Gengibre para tratar a enxaqueca

As ações antibacteriana e anti-inflamatória do gengibre são capazes de aliviar os sintomas provocados pela enxaqueca

Dor de cabeça é uma das queixas mais comuns dos pacientes que buscam por ajuda no pronto-socorro, tornando-se presente na vida de 95% das pessoas, de acordo com informações da Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBCE).

Ainda segundo o órgão especializado neste problema de saúde, entre os 150 tipos de dor de cabeça reconhecidos pela Sociedade Internacional de Cefaleia, uma é bastante conhecida: a enxaqueca. E, ao contrário do que muitos pensam, o tratamento para eliminar esta dor pode ser feito de forma natural, usando das propriedades do gengibre.

Mas, antes de entender como esta raiz pode ser benéfica na luta contra este tipo de cefaleia, é importante conhecer um pouco mais sobre o que vem a ser a enxaqueca e o que a faz diferente das demais dores na cabeça.

Afinal, o que é enxaqueca?

O gengibre pode atenuar os sintomas da enxaqueca nos períodos de crise

O diagnóstico da enxaqueca é clínico (Foto: depositphotos)

Famosa pelas fortes dores provocadas na região da cabeça, a enxaqueca é um problema que causa outros sintomas, como: náuseas, vômito, dormência ou formigamento no corpo e tontura. Além disso, o paciente que apresenta esta condição acaba se tornando sensível à luminosidade, cheiros fortes, sons e até mesmo a alguns movimentos. Durante um episódio de enxaqueca, todos estes sinais podem surgir juntos ou de forma intercalada.

“A enxaqueca é uma doença cerebral. A pessoa herda um cérebro irritável, sensível. Esse cérebro frente a determinadas circunstâncias, ambientais, emocionais, hormonais, privações de sono, físicas, pode sofrer uma série de reações neuroquímicas que culminam em uma crise de dor de cabeça”, explica o neurologista Carlos Bordini, em seu canal no YouTube chamado de Doutor Da dor de Cabeça.

Para tratar deste problema que atinge, segundo dados da SBCE, 20% das mulheres e de 5 a 10% da população masculina, é necessário buscar ajuda médica. Isto porque, o diagnóstico da enxaqueca é clínico. Contudo, métodos naturais também podem aliviar os sintomas dessa doença, como é o caso do gengibre.

Veja tambémComo se livrar dor de cabeça com deliciosos sucos funcionais!

Propriedades do gengibre na luta contra a enxaqueca

O gengibre possui duas ações benéficas ao corpo, são elas: antibacteriana e anti-inflamatória. Portanto, são estas duas propriedades medicinais que são capazes de aliviar os sintomas provocados pela enxaqueca, uma vez que elas conseguem aliviar a dor e a inflamação causadas por este problema de saúde.

Além disso, o gengibre ainda possui em sua composição óleos voláteis, protease e lipídeos, substâncias capazes de atenuar as dores da enxaqueca e ainda evitar que esta doença se instale no paciente.

Como usar o gengibre no tratamento desse problema?

Existem diversas maneiras de usar o gengibre no cotidiano. Por exemplo, em forma de cápsulas, no tempero de alguma comida, como óleo ou tintura e ainda em forma de chá. Este último caso é mais indicado para quem deseja tratar e prevenir a enxaqueca.

Para isso, basta usar a proporção de 100 ml de água para uma colher (de chá) de gengibre ralado. O primeiro passo é colocar a água no fogo e, em seguida, adicionar a especiaria. Após seguir estes passos, é necessário aguardar 15 minutos da ebulição. Depois do tempo determinado, é só desligar, coar e beber sem adoçar. O consumo deve ser feito de forma diária, mas sem ultrapassar três xícaras por dia.

Veja tambémEssas 5 receitas de chás são as melhores para tratar enxaqueca

Outros tratamentos caseiros

De acordo com Bordini, existem métodos naturais para diminuir a enxaqueca que podem ser usados como acompanhantes dos produtos farmacológicos, são os chamados de tratamentos físicos. “Usado há milênios existe o escalda-pés, que consiste em mergulhar os pés em uma bacia com água morna ou não muito quente”, indica o médico. Ainda segundo ele, o calor é um vasodilatador e essa técnica consegue relaxar o paciente.

“Nós sabemos que esfriar a região de têmpora pode ser benéfico para algumas pessoas. Então, colocar batatas frias nas têmporas pode aliviar as dores de cabeça”, ressalta. Além dessas técnicas, Bordini recomenda massagens e o movimento de pressionar as artérias das têmporas.

Veja tambémConheça formas caseiras para tratar a enxaqueca

O médico ainda orienta que a melhor maneira de se cuidar é evitando as dores, por isso faz menção aos exercícios. “Uma atividade física moderada e de rotina, por exemplo, um exercício aeróbico de 40 minutos, três vezes por semana, é provado que faz diminuir as frequências com que suas crises de enxaqueca apareçam”, conclui o neurologista.

Recomendações gerais

Apesar de ser benéfico no sentido de eliminar os sintomas da enxaqueca e ainda evitar esta doença, o gengibre possui algumas contraindicações. Isto porque, assim como os remédios farmacológicos, os tratamentos naturais também podem causar reações adversas no organismo se não usados corretamente.

Por isso, é contraindicado fazer uso do chá de gengibre durante os nove meses da gravidez e no período de amamentação. A raiz ainda possui propriedades que podem alterar a pressão arterial, sendo assim não é recomendada para quem possui quadros de hipertensão. Os responsáveis por crianças menores de dois anos também devem evitar dar esta bebida aos pequenos.

Além dessas recomendações, é necessário ficar muito atento aos sinais desta doença. Mesmo usando o chá de gengibre, a enxaqueca pode continuar a incomodar o paciente. Desta maneira, o mais indicado é procurar um médico especialista no quatro, pois só um profissional de saúde da área saberá reconhecer o porquê da cefalia, quais os métodos mais eficazes para aquela situação e o que pode ser feito para evitar novos episódios.