesmo fortalecer o organismo.

De acordo com a nutricionista da Oba Hortifruti, Lívia Nogueira, esse alimento possui em sua composição minerais como potássio, magnésio, manganês e cálcio. Além disso, “é uma fruta fonte de diferentes vitaminas, como as do complexo B (B2, B1 e B6).”

Por tudo isso, a graviola possui muitas qualidades nutricionais que refletem em seus benefícios para a saúde, como o auxilio no tratamento de diabetes e hipertensão. Já segundo a personal cheff fitness e educadora física, Patrícia Melo, a jaca-do-Pará tem o poder de deixar o organismo mais disposto.

E o melhor de tudo é a versatilidade da fruta no dia a dia, pois enquanto a polpa serve um suco revitalizante, as folhas da graviola dão um chá que entre suas propriedades está a ação anticâncer.

Quais os benefícios da graviola para o organismo?

“Tem poucas calorias, o que faz com que seja uma boa opção para dietas que visam perda de peso”, cita a nutricionista Lívia Nogueira. E a personal cheff fitness, Patrícia Melo, complementa: “fonte importante de vitamina C, a graviola também ajuda a prevenir gripes, resfriados e a fortalecer o corpo como todo.”

Imagem dos benefícios

1. Auxilia no combate ao câncer

Segundo um estudo feito na Malásia e publicado em 2018, as folhas de Annona muricata L., nome científico da graviola, possuem efeitos anticâncer. Para os pesquisadores, componentes presentes nas folhagens como acetogeninas anonáceas, alcaloides e compostos fenólicos são os responsáveis por inibir o crescimento de células cancerígenas.

Os compostos podem ser chamados de antioxidantes, substâncias que bloqueiam a ação dos radicais livres. Esses, por sua vez, podem causar danos às células, resultando entre tantos problemas o surgimento de tumores. Entre os tipos de câncer que são inibidos devido essa ação estão: pele, mama, colo, fígado, pulmão, leucemia e próstata. (1)

2. Diminui a insônia

De acordo com as profissionais da saúde, a fruta possui compostos que promovem o relaxamento dos músculos e tem ação levemente calmante. Tudo isso contribui com a sensação de sonolência, combatendo distúrbios do sono, como a insônia.

3. Elimina inflamações

Ainda conforme a pesquisa malaia, tanto as folhas como a própria jaca-do-Pará possuem propriedades anti-inflamatórias e atividades imunomoduladoras. Isso significa dizer que esse alimento fortalece o organismo contra inflamações e ainda aumenta a resposta orgânica do corpo contra micro-organismos invasores. (1)

“Em casos de inflamações no organismo, a graviola também pode funcionar como uma espécie de anti-inflamatório natural. Isso porque ela possui substâncias que combatem gastrites, úlceras, amigdalites e outras diferentes inflamações pelo corpo”, explica Patrícia Melo.

A personal conta também que existe uma forma de potencializar essa ação da fruta, misturando-a com abacaxi em um suco, por exemplo. Além de ficar mais gostosa, a bebida se torna uma excelente opção para cuidar da saúde.

Outra atuação desse alimento, mencionada pela nutricionista, é o alívio das dores e da inflamação provocadas pelo reumatismo.

4. Auxilia no emagrecimento

“Se consumida com moderação, a graviola não atrapalha no emagrecimento. Inclusive, pode ser usada para compor o cardápio, pois é uma fruta relativamente baixa em calorias, (quando comparada a outras) e fonte de fibras, um nutriente que promove a sensação de saciedade, o que também contribui para quem deseja emagrecer”, esclarece Lívia Nogueira.

A profissional ainda lembra que, de acordo com a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO), cada 100 gramas de graviola possui 62 calorias. Por isso, pode ser considerada uma aliada da perda de peso.

5. Contribui com o tratamento de diabetes

Nogueira explica que o alimento pode auxiliar no tratamento de diabéticos, pois “possui fibras que impedem que o açúcar aumente rapidamente no sangue”. Apesar disso, é importante ter um controle no consumo, uma vez que assim como as demais frutas, graviola também apresenta a frutose, um tipo de açúcar.

6. Fortalece o organismo

Por ser rica em vitaminas do complexo de B e C, a jaca-do-Pará é uma aliada do sistema imunológico. Mas também fortalece, por esses mesmos motivos, os sistemas nervoso e digestivo.

Patrícia Melo explica que esse conjunto de nutrientes é importante para deixar o corpo em alerta e com disposição, com isso o indivíduo acaba recarregando as energias para lidar com o dia a dia. Por isso, é recomendado acrescentar um copo de suco de graviola no café da manhã.

E por funcionar como um modulador de humor, a personal e educadora física também relaciona essa fruta com o tratamento da depressão.

Já por ser fonte de cálcio, fósforo e ferro, o alimento não só repõe esses nutrientes no corpo como também utilizam deles na prevenção de osteoporose e anemia, conforme explica a nutricionista Lívia Nogueira.

7. Diminui a pressão arterial

“As propriedades diuréticas da fruta auxiliam a regular a pressão”, informa a profissional de nutrição. Isso ocorre porque os diuréticos aumentam o fluxo urinário e, consequentemente, favorecem a eliminação do sódio pela urina. Esse mineral, por sua vez, é o responsável pelo aumento da pressão arterial chamada de hipertensão. 

