Grávida e chá de erva cidreira: Pode ou não?

A erva cidreira é bastante consumida. Entre as grávidas, apesar de ser permitido o uso, com ressalvas

A riqueza da flora mundial possibilita que vários problemas rotineiros de saúde possam ser tratados a partir das suas propriedades. Porém, as pessoas devem ter o cuidado de procurar orientação médica antes de incluir qualquer planta no processo de tratamento e cura das doenças. Isso fica ainda mais evidente quando o paciente em questão é uma mulher grávida.

Nesse período em específico, o consumo de muitos produtos podem atrapalhar o bem-estar da futura mamãe, além de gerar complicações na formação e desenvolvimento do feto. Por isso é necessário que se tenha cuidado redobrado. Porque até o consumo de um simples chá pode trazer uma série de transtornos. Com atenção e responsabilidades, os problemas podem ser evitados.

Uma dessas plantas que sempre geram dúvidas quanto ao uso é a erva cidreira. Ela contém propriedades calmantes, analgésicas e relaxante, além de muitas outras. Entre as grávidas, a cidreira é usada com foco em acabar com a indisposição. Porém, vale lembrar que qualquer tratamento de saúde, o que inclui os alternativos, devem ser supervisionados por um médico.

Grávida e chá de erva cidreira: Pode ou não?

Foto: depositphotos

Benefícios da erva cidreira

A erva cidreira é uma planta bastante popular nos tratamentos alternativos. Ela contém propriedades calmante, diurética, analgésica, antimicrobiana, cicatrizante, tônica, sedativa, relaxante, antinevrálgica, expectorante, antiviral, antiespasmódica, sudorífera, antibiótica e anti-inflamatória.

Seu uso está relacionado a melhora da qualidade do sono, combate aos gases, alívio das cólicas menstruais e intestinais, prevenção dos distúrbios renais, alívio da tosse e dores de cabeça, retenção de líquidos e tratamento de problemas digestivos, herpes, catarro, arrotos, palpitações e vômitos.

O chá da erva cidreira também pode ser usado contra o nervosismo e agitação, sobretudo na promoção do bem-estar e tranquilidade. Outra indicação da erva é para acelerar a cicatrização da pele e revigorar a mesma. Além dos benefícios anteriormente citados, uma ótima indicação do chá de erva cidreira é para ajudar quem deseja abandonar o vício do tabaco.

A erva cidreira e as mulheres grávidas

Diferente de outros tipos de chás, a erva cidreira pode ser consumida pelas mulheres grávidas sem preocupação, já que uma das vantagens é proporcionar sensação de relaxamento para a mãe e para o bebê. Porém, não tome o chá de erva cidreira todos os dias, pois existem poucos estudos sobre os efeitos das plantas sobre o organismo.

A erva cidreira também tem seu uso associado a promoção da menstruação entre as mulheres. Dependendo da forma com que o organismo da paciente reaja, essa utilização pode estar relacionada a possíveis problemas. Por isso é sempre bom consultar o seu médico para estar resguardada quando ao consumo.

Chá de erva cidreira

Para preparar o chá, basta ferver um litro de água. Assim que entrar em ebulição, desligue o fogo e acrescente 30 gramas de folhas e flores de erva cidreira. Deixe descansar por 10 minutos. Após esse tempo, coe e a bebida estará pronta para ser ingerida. Caso seja da sua vontade, pode usar um pouco de mel para adoçar.

Sobre o autor

Formado em Jornalismo pela UniFavip | Wyden. Já trabalhou como repórter e editor de conteúdo em um site de notícias de Caruaru e em três revistas da região. No Jornal Extra de Pernambuco e Vanguarda de Caruaru exerceu a função de repórter nas editorias de Economia, Cidades, Cultura, Regional e Política. Hoje é assessor de imprensa do Shopping Difusora de Caruaru-PE, Seja Digital (entidade responsável pelo desligamento do sinal analógico no Brasil), editor da revista Total (com circulação em Pernambuco) e redator web do Remédio Caseiro.