Mas, além da ação diurética, outro fator parece estar relacionado ao benefício de controle da pressão: o cálcio. Segundo a TACO, em 100 gramas de graviola há 40 miligramas de cálcio. (2)

A relação entre essa substância e a pressão arterial vem sido alvo de diversas investigações científicas. De uma maneira geral, esses estudos indicam uma redução da pressão em indivíduos hipertensos que possuem uma alimentação com ingestão adequada do mineral.

O consumo apropriado de cálcio também garante uma redução da vasoconstrição, processo que diminui o diâmetro dos vasos sanguíneos e prejudica a circulação normal do sangue. Em pessoas hipertensas, essa condição é perigosa, pois a pressão alterada pode forçar o sangue contra as paredes da artéria, causando um ritmo irregular do coração. (3)

8. Combate fungos e bactérias

Segundo a personal cheff fitness, essas ações são decorrentes dos efeitos antifúngicos e antibacterianos das folhas do gravioleiro. Mas elas também funcionam como um tipo de vermífugo natural.

9. Previne o envelhecimento precoce

Além de auxiliarem na prevenção contra o câncer, os antioxidantes presentes nessa fruta também combatem o envelhecimento precoce. Tudo isso pois, segundo a nutricionista, eles impedem o desenvolvimento e a ação dos radicais livres, responsáveis por danificar as células.

10. Hidrata o corpo

Ainda segundo a Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos, 100 gramas de graviola são constituídas de 82,2% de água. Logo, a polpa dessa fruta ajuda na hidratação do organismo. (2)

Formas de consumo

A polpa branca desse fruto tem um sabor levemente adocicado e um pouco ácido, o que favorece a sua utilização na produção de bebidas, como vitaminas e sucos. Mas, ela também pode ser usada na receita de sobremesas, por exemplo. Já as folhas do gravioleiro rendem um chá repleto de propriedades e benefícios para a saúde, conforme explica a nutricionista.

Gomos de graviola

Além de in natura, a graviola pode ser consumida nas formas de chá e suco (Foto: depositphotos)

Para que serve o chá da folha de graviola?

“Essa bebida é ótima para auxiliar no tratamento de diabetes e hipertensão, mas também pode ajudar a diminuir a insônia, pois possui propriedades calmantes e sedativas”, explica Lívia Nogueira.

Ingredientes

  • 10 g de folhas de graviola secas
  • 1 litro de água fervente.

Modo de preparo

Coloque as folhas na água fervente, tampe o recipiente e aguarde 10 minutos. Após esse tempo, coe e consuma ainda morno, sem adicionar açúcar. Mas atenção ao consumo, alerta a profissional de nutrição que indica a ingestão de até duas xícaras por dia, de preferência após as principais refeições. Mais que essa quantidade é perigoso para a saúde, pois o “excesso pode resultar em efeitos colaterais, como hipotensão, náuseas e vômitos”, explica.

Suco dessa fruta

A personal cheff fitness defende que o suco de graviola pode ser feito misturado com outras frutas, como a maçã e o limão. Ou até mesmo acrescentar algum vegetal. Veja a seguir uma receita indicada pela nutricionista Lívia Nogueira.

Ingredientes

  • 1 litro de água
  • 1 graviola de tamanho médio ou grande
  • 1/2 xícara (de chá) de açúcar de coco
  • Gelo.

Modo de preparo

Descasque a graviola, corte-a ao meio e retire as sementes. Em seguida, coloque-a no liquidificador com a água e o açúcar de coco. Bata todos os itens por 1 minuto. Se desejar, coe antes de servir com gelo, para a bebida ficar ainda mais refrescante.

Contraindicações

“O uso excessivo do chá [das folhas de graviola] pode levar a hipotensão“, alerta a nutricionista. Além disso, é preciso ficar atento a quantidade de açúcar que a fruta possui, principalmente no caso dos diabéticos.

*Artigo feito com a colaboração da personal cheff fitness e educadora física, Patrícia Melo, e da nutricionista da Oba Hortifruti, Lívia Nogueira, pós-graduada em Nutrição Clínica e Funcional (CRN -14073).

Referências

(1) WAHAB, Siti Mariam Abdul; et al. “Exploring the Leaves of Annona muricata L. as a Source of Potential Anti-inflammatory and Anticancer Agents“. Front Pharmacol, 2018. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6019487/. Acesso em: 29 de agosto de 2019

(2) Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alimentação – NEPA. “Tabela Brasileira de Composição de Alimentos – TACO“. Campinas, São Paulo, 2011. Disponível em: http://www.nepa.unicamp.br/taco/contar/taco_4_edicao_ampliada_e_revisada.pdf?arquivo=taco_4_versao_ampliada_e_revisada.pdf. Acesso em: 29 de agosto de 2019.

(3) FRANÇA, Natasha Aparecida Grande de; MARTINI, Lígia Araújo. “Funções plenamente reconhecidas de nutrientes – Cálcio“. Internacional Life Sciences Institute Brasil, 2014. Disponível em: https://ilsi.org/brasil/wp-content/uploads/sites/9/2016/05/Fasci%CC%81culo-1-Seg-Edic%CC%A7a%CC%83o-Ca%CC%81lcio.pdf. Acesso em: 29 de agosto de 2019.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